9 Agosto 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioDesportoPinhalnovense quer ser a maior potência do concelho e uma referência no...

Pinhalnovense quer ser a maior potência do concelho e uma referência no distrito

Com o processo de insolvência da SAD já resolvido o clube recebeu autorização da AF Setúbal para inscrever as equipas de seniores e juniores na 2.ª divisão distrital

 

- PUB -

 

Paulo Pinho é o presidente da direcção do Clube Desportivo Pinhalnovense para os próximos dois anos, assim decidiram os associados do clube que elegeram por unanimidade, a única lista concorrente ao acto eleitoral que decorreu no primeiro dia deste mês de Julho. E, porque não havia tempo a perder a tomada de posse nos novos órgãos sociais aconteceu três dias depois; ou seja, na passada segunda-feira.

Como vice-presidentes foram eleitos: Bruno Grazina para a área financeira; Sandra Ferro (Relações Públicas), Vítor Oliveira Modalidades), Paulo Bimbarra (Futebol) e Jaime Mestre (Instalações). Como secretário-geral tomou posse Carlos Marques, e, como directores, Vítor Tomé, Mário Coentro Faria, Mário Grazina, Pedro Costa e Arlindo Nunes.

- PUB -

O novo presidente da Mesa da Assembleia Geral é António Sousa (o anterior presidente da direcção); José Manuel Guerreiro, o vice-presidente e Herculano Jorge Lagarto e Jorge Fernandes, secretários.

O Conselho Fiscal ficou entregue a Camilo Santos (presidente), Nuno Branco (secretário), Manuel Fernandes (relator) e António Marques (suplente).

 

- PUB -

Insolvência resolvida

 

Em documento assinado pelo novo presidente, o Clube Desportivo Pinhalnovense avançou com uma informação há muito aguardada, que vem desanuviar a situação do clube. “A Associação de Futebol de Setúbal deu autorização oficial para a inscrição das equipas de seniores e juniores nos campeonatos distritais da 2.ª divisão. Autorização que surge depois de conhecida a sentença da insolvência da SAD, proferida no dia 20 de Junho”.

Paulo Pinho refere que o Clube Desportivo Pinhalnovense “tem a ambição de devolver aos escalões seniores e juniores de futebol o patamar em que merecem estar, ter os olhos postos na formação, quer do futebol, do basquetebol e ginástica”. E, em termos gerais, “queremos elevar ainda mais o Clube Desportivo Pinhalnovense à maior potência desportiva no concelho e ser uma referência a nível distrital”.

 

Balanço dos últimos anos

 

Entretanto, a anteceder a transmissão de poderes, o anterior presidente da direcção, António Sousa, fez um breve balanço sobre a forma como decorreu a actividade do clube durante a sua gestão.

“Muito se passou e muito se conseguiu nestes 10 anos. O Pinhalnovense continuou a afirmar-se desportivamente no concelho de Palmela e no distrito de Setúbal, principalmente no sector do futebol de formação e nas modalidades de Ginástica, Basquetebol e Fitness”, começou por referir.

António Sousa diz que nem tudo correu bem. “Depois de se fundar uma SAD para o futebol, a mesma sofreu uma gestão danosa nos últimos dois anos, da responsabilidade do investidor maioritário, levando a um processo de insolvência, remetendo as equipas de seniores e juniores para as provas distritais. Lamento o facto, embora tudo se fez para que tal não acontecesse”.

Quanto à análise genérica da actividade da Direcção, o anterior presidente é da opinião que “não serei eu que o terei que fazer, cabe aos sócios avaliarem e ajuizarem o que era o CD Pinhalnovense em 2012 e o que é em 2022. Contudo, estou de consciência tranquila, fez-se o melhor que se pode, mesmo considerando os anos de pandemia”.

Porque uma direcção é um trabalho colectivo, António Sousa não esquece a ajuda que teve. “Contei com a colaboração de muitos directores em cinco biénios de mandatos consecutivos. Todos deram o seu melhor, no tempo e na disponibilidade possível, em estrutura amadora mas cada vez mais exigente para responder à actividade de cerca de 500 utentes, atletas, técnicos e outros colaboradores. E, contei também com apoio incondicional das autarquias e do sector comercial e industrial local”.

A concluir deixou bem vincado que “o futuro do Pinhalnovense será o que os sócios determinarem”, mas adiantou que “alguns objectivos estruturantes têm que ser encarados como prioridades absolutas, tais como: Acabamento do campo de futebol de 9 e 7, alienação do património urbano para a construção de novo Centro Desportivo e ainda a restruturação da gestão dos sócios”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Histórica estação rodoviária na 5 de Outubro vai dar lugar a supermercado Continente

Edifício está a ser alvo de estudos há cerca de uma semana, com o objectivo de abrir espaço do grupo Sonae

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

João Martins: “Deixo uma casa com bom nome e reconhecida”

Criou, desenvolveu e consolidou a Escola Profissional do Montijo (EPM). Ao fim de 29 anos e uns pozinhos, o professor decidiu passar o testemunho
- PUB -