5 Dezembro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioDesportoGoleada 4-0 aplicada na última visita a Coimbra inspira sadinos

Goleada 4-0 aplicada na última visita a Coimbra inspira sadinos

Embate da 8.ª jornada Liga 3 está agendado para as 15 horas de amanhã

 

- PUB -

Mais de sete anos depois da última vez que jogaram em Coimbra, o Vitória defronta amanhã, pelas 15 horas, a Académica com o objectivo de regressar a Setúbal com os três pontos, tal como tinha feito em 2015/16, época em que golearam o adversário por 4-0, em partida da 2.ª jornada da I Liga. Agora, a contar para a 8.ª ronda da série B da Liga 3, os sadinos vão procurar inspirar-se no encontro de 24 de Agosto de 2015 para levar a melhor sobre os estudantes.

Apesar de terem sido suplentes nessa partida, o defesa François e o avançado Zequinha, jogadores que seguramente serão titulares neste regresso sadino a Coimbra, lembram-se bem dessa noite memorável e podem transmitir aos actuais colegas de que forma a equipa então treinada por Quim Machado levou a melhor. O sul-coreano Suk inaugurou o marcador que permitiu ao Vitória chegar ao intervalo a vencer por 1-0.

No segundo tempo, o avançado asiático bisou num remate portentoso do meio da rua que foi o ponto alto de uma noite fantástica para os setubalenses. André Claro e Costinha, aos 57 e 81 minutos, respectivamente, também ‘facturaram’ numa partida em que nem o facto de o Vitória ter terminado em inferioridade numérica (médio Fábio Pacheco foi expulso) pôs em causa a supremacia dos verdes e brancos.

- PUB -

Na última temporada em que estudantes e setubalenses se tinham defrontado, os sadinos guardam memórias mais felizes, uma vez que na segunda volta do campeonato, a 22 de Janeiro de 2016, no Estádio do Bonfim, o triunfo também sorriu aos da casa. Hassan, avançado que está agora ao serviço do Alverca e foi no passado fim-de-semana foi oponente do Vitória, abriu as contas do êxito sadino, por 2-1, nessa partida em que Arnold fez o tento da vitória.

Depois de 108 jogos no escalão principal, 11 na Taça de Portugal, oito na 2.ª Liga, um na Taça da Liga e sete no extinto Campeonato de Portugal, os históricos Académica e Vitória vão medir forças pela 136.ª ocasião, sendo a primeira vez que a partida será a contar para a Liga 3. No confronto directo, os sadinos levam clara vantagem sobre os estudantes: 64 triunfos, 25 empates e 46 derrotas, registo que a equipa quer reforçar ainda mais a seu favor amanhã.

De todos os duelos travados entre Vitória e Académica nenhum foi tão marcante e está tão presente na memória do imaginário dos setubalenses como a final da Taça de Portugal de 1966/67 que culminou com o triunfo sadino, por 3-2. Recorde-se que o duelo entre sadinos e estudantes é a final da prova rainha mais longa da história, uma vez que o vencedor só foi encontrado no segundo prolongamento [n.d.r.: 1-1 nos 90 minutos e 2-2 nos 120] quando o cronómetro assinalava 144 minutos, altura em que Jacinto João fez o 3-2 final.

- PUB -

Volvidos 55 anos, os tempos, tal como as realidades de ambos os clubes, são bem diferentes daquelas em que Académica e Vitória estavam entre a elite do futebol nacional. Não obstante competirem agora na Liga 3, o reencontro entre os dois vai permitir aos adeptos assistirem a um embate entre dois dos emblemas nacionais que mais presenças contabilizam no principal escalão.

Depois do empate (1-1) consentido na jornada anterior diante do Alverca, os comandados de Micael Sequeira, que seguem na 4.ª posição da tabela (11 pontos), vão agora tentar reencontrar-se com os êxitos frente a uma Académica que promete tudo fazer para amealhar os pontos que lhe permitam deixar o último lugar da classificação (12.º com três pontos em sete partidas).

 

Equipa B defronta Estrela de Santo André

 

No domingo, a partir das 15 horas, será a vez do líder Vitória B entrar em campo, em partida 8.ª jornada do Campeonato Distrital da 1.ª divisão da Associação de Futebol de Setúbal. No campo Municipal Vítor Batista, em Setúbal, os comandados de Paulo Martins vão defrontar o Estrela de Santo André, actual 3.º classificado da prova com 11 pontos, menos oito que os sadinos que têm mais um jogo realizado.

A realizar uma excelente temporada, o Vitória B chega a este encontro invicto com um total de seis triunfos (2-0 ao Juventude Sarilhense, 1-5 ao Pinhalnovense, 2-1 com Os Pelezinhos, 1-2 com Melidense, 1-0 ao Lagamenças e 1-2 ao Afonsoeirense) e um empate (1-1 com o 2.º classificado U. Santiago) em sete jogos. Na jornada anterior, os verdes e brancos confirmaram o bom momento que atravessam ao somarem o seu sexto triunfo consecutivo. Diogo Ferreira e Guilherme Santos foram os autores dos golos que valeram os três pontos à equipa na casa do Afonsoeirense.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Homem morre em confrontos num café na Avenida Bento de Jesus Caraça

Causa da morte não é clara. PJ está a investigar

Primeira loja Lidl num campus universitário já abriu em Almada

Rede de supermercados alemã investe 10 milhões de euros no novo edifício situado no Monte da Caparica
- PUB -