4 Fevereiro 2023, Sábado
- PUB -
InícioDesporto“Muito feliz pela minha estreia a marcar pelo Vitória”

“Muito feliz pela minha estreia a marcar pelo Vitória”

Defesa foi oficializado a 3 de Janeiro e foi totalista nos três jogos realizados pelos sadinos desde aí

 

- PUB -

Até ao momento foram quatro os reforços contratados pelo Vitória para atacar a segunda parte da época na Liga 3: o guarda-redes Mika (ex-Académica), o defesa Pedro Machado (ex-Torreense), e os médios Filipe Oliveira (ex-Korona Kielce, Polónia) e André Santos (ex-Grasshoppers, Suíça). O clube está atento ao mercado e poderá, até ao final do mês, vir a anunciar mais aquisições.

Do quarteto que chegou ao Bonfim, Pedro Machado, que foi oficializado pelos sadinos a 3 de Janeiro, foi o único que já se estreou oficialmente. Depois de ter actuado os 90 minutos nas derrotas, ambas por 1-0, com o Sporting B (campeonato) e Casa Pia (Taça de Portugal), o central, de 26 anos, foi decisivo na passada segunda-feira ao apontar, aos 90 minutos, o golo que deu aos sadinos o triunfo (2-1) na recepção ao Fontinhas.

Na sua conta de Instagram, o jogador fez questão de assinalar o momento em que fez o seu primeiro tento pelos verdes e brancos. “Já merecíamos e hoje finalmente conseguimos, grande vitória hoje. Este é o caminho! Muito feliz pela minha estreia a marcar pelo Vitória”, escreveu o defesa que, aquando da assinatura do contrato, afirmou ser “um orgulho enorme representar o Vitória até ao final da temporada” e garantiu que “tudo fará para dignificar o emblema histórico e para que os objectivos sejam cumpridos”.

- PUB -

Quem ainda não teve oportunidade de se estrear pelos sadinos foi o guarda-redes Mika, que foi anunciado pelo clube a 10 de Janeiro, e já foi suplente na partida anterior diante do Fontinhas. O guardião, de 31 anos estava sem clube desde que abandonou a Académica no final da temporada passada, e chega a Setúbal como jogador livre para ajudar a equipa comandada por Luís Loureiro.

Numa altura em que o Vitória tem, à 14.ª jornada da série B da Liga 3, a par do Moncarapachense (ambas com 28 golos sofridos), a pior defesa do campeonato, a chegada do guardião que tem no currículo passagens por U. Leiria, Benfica, Boavista, B SAD, Académica, entre outros, representa uma mais-valia, considera o treinador. “É um guarda-redes que está parado desde o defeso e está a adquirir a sua forma. É mais um para ajudar”.

 

- PUB -

Refoços trazem “experiência e conhecimento do jogo”

 

Questionado por O SETUBALENSE sobre a importância dos reforços que chegaram para o meio-campo, Luís Loureiro reconheceu na sala de imprensa do Bonfim, após o encontro com o Fontinhas, que tanto Filipe Oliveira como André Santos serão úteis à equipa. “Pela sua experiência, conhecimento do jogo e forma de trabalhar são jogadores com características diferentes dos que estão cá. Vieram para ajudar”, vincou.

Apesar de ambos estarem já “completamente inseridos no grupo e saberem aquilo que a equipa quer”, o técnico, sem especificar os motivos, revelou na passada segunda-feira que Filipe Oliveira e André Santos não reuniam ainda as condições para jogar. “O André Santos e o Filipe Oliveira são dois jogadores que ainda estão indisponíveis e não podem dar o seu contributo à equipa”.

Recorde-se que Filipe Oliveira foi o primeiro dos quatro reforços a se oficializado pelo clube, a 29 de Dezembro. A vinda para Setúbal permitiu ao médio, de 28 anos, regressar a Portugal depois de dois anos na Polónia. Formado no U. Leiria, e contando, ainda, com passagens por Benfica, Marítimo, Famalicão e Vilafranquense, o médio estava ao serviço do Korona Kielce desde 2020/21.

Já André Santos, que foi anunciado pelo clube na passada sexta-feira, foi o último do quarteto de reforços a ser confirmado no Vitória. A mais sonante das aquisições dos vitorianos também volta a jogar em Portugal, depois de uma passagem de duas temporadas pelos suíços do Grasshoppers. Internacional A por Portugal em duas ocasiões, André Santos, de 33 anos, formou-se no Sporting e teve passagens por U. Leiria, V. Guimarães, Arouca, B SAD, entre outros. No estrangeiro, além da Suíça, jogou em Espanha, Turquia, França e Roménia.

 

João Freitas cumpre castigo

 

Entretanto, a contar para a 15.ª jornada do campeonato, o Vitória defronta domingo, pelas 19 horas, o Caldas, actual 6.º classificado da Liga 3, com 21 pontos, mais seis que o conjunto setubalense. Depois do êxito (2-1) arrancado a ferros sobre o Fontinhas – golo do triunfo surgiu aos 90 minutos –, a equipa treinada por Luís Loureiro quer dar sequência ao resultado de forma a encurtar a distância na tabela para o oponente.

No campo da Mata, nas Caldas da Rainha, o técnico será obrigado a fazer alterações na equipa, uma vez que não poderá contar com o contributo de João Freitas, defesa que foi expulso na partida anterior com os açorianos. O jogador, de 30 anos, numa altura em que já tinha sido substituído e se encontrava fora do campo, viu o cartão vermelho no momento em que entrou em campo para celebrar o golo alcançado nos derradeiros momentos do jogo com os seus colegas.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Novo 10 de portas fechadas após polémica que envolve dívida de 700 mil euros

Empresário apresentou proposta ‘promissora’, que acabou por deixar proprietário do espaço de mãos a abanar

Autoeuropa anuncia unidade 1 milhão do T-Roc que vai rodar noutro continente

Número redondo foi anunciado pela direcção da fábrica de Palmela. Automóvel já tem destino traçado

Minipreço do Bairro do Liceu assaltado esta tarde

O assaltante, que usava uma máscara de palhaço para não ser identificado, terá ameaçado os presentes com uma faca.
- PUB -