3 Dezembro 2023, Domingo
- PUB -
InícioDesportoDiogo Sequeira marca golo ao Lusitano e volta a assumir papel de...

Diogo Sequeira marca golo ao Lusitano e volta a assumir papel de homem do jogo

Centenas de adeptos deslocaram-se Évora para apoiar a equipa no Campo Estrela

 

- PUB -

O Vitória confirmou este domingo o bom momento que atravessa ao ganhar, por 1-0, na casa do Lusitano de Évora, em partida da 6.ª jornada da série D do Campeonato de Portugal. O jovem Diogo Sequeira, que já tinha sido o herói dos sadinos na ronda anterior ao apontar o golo do triunfo (2-1) ao cair do pano com o Imortal, foi, aos 16 minutos, o marcador do tento que valeu o terceiro êxito consecutivo numa prova em que os sadinos seguem na 2.ª posição com 15 pontos.

Nem o calor intenso que se fez sentir no Campo Estrela demoveu as centenas de adeptos que viajaram de Setúbal a Évora de apoiarem de forma incessante a equipa, ajudando-a a obter o seu quinto êxito na competição em seis jornadas. Além da canícula, a qualidade do conjunto eborense, que entrou no jogo como 3.º classificado, obrigaram os pupilos de José Pedro a aplicarem-se para alcançarem uma vitória suada que premeia o trabalho feito nos 90 minutos.

O conjunto setubalense apresentou-se no Campo Estrela com três novidades no onze em relação ao duelo da semana passada diante do Imortal. O treinador José Pedro prescindiu de Samir Banjai, Daniel Carvalho e Tuga e lançou Tiago Duque, Diogo Sequeira e Heliardo. Nota ainda para o facto de o capitão Zequinha, que voltou a ser opção depois de cumprir dois jogos de castigo no campeonato, ter começado o encontro no banco de suplentes.

- PUB -

Apoiados por centenas de adeptos na cidade eborense, os vitorianos, que alinharam com Riccardo Galli, Joel Monteiro, Tiago Duque, Lourenço Henriques, António Montez, Gonçalo Maria, Mauro Antunes, Caleb Carvalho, Flavinho Júnior, Diogo Sequeira e Heliardo, entraram melhor na partida, acercando-se com frequência da área defendida pelo guarda-redes Marcelo, que apanhou alguns sobressaltos no primeiro quarto de hora de jogo.

Depois dos avisos, o Vitória foi eficaz numa jogada colectiva finalizada com sucesso por Diogo Sequeira, jovem atleta que fez o 1-0 à passagem dos 16 minutos. O jovem atacante, de 20 anos, que na jornada anterior tinha apontado o golo que valeu aos sadinos o triunfo (2-1) na recepção ao Imortal, voltou a mostrar pontaria afinada, marcando pela segunda jornada consecutiva.

O Lusitano, que entrou para a ronda actual na 3.ª posição apenas a um ponto de distância dos setubalenses, não se deixou afectar pelo golo sofrido e conseguiu reagir criando lances de muito perigo para a baliza de Riccardo Galli. Aos 22 minutos, o italiano teve de se aplicar para travar um remate desferido por Marcos Soares e, volvidos cinco minutos, o número 1 dos sadinos viu Cassiano acertar na malha lateral da baliza.

- PUB -

Apesar das ocasiões em que os sadinos viram os alentejanos alvejar a sua baliza, a equipa comandada por José Pedro tinha superioridade na posse de bola. Em resultado desse facto, o Vitória, que teve Flavinho como elemento mais rematador na recta final do primeiro tempo, viu o avançado brasileiro, aos 28 e 36 minutos, rematar ao lado da baliza e proporcionar uma defesa segura a Marcelo, respectivamente.

Antes do árbitro da partida apitar para o intervalo numa primeira parte jogada debaixo de intenso calor, os anfitriões estiveram perto de chegar à igualdade na sequência de um pontapé de canto em que o avançado Nhaga rematou com perigo à baliza de Riccardo Galli que viu a bola passar sobre a trave. Já depois do reatamento, os dois jogadores envolveram-se num despique e ambos acabaram por ser advertidos com o cartão amarelo, aos 55 minutos.

 

Experiência de Zequinha ajudou a gerir vantagem

 

De forma a refrescar a equipa num embate em que o desgaste físico foi tremendo devido ao calor, o treinador José Pedro – que tinha como suplentes no banco Tiago Neto, Diogo Balau, Ézio Pinto, Daniel Carvalho, Samir Banjai, Francisco Ascenso, Zequinha, Pedro Graça e Pedro Catarino – fez entrar, aos 64 minutos, em campo o experiente Zequinha, de 36 anos, para o lugar do brasileiro Heliardo.

Aos 67 minutos, num lance em que participou o recém-entrado Zequinha numa jogada em que combinou com o colega Diogo Sequeira, que o Vitória voltou a ameaçar a baliza alentejana defendida por Marcelo. Já depois de nova pausa para hidratação, os sadinos dispuseram de um livre directo, aos 79 minutos, em que a bola passou perto do alvo.

Nos minutos finais do encontro, os pupilos de José Pedro procuraram gerir a vantagem que tinham conseguido no marcador no primeiro tempo, deixando na frente Zequinha que não dava descanso à defesa do Lusitano. Aos 86 minutos, o treinador procedeu a mais duas mexidas na equipa levando a jogo Daniel Carvalho e Diogo Balau que substituíram Diogo Sequeira e Flavinho.

Já no decorrer dos sete minutos de compensação dados pelo árbitro, Pérez, avançado colombiano do Lusitano de Évora, foi expulso depois de o ver o segundo cartão amarelo por, no entendimento do juiz, simular uma falta. A actuar com mais uma unidade desde os 90+3, o Vitória fez ainda mais duas aletarções lançando Samir Banjai e Francisco Ascenso, que renderam Joel Monteiro e Mauro Antunes, ajudando a equipa a segurar o 1-0 e conquistar os três pontos.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Homem sofre ataque psicótico e entra na escola D. João II em Setúbal

Suspeito levava um instrumento musical grande. Não foi detido e foi encaminhado pela polícia para o hospital

Empresa de móveis em Palmela em chamas

Incêndio deflagrou durante a tarde de hoje. Mais de 50 operacionais estão no local

Intervenções arqueológicas revelam 21 esqueletos no centro da cidade

Está a decorrer uma investigação no antigo imóvel da Deltagas que pode ajudar a desvendar um antigo cemitério
- PUB -