22 Julho 2024, Segunda-feira

- PUB -
Francisco Rodrigues (Banheirense) foi o único totalista da 1.ª divisão da AF Setúbal

Francisco Rodrigues (Banheirense) foi o único totalista da 1.ª divisão da AF Setúbal

Francisco Rodrigues (Banheirense) foi o único totalista da 1.ª divisão da AF Setúbal

Nas 30 jornadas do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão foram realizados 240 jogos que proprcionaram a obtenção de 695 golos,  uma média de 2,90 por jogo, um registo bastante interessante.

As equipas que jogaram em casa obtiveram 103 vitórias e as que jogaram na condição de visitante 84, relativamente a empates foram registados 53, na competição.

- PUB -

A equipa mais concretizadora do campeonato foi a dos Pescadores da Caparica que obteve 60 golos, mais um que o Comércio Indústria, e em sentido esteve o Lagameças que marcou durante o campeonato 27 golos.

A melhor defesa foi a do Comércio Indústria com 24 golos sofridos e a mais batida do campeonato foi a do Botafogo que sofreu 73 golos.

Quem obteve mais vitórias foi o Olímpico do Montijo (21) e as equipas que ganharam menos vezes foram o Lagameças e o Grandolense, apenas seis.

- PUB -

O equipa que obteve mais goleadas no campeonato foi a do Alcochetense (6)  e quem registou mais empates foi o Vitória “B” (13) enquanto o Alfarim foi a que empatou menos vezes, apenas uma.

De acordo ainda com os dados estatísticos da competição, o Alfarim foi que mais derrotas sofreu (21) e o Comércio Indústria a que menos vezes perdeu, apenas três, e quem esteve o maior número de jogos invencível foi o CO Montijo (16).  

Em matéria disciplinar a equipa que viu mais cartões amarelos foi o Grandolense (123) e as equipas com mais cartões vermelhos foram o Vasco da Gama de Sines e os Pescadores da Caparica (7).

- PUB -

O melhor marcador do campeonato foi Gonçalo Dias (Pescadores) com 21 golos e os jogadores que marcaram mais golos de penalti (3) foram Nita Rodrigues (Vasco da Gama de Sines), Bruninho (CO Montijo), Afonso Récio (Pescadores) e Tiago Feiteira (Oriental Dragon).

O jogador que na condição de suplente obteve mais golos foi Marco Véstia, que saltou do banco para marcar 5 golos; Gonçalo Dias, o que bisou mais vezes (6).

Quem viu mais cartões amarelos ao longo da época foi Chainho (Moitense), 20 vezes; e os que viram mais cartões vermelhos (2) foram Bruno Freitas (guarda-redes do Alcochetense), Rui cardoso (Banheirense), André Trindade (Vasco da Gama de Sines), Mário Costa (Moitense), Tomás Foles (guarda-redes de Oriental Dragon) e Afonso Récio (Pescadores).

Francisco Rodrigues, guarda-redes do Banheirense, foi o único jogador totalista na competição, sendo utilizado nos 2700 minutos (90 minutos x 30 jogos). Também com 30 jogos feitos mas com menos minutos de utilização estiveram Diogo Lourenço (Palmelense) com 2692 minutos, André Canilhas (Lagameças) com 2685, Miguel Daniel (Oriental  Dragon) com 2647 e Luís Cortez (Comércio Indústria) com 2635 minutos.

O percurso do jovem e promissor guarda-redes

Francisco Rodrigues tem apenas 19 anos, nasceu a 15 de Setembro de 2004, mas por aquilo que fez esta época na defesa da baliza do Banheirense parece ter um grande futuro à sua frente, pois, só isso e a confiança do seu treinador, justifica a sua presença em todos os jogos do campeonato.

O jovem guarda-redes começou a praticar futebol com apenas oito anos no Almada Atlético Clube onde permaneceu três épocas, depois ingressou na AD Almada 2015 onde esteve dois anos, mudou-se para o Amora tendo aí jogado nos Iniciados, Juvenis, Juniores e equipa B, passou pelo Seixal, clube que representou também nos Juniores e equipa B e na época que agora terminou mudou para o Banheirense.

Durante esta época realizou 33 jogos, 30 no campeonato distrital da 1.ª divisão [o único jogador totalista] e três na Taça AF Setúbal. No campeonato sofreu 36 golos [sendo o seu clube o quinto menos batido do campeonato] e viu por duas vezes o cartão amarelo, um em Lagameças e outro em Cabanas.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -