9 Dezembro 2023, Sábado
- PUB -
InícioDesportoGolo de Caleb coloca Vitória na 3.ª eliminatória da Taça de...

Golo de Caleb coloca Vitória na 3.ª eliminatória da Taça de Portugal

Sadinos souberam aproveitar inferioridade numérica da equipa da Liga 3 desde os 10 minutos

 

- PUB -

O Vitória garantiu este domingo a presença na terceira eliminatória da Taça de Portugal ao vencer, por 1-0, na casa da Sanjoanense, da Liga 3. O golo que deu o triunfo ao conjunto sadino no Estádio Conde Dias Garcia, em São João da Madeira, foi apontado já no segundo tempo (74 minutos) por Caleb, médio brasileiro que chegou a Setúbal vindo do Amora, que marcou pela segunda vez na presente época.

Apesar da diferença de escalões existente, os verdes e brancos, que seguem na 2.ª posição da série D do Campeonato de Portugal, nunca permitiram que esse factor de notasse num jogo em que os sadinos beneficiaram do facto de terem ficado a actuar com mais um elemento devido ao cartão vermelho exibido ao guarda-redes contrário logo à passagem dos 10 minutos do encontro.

Com o êxito alcançado na segunda eliminatória da Taça de Portugal, o Vitória manteve o histórico favorável nos embates com a Sanjoanense, clube que defrontou pela décima vez. Foi a sétima vez que a equipa levou a melhor sobre o emblema nortenho que não conseguiu melhor do que três empates, sempre a contar para o escalão principal do futebol português. Para a prova rainha ontem foi o segundo duelo entre os clubes que tinham jogado em 1954/55, época em que os sadinos ganharam 4-2.

- PUB -

Com um onze comporto por Tiago Neto, Joel Monteiro, Lourenço Henriques, Tiago Duque, Ézio Pinto, António Montez, Pedro Graça, Caleb, Marouca, Flavinho e Zequinha, o treinador José Pedro apresentou cinco alterações em relação à jornada anterior, lançado de início o guarda-redes Tiago Neto, o defesa Ézio Pinto, o médio Pedro Graça e os atacantes Flavinho e o capitão Zequinha, que regressou às opções depois de ter cumprido castigo. Riccardo Galli, Gonçalo Maria, Mauro Antunes, Diogo Sequeira e Tuga foram os preteridos.

A primeira parte do encontro ficou marcada pela expulsão do guarda-redes Fabrice, que logo aos 10 minutos deixou a Sanjoanense a actuar em inferioridade numérica. O árbitro decidiu exibir o cartão vermelho ao jogador da Costa do Marfim por este ter agarrado a bola fora da área, impossibilitando dessa forma o desenvolvimento de um lance de muito perigo do ataque vitoriano.

O treinador Pedro Oliveira viu-se assim obrigado a tirar do campo um atleta – o avançado João Magalhães foi o preterido – para poder lançar o guarda-redes Diogo Santos, de 26 anos, para o lugar de Fabrice. A jogar com mais uma unidade, os setubalenses, que na sequência da infracção dispuseram de um livre directo em zona perigosa, mas que Zequinha não evitou que a bola embatesse na barreira formada pelos anfitriões.

- PUB -

Aos 25 minutos, já depois do defesa Tiago Duque ter sido assistido pela equipa médica, os comandados de José Pedro voltaram a acercar-se com perigo da baliza contrária. Desta vez, o protagonista do lance foi António Montez que trabalhou bem a bola e rematou na direcção da baliza onde estava Diogo Santos para travar o remate do médio dos setubalenses, que procuravam tirar partida de estar desde os 10 minutos com mais um jogador em campo.

Ainda antes de estar cumprida a meia-hora de jogo, aos 28 minutos, o Vitória voltou a ameaçar a baliza da Sanjoanense num livre directo do defesa Ézio Pinto, que levou a bola a passar sobre a trave. Até ao intervalo, os verdes e brancos foram a equipa que mais vezes se aproximou da área, mas sem conseguir materializar qualquer uma das ocasiões em que poderiam ter inaugurado o marcador, entre elas, um remate de Zequinha, aos 45, à figura do guardião.

Depois do intervalo, ambos os conjuntos continuaram em busca do golo que lhes permitisse seguir em frente na prova rainha. Aos 49 minutos, o jovem guarda-redes Tiago Neto, que aos 19 anos fez ontem a sua estreia pela equipa principal, defendeu com segurança após um remate de um homem da Sanjoanense. Volvidos cinco minutos, o Vitória respondeu num remate de meia distância de Pedro Graça que deixou em sobressalto os anfitriões.

Com o objectivo de dar maior frescura física à equipa e profundidade no sector ofensivo, o timoneiro dos sadinos fez três mudanças de uma assentada, aos 60 minutos, lançando Mauro Antunes, Daniel Carvalho e Diogo Sequeira para os lugares de Pedro Graça, Marocua e Flavinho. Já depois de Ézio Pinto ter visto o cartão amarelo (63 minutos), José Pedro decidiu prescindir do lateral, de forma a não correr o risco de uma segunda advertência, e colocar em campo Gonçalo Maria.

À entrada para os últimos 20 minutos, os sadinos tornaram-se mais dinâmicos e conseguiram chegar com mais frequência à zona de finalização. Aos 71 minutos, Daniel Carvalho surgiu isolado na cara de Diogo Santos, que travou o remate do jovem médio. Volvidos três minutos, o guarda-redes já nada pôde fazer para impedir o golo que decidiu o vencedor. Caleb foi o autor do tento que pôs os vitorianos na próxima eliminatória da Taça de Portugal.

A perder por 1-0, a Sanjoanense foi em busca do golo que levasse o jogo para o prolongamento, mas não teve sucesso. Já nos instantes finais do encontro nota para uma defesa do estreante Tiago Neto a travar um disparo de um adversário e, na baliza contrária, para um remate de Tuga, que aos 83 minutos tinha substituído Zequinha, que passou longe do alvo.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Campeões de dança Sérgio e Cátia trazem título mundial para o Seixal

A prova foi disputada na Bélgica e veio dar mais uma medalha ao já grande palmarés dos dois dançarinos e professores

Sem-abrigo hospitalizado após ser espancado por grupo

Vítima foi atacada durante a noite por várias pessoas, que destruíram a tenda onde dormia

PJ detém irmãos por matar indiano em tentativa de massacre nas Praias do Sado

Motivação do homicídio com origem numa alegada ofensa à mãe dos suspeitos
- PUB -