1 Março 2024, Sexta-feira
- PUB -
InícioDesportoVitória elimina Cadima e defronta Sp. Braga nos quartos-de-final da Taça

Vitória elimina Cadima e defronta Sp. Braga nos quartos-de-final da Taça

Golos de Raquel Baltazar e Inês Moreira (bisou) colocam sadinas entre as oito finalistas da prova rainha

 

- PUB -

 

Depois de vencer no domingo na recepção ao Cadima, por 3-1, em partida da 4.ª eliminatória da Taça de Portugal feminina de futebol, o Vitória vai agora visitar, a 10 de Fevereiro, o reduto do Sp. Braga, actual 3.º classificado do escalão principal (Liga BPI, no jogo dos quartos-de-final da prova rainha, cujo sorteio se realizou ontem de tarde no Auditório 1 da Cidade do Futebol, em Oeiras.

Além de ter ditado o alinhamento dos quatro jogos que se realizam na próxima ronda, os clubes ainda em competição ficaram a conhecer o alinhamento das partidas das meias-finais e final de prova rainha. Caso as setubalenses levem a melhor sobre as bracarenses defrontam nas meias-finais o vencedor do encontro entre Racing Power, emblema sedeado no concelho do Seixal, e a equipa que triunfar hoje no embate da 4.ª eliminatória entre o Lank Vilaverdense e o Gil Vicente.

- PUB -

Para estarem entre os oito clubes finalistas, as vitorianas, que ocupam a 6.ª posição da 2.ª Divisão (fase de manutenção), bateram (3-1) o Cadima, da 2.ª Divisão (fase de apuramento de campeão) num jogo em que todos os golos surgiram na primeira parte. Raquel Baltasar e Inês Moreira marcaram para as sadinas, enquanto Ana Gonçalves foi a autora do golo do conjunto de Cantanhede.

O duelo travado no Complexo Municipal de Atletismo de Setúbal não podia ter começado melhor para as comandadas de Cláudia Cruz que, aos três minutos, se adiantaram no marcador por intermédio de Raquel Baltazar, média, de 19 anos, que surgiu ao segundo poste a finalizar com êxito, após cruzamento vindo da direita.

A perder por 1-0, o Cadima foi em busca do tento da igualdade que aconteceu à passagem dos 15 minutos num remate de pé esquerdo de Ana Gonçalves, de fora da área, que traiu a guarda-redes Joana Simões, que viu a bola embater no chão antes de entrar junto ao poste direito da baliza.

- PUB -

Mais dinâmico e pressionante no meio-campo, o Vitória não tardou a reagir, chegando, aos 20 minutos, novamente à vantagem num lance em que a avançada Inês Moreira teve o mérito de não dar a bola por perdida e pressionar a guardiã contrária Inês Gomes, levando-a a cometer um erro que permitiu à jogadora setubalense rematar de fora da área para o 2-1.

A equipa verde e branca não se deu por satisfeita com a vantagem e continuou a procurar chegar com perigo à baliza do Cadima. Aos 35 minutos, num excelente lance de ataque protagonizado pelas autoras dos dois primeiros golos, Inês Moreira lançou Raquel Baltazar na esquerda, flanco em que esta última cruzou para o centro da área onde surgiu Inês Moreira a cabecear para o 3-1, não dando hipóteses de defesa à guarda-redes forasteira.

Apesar de o Cadima ter procurado chegar ao golo que lhe desse esperança em recuperar da desvantagem, as vitorianas, que dispuseram de várias ocasiões flagrantes para dilatar a vantagem, estiveram atentas às incursões das adversárias que não conseguiram desfeitear Joana Simões, guardiã que se mostrou segura nos lances em que foi chamada a intervir.

Na partida que colocou as sadinas nos quartos-de-final da Taça de Portugal jogaram: Joana Simões, Madalena Louro, Inês Peixe (substituída por Maitê Pereira aos 63 minutos), Jéssica Caliço, Lara Rafaela, Carla Cardoso (capitã que deu lugar a Ana Silva aos 80), Carlota Filipe, Maria Correia, Inês Moreira (substituída por Inês Pinto aos 90+1), Raquel Baltazar e Lígia Deitado.

- PUB -

Mais populares

Homem encontrado morto em casa no centro de Setúbal [Actualizada]

Cadáver de José, de 66 anos, foi transportado para a morgue do Hospital de São Bernardo para realizar autópsia

PJ investiga cadáver encontrado no interior de uma viatura em Setúbal

Populares alertaram as autoridades pelas 22h30. Homem, de 57 anos, terá morrido por causas naturais

Pedro Catarino já é goleador-mor dos sadinos na 1.ª Divisão da AF Setúbal

Com cinco golos no Vitória B, avançado do plantel principal volta a ser decisivo
- PUB -