23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Avançado Pedro Catarino tornou sonho de menino em realidade

Avançado Pedro Catarino tornou sonho de menino em realidade

Avançado Pedro Catarino tornou sonho de menino em realidade

“Nem nos meus sonhos sonhava entrar e em tão pouco tempo conseguir fazer o que ambicionava há muito”

 

 

- PUB -

Pedro Catarino, autor do golo que abriu no sábado caminho ao triunfo (2-0) do Vitória sobre o Oriental, tão cedo não esquecerá que 2 de Dezembro de 2023 foi o dia em que se estreou a marcar pela equipa principal do emblema setubalense. Acompanhado de várias imagens da partida da 11.ª jornada da série D do Campeonato de Portugal, o avançado fez uma publicação no Facebook a confidenciar que “o sonho de menino foi tornado realidade”.

Lançado pelo treinador José Pedro para os últimos 15 minutos do duelo com os lisboetas, numa altura em que o nulo persistia no marcador, o jogador, de 23 anos, conseguiu na primeira vez em que tocou na bola fazer o 1-0. “Nem nos meus sonhos sonhava entrar e em tão pouco tempo conseguir fazer o que ambicionava há muito”, escreveu Pedro Catarino que tinha substituído o conterrâneo Zequinha.

Apesar da alegria pela estreia nos golos com a camisola da equipa principal, Pedro Catarino sublinha que o mais importante foi ter contribuído para o êxito colectivo. “Fico feliz por ajudar a conquistar estes três pontos muito importantes na nossa caminhada”, disse, partilhando o momento com todos os que têm estado a seu lado. “Só tenho a agradecer a todos os meus colegas, treinadores e toda a gente envolvida no nosso dia-a-dia por toda a ajuda e motivação”.

- PUB -

A conquista dos três pontos, aliado ao empate (0-0) registado entre o Moncarapachense e o Sintrense, permitiu aos setubalenses recuperarem a liderança da prova. Mesmo sabendo que há ainda um longo caminho a percorrer, o atacante manifesta o desejo de ajudar o clube a atingir os seus objectivos. “Vamos por mais, meu Vitória”, finalizou o jogador que no fim-de-semana anterior tinha bisado pelo Vitória B no empate (2-2) com o Alcochetense, no embate da 1-ª Divisão da AF Setúbal.

 

Treinador elogia evolução do atacante

- PUB -

 

O treinador José Pedro não tem dúvidas de que a presença de Pedro Catarino acrescenta, por vários motivos, valor ao plantel. “É importante para o Vitória e para as gentes de Setúbal ter jogadores da casa. O Catarino é um jogador da cidade que passou pela formação do clube [sub-10, sub-11 e sub-17] e nesta divisão esse aspecto é relevante”, vincou, dando também como exemplos os casos de Francisco Ascenso, Daniel Carvalho, Diogo Sequeira, Lourenço Henriques e Tiago Neto que jogaram nos escalões jovens”.

Também a nível individual, o timoneiro dos sadinos elogia o percurso de um jogador que já estava referenciado no Bonfim. “O Catarino tinha demonstrado bons números o ano passado no Comércio e Indústria [13 golos em 20 jogos na 1-ª Divisão da AF Setúbal] e era um jogador que estava referenciado pela administração”, revelou, referindo o período de adaptação que houve. “É um miúdo que chegou aqui com algumas dificuldades em lidar com jogadores com outra tarimba, que já passaram pela 2.ª Liga e Liga 3 e têm qualidade”.

José Pedro não tem dúvidas que desde o início da época, “Catarino foi um dos jogadores que teve uma maior evolução das suas capacidades”. Para isso tem contribuído as suas presenças no Vitória B. “A semana passada até era para o ter levado a Penafiel (jogo da Taça de Portugal), mas optei por não o fazer. Disse-lhe que estava muito bem, que deveria continuar no mesmo registo e ir à equipa B, onde tem de ser um exemplo porque está a trabalhar na equipa principal”.

E acrescenta: “Felizmente quando vai à equipa B cumpre e tem sido importante pelos golos que tem marcado [bisou a 26 de Novembro com Alcochetense (2-2), marcou ao Oriental Dragon (1-1), a 19 de Novembro, e a 15 de Outubro fez um golo no empate (2-2) na casa do Lagameças]. O facto de estar a cumprir vai ao encontro do que pretendo, por isso tem sempre mais probabilidade de vingar comigo”.

No rescaldo do triunfo (2-0) com o Oriental, em que o brasileiro Heliardo fechou as contas do marcador aos 90+2 minutos, José Pedro revelou que numa fase inicial do jogo não tinha pensado lançar o atacante. “Numa primeira fase, não era um jogador que estava a pensar lança-lo com o Oriental, mas, pelas contingências do jogo, vi que poderia ser importante. O que acabou por acontecer fazendo o golo na primeira vez em que toca na bola”.

O treinador não hesita em afirmar que o momento vivido por Pedro Catarino, filho do também ex-avançado Paulo Catarino, que em 1999/2000 envergou a camisola da equipa principal sadina, “é um prémio para o que tem sido a sua evolução desde o primeiro dia a que aqui chegou”, disse, referindo que “se tiver de passar pela equipa B, como já fizeram outros atletas do plantel, e ter minutos aí não jogando na equipa principal é benéfico”.

Entretanto, a contar para a 12.ª jornada do Campeonato de Portugal, o Vitória desloca-se sábado, a partir das 11 horas, ao Estádio Alfredo da Silva para defrontar o Fabril do Barreiro numa partida que terá transmissão televisiva no Canal 11. Recorde-se que o conjunto do Lavradio, que ocupa a 8.ª posição da tabela (15 pontos) chega a este encontro depois de ter empatado (2-2) na casa de O Elvas. Na partida que abre a jornada, o Vitória procura consolidar o 1.º lugar da classificação.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -