9 Fevereiro 2023, Quinta-feira
- PUB -
InícioDesporto“Jogo de extrema importância e responsabilidade para o Vitória”

“Jogo de extrema importância e responsabilidade para o Vitória”

Favoritismo do Casa Pia não esmorece ambição sadina de surpreender equipa da I Liga

 

- PUB -

A contar para os oitavos-de-final da Taça de Portugal, o Vitória, da Liga 3, defronta hoje (19:45 horas), no Bonfim, o Casa Pia com o objectivo de surpreender o clube sensação da I Liga e avançar para os quartos-de-final da prova rainha. Apesar da diferença e escalões, o treinador Luís Loureiro assegura que a equipa está preparada e vai lutar para fazer jus ao historial dos sadinos numa competição que venceram em três ocasiões. “Temos a nossa percentagem de poder levar de vencido o adversário e é a isso que nos vamos agarrar, apesar de sabermos que o jogo não será nada fácil”, admitiu o técnico em conferência de imprensa.

 

No jogo em que o Vitória volta a ter adeptos nas bancadas do Bonfim, de que forma está a equipa a encarar o duelo frente ao Casa Pia, actual 5.º classificado da I Liga?

- PUB -

É bom voltar a ter público no nosso estádio. Esse aspecto representa uma mais-valia num jogo em que sabemos o que vamos encontrar pela frente. O Casa Pia tem feito uma época excepcional. É o 5.º classificado, tem a terceira defesa menos batida da prova, é uma equipa muito solidária e com grande capacidade. No nosso caso, não atravessamos o melhor momento, mas a Taça de Portugal é uma competição diferente em que o Vitória tem um historial muito forte. Independentemente da diferença de escalões, temos a nossa responsabilidade.

E quanto ao favoritismo?

O Vitória não é favorito e há que assumi-lo com toda a naturalidade. Defrontamos uma equipa do primeiro escalão que está a fazer um excelente campeonato. No entanto, temos a nossa percentagem de hipóteses em poder levar de vencido o adversário e é a isso que nos vamos agarrar, apesar de sabermos que o jogo não será nada fácil.

- PUB -

Para terem sucesso, qual a estratégia a utilizar?

Posso dizer que preparámos o jogo durante a semana, observámos o adversário e focámo-nos no que podemos controlar quando começar o jogo. Tudo o que entre num panorama mais técnico ou táctico fica para nós. Amanhã veremos como a equipa se vai apresentar em campo. Estamos preparados.

A estratégia poderá passar por dar a iniciativa do jogo ao adversário?

Em todos os jogos, em qualquer equipa que queira ser forte, é fundamental tentar explorar as deficiências do adversário e anular os pontos mais fortes. É algo que é notório em qualquer jogo. Os jogos decidem-se cada vez mais nos pormenores. Contra equipas de escalão superior que teoricamente são mais fortes teremos de ser muito mais atentos e espertos nesses momentos.

Como sentiu a equipa na preparação do jogo no decorrer da semana?

Cheguei há 15 dias e, infelizmente, o primeiro jogo (derrota, 1-0, com Sporting B na Liga 3) não foi o que esperávamos. Neste momento, não estamos como desejaríamos, mas a convicção que tenho é que coisas muito boas virão daqui para a frente. Em relação ao jogo e contexto, tem de haver um equilíbrio. Motivação a mais também pode prejudicar. Vamos tentar manter algum equilíbrio num jogo de extrema importância e responsabilidade para o Vitória.

 

 

Defesa João Freitas garante máxima motivação: “Preparados para sofrer e ser bastante solidários”

 

De que forma está a equipa a encarar o jogo da Taça de Portugal com o Casa Pia?

Com claro otimismo, apesar de os nossos resultados não virem a ser o que queríamos. A Taça é uma competição diferente, vamos enfrentar um adversário de I Liga e, por isso mesmo, a motivação tem de ser intrínseca. Encaramos o jogo com máxima motivação e respeito pelo Casa Pia.

Considera que este é o jogo mais fácil que têm pelo facto de a pressão estar do lado do adversário?

Não creio que seja o jogo mais fácil. Vamos defrontar uma equipa que está em 5.º lugar na I Liga e, como é óbvio, a pressão está do lado deles. Temos a nossa responsabilidade e, dentro das nossas possibilidades, vamos tentar ganhar o jogo.

Na presente edição da Taça de Portugal, já eliminaram o Paços de Ferreira, da I Liga. Apesar da diferença de escalões na partida com o Casa Pia, a história do Vitória pode atenuar essa diferença?

Todos os que cá estão têm noção do historial do Vitória na Taça de Portugal. Queremos respeitá-lo e honrá-lo, apesar de sabermos que a realidade do clube é agora diferente do Casa Pia, mas isso não nos impede de tentar honrar a história do Vitória.

Na generalidade, os jogos da Liga caracterizam-se pelo equilíbrio. Estão preparados para defrontar um adversário que vai ser mais pressionante e dominante?

Temos de estar preparados para sofrer e ser bastante solidários. Do outro lado, vamos ter uma equipa com muita qualidade. Sabemos os pontos fortes e menos fortes, vamos tentar explorá-los e anular os mais fortes. Mesmo que isso possa não vir a acontecer, temos de estar preparados para ter menos bola. Temos de ser solidários, uma verdadeira família porque do outro lado está uma equipa com uma grande qualidade.

 

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Estação de combustível da Repsol assaltada esta tarde em Setúbal

Indivíduo fugiu com o dinheiro da caixa. Ameaçou os funcionários com uma faca. Já são três os assaltos registados nos últimos quatro dias

Novo 10 de portas fechadas após polémica que envolve dívida de 700 mil euros

Empresário apresentou proposta ‘promissora’, que acabou por deixar proprietário do espaço de mãos a abanar

Café na baixa de Setúbal assaltado esta manhã

Crime decorreu por volta das 10h30, com a proprietária a pedir ajuda a comerciantes e pessoas que transitavam perto do local
- PUB -