26 Fevereiro 2024, Segunda-feira
- PUB -
InícioDesportoVitoriano Carlos Rocha faz ‘hat-trick’ de internacionalizações pela Selecção de Sub-15

Vitoriano Carlos Rocha faz ‘hat-trick’ de internacionalizações pela Selecção de Sub-15

Depois da estreia com EUA, defesa somou a segunda e terceira internacionalizações com Escócia e Itália

 

- PUB -

Carlos Rocha, jogador do escalão de sub-15 do Vitória, viveu momentos inesquecíveis nos últimos dias ao somar as suas primeiras três internacionalizações com a camisola da Selecção nacional de futebol. Depois de se ter estreado pela equipa das quinas na passada quinta-feira diante dos Estados Unidos, o defesa, de 14 anos, nascido a 9 de Janeiro de 2009, alinhou também frente à Escócia e Itália no sábado e terça-feira, respectivamente.

A contar para o Torneio de Desenvolvimento da UEFA de Sub-15, o primeiro encontro de Portugal foi com a congénere norte-americana, partida em que o vitoriano Carlos Rocha foi titular na formação comandada por Pedro Silva. O facto de Portugal ter sido derrotado pelos EUA, o jovem atleta deixou indicadores positivos, razão pela qual voltou a merecer a confiança do treinador nos dois compromissos seguintes.

No embate da 1.ª jornada da competição, que teve como palco o Estádio Nacional (Jamor), os Estados Unidos adiantaram-se no marcador com um auto-golo de Miguel Vieira aos 10 minutos. A resposta lusa chegou, aos 46, momento em que Gustavo Guerra, jogador do FC Porto, repôs a igualdade no marcador, que viria a ser desfeita volvidos quatro minutos por intermédio de Omar Hassan.

- PUB -

Na 2.ª jornada, Carlos Rocha voltou a integrar o onze principal (foi substituído aos 63 minutos), contribuindo para o êxito, por 5-4, sobre a Escócia num jogo que teve nove golos e duas reviravoltas no marcador. Depois do 2-2 com que se atingiu o intervalo – golos lusos foram apontados por Andreson Semedo (Benfica) e Nélio Batista (Marítimo) –, Portugal foi mais forte que oponente na segunda parte, período em que fez três golos – João Brito (68), Rodrigo Teixeira (73), ambos do FC Porto, e o benfiquista Bernardo Nunes (82) foram os marcadores – contra dois dos escoceses.

Anteontem, os sub-15 de Portugal encerraram a sua participação no Torneio de Desenvolvimento da UEFA com um desaire, por 0-1, com a Itália, adversário que marcou o único golo da partida, aos 90+4 minutos através de Delis Gjeci. No terceiro e último jogo, que decorreu na Cidade do Futebol, em Oeiras, Carlos Rocha começou o jogo no banco de suplentes e foi lançado pelo treinador Pedro Silva no decorrer do segundo tempo, somando a sua terceira internacionalização ao serviço da Selecção de Sub-15.

Em relação ao período em que decorreu o Torneio, o seleccionador Pedro Silva destacou a importância do mesmo para Carlos Rocha e os seus pares. “Relativamente ao estágio, os atletas saem daqui melhores em termos de preparação. Realçar o comportamento deles ao longo de todo o estágio e nos últimos jogos também, que foi muito positivo”, disse referindo que “ainda há muita coisa a melhorar e a evoluir, mas passar por estes ambientes e por estes jogos exigentes faz parte do crescimento”.

- PUB -

E acrescentou: “É muito importante os jogadores terem estas experiências. Estão de parabéns, mostraram sempre grande atitude e vontade em procurar sempre mais. Os jogadores estiveram bem, sempre exemplares também no comportamento, estavam focados, só que é normal nestas idades o primeiro abanão da primeira vez como internacional, de adversários já com mais ritmo competitivo, fisicamente mais fortes”.

Recorde-se que além do Vitória, que esteve representado por Carlos Rocha, os outros emblemas que tiveram atletas convocados para a Selecção de Sub-15, constituída por 20 jogadores, foram o Benfica, o FC Porto, o Sporting (com cinco cada), SC Braga (dois), Boavista e Marítimo (ambos com um).

Recorde-se que Carlos Rocha representou a Selecção da Associação de Futebol de Setúbal no último Torneio Interassociações Lopes da Silva, no escalão sub-14, no qual o conjunto distrital foi vice-campeão e o jovem futebolista, assumindo a condição de capitão da equipa da AFS, foi distinguido com o prémio de Melhor Jogador do Torneio.

 

Jogo inaugural da jornada 12 da série D do Campeonato de Portugal: Líder Vitória defronta Fabril no sábado no Estádio Alfredo da Silva

 

Sábado, a partir das 11 horas, o Estádio Alfredo da Silva, volta a ser palco de um duelo entre o Vitória e o Fabril, equipas que voltam a medir forças mais de 47 anos depois de o terem feito pela última vez. Depois dos duelos travados no principal escalão do futebol português, o último dos quais na época de 1975/76, a realidade de ambos os clubes, que militam na 4.ª divisão, é hoje muito diferente.

Independentemente do patamar em que estejam sadinos e barreirenses, o duelo regional entre os clubes é sempre apetecível para os adeptos sadinos, que deverão comparecer em bom número no Lavradio para apoiar a equipa que lidera à 11.ª jornada a série D do Campeonato de Portugal, com 26 pontos, enquanto o conjunto do concelho do Barreiro segue na 8.ª posição, com 15 pontos.

Refira-se que a última na vez que Vitória visitou o reduto do Fabril, a 8 de Fevereiro de 1976, registou-se um empate (1-1). Numa altura em que denominação do Fabril era CUF, os clubes mediram forças em 49 ocasiões (40 para a 1.ª Divisão) cinco na Taça de Portugal e quatro na 2.ª Divisão), sendo o balanço favorável aos sadinos (25 triunfos, 12 empates e 12 derrotas). Sábado, depois do 50.º duelo entre sadinos e barreirenses saber-se-á se a tendência favorável à equipa de Setúbal se mantém.

 

- PUB -

Mais populares

Suspeito de morte de menino em Setúbal será tio da criança

Homem está identificado pelas autoridades e colocou-se em fuga. Disparo de caçadeira terá sido feito para assustar rival

Grupo distrai funcionários de banco em Palmela e furta dinheiro em caixa

Seis estrangeiros, cinco homens e uma mulher, são procurados pela GNR depois de crime que decorreu pelas 13h30

Menino de sete anos morre após ser baleado em Setúbal

Neto e avó foram atingidos a tiro de caçadeira no Bairro da Bela Vista. Disparo veio de carro em andamento. Alvo seria o pai da criança
- PUB -