26 Junho 2022, Domingo
- PUB -
InícioDesportoAndebol do Vitória defronta ABC no adeus a 2021/22 no Pavilhão Antoine...

Andebol do Vitória defronta ABC no adeus a 2021/22 no Pavilhão Antoine Velge

Equipa de Luís Monteiro conta com o apoio do público para somar o nono triunfo em casa.

 

- PUB -

Os adeptos do Vitória vão no próximo sábado, a partir das 18 horas, ver pela última vez em acção a equipa de andebol em jogos realizados no Pavilhão Antoine Velge na temporada 2021/22. A contar para a 29.ª jornada, a penúltima da prova, a equipa treinada por Luís Monteiro, que ocupa a sétima posição do Campeonato Nacional Placard Andebol 1, vai defrontar o ABC, actual nono classificado com 54 pontos.

Os vitorianos, que fizeram do seu recinto uma fortaleza na época que se aproxima do final, vão poder mais uma vez ajudar a equipa a superiorizar-se a um oponente que vem a Setúbal com o objectivo de surpreender os verdes e brancos. Com oito triunfos, um empate e cinco derrotas no Pavilhão Antoine Velge, os jogadores prometem tudo fazer para somar o seu nono êxito nas partidas realizadas em casa.

O conjunto setubalense chega ao embate com os minhotos depois de ter na ronda anterior empatado, 23-23, com o Artística Avanca, no Pavilhão Municipal Comendador Adelino Dias Costa. Os golos do Vitória, que ao intervalo estava na frente do marcador, foram apontados por Ruben Santos (6 golos), Rafael Paulo (4), Artur Pereira, Pedro Spínola, Nuno Roque, Lucas Barros e Francisco Silva (2), Duarte Pereira, Gabriel Calvacanti e José Rebelo (1).

- PUB -

 

Rúben Santos é o 3.º melhor marcador da prova

 

- PUB -

Refira-se que o melhor marcador dos vitorianos no encontro ocupa a terceira posição na lista de goleadores do Campeonato. Com 164 tentos apontados, Rúben Santos está a três de distância do 1.º classificado Leonardo Abrahão (AD Sanjoanense) e a dois de Vinícios Carvalho (ABC), que totaliza 164 golos. Um dos principais motivos de interesse da partida de sábado passa por perceber se o jogador sadino consegue destronar o atleta do ABC do segundo lugar.

Independentemente do que venha a suceder nas duas jornadas que restam para o final do campeonato (depois da recepção ao ABC, o Vitória termina a época com uma vista ao reduto do FC Gaia), o balanço será claramente positivo. Durante toda a prova, os comandados de Luís Monteiro estiveram sempre em posições tranquilas da tabela e deram em várias ocasiões a impressão de poderem chegar a um lugar de acesso às competições europeias.

Sinal inequívoco do bom desempenho é comprovado quando comparada a temporada actual com a transacta. Se agora, os sadinos, com 28 jornadas disputadas, estão num confortável sétimo posto (56 pontos), e, 2020/21 o clube terminou na 13.ª posição com 50 pontos, resultantes de nove vitórias, dois empates e 19 derrotas, enquanto agora (com duas rondas por jogar) totalizam 12 triunfos, quatro empates e 12 desaires.

 

Atletas sadinos sagram-se campeões regionais

 

A secção de atletismo do Vitória esteve em destaque no fim-de-semana ao conquistar vários títulos de campeão regional na prova realizada na pista da Sobreda da Caparica, concelho de Almada. Em termos colectivos, aa estafeta masculina de 4×100 metros e 4×400 metros, Rafael Loureiro, Martim Estanislau, Afonso Matos, Gonçalo Seca subiram ao lugar mais alto do pódio. Jorge Parrulas, no salto com vara (veteranos) também foi 1.º classificado.

Individualmente, Guilherme Gaspar sagrou-se campeão regional nos 110 metros barreiras e foi 2.º classificado no triplo salto e no salto comprimento. Em femininos, no salto com vara, Laurinda Moreira conquistou o lugar mais alto do pódio no salto com vara. Filipe Mira, em sub-23, foi campeão regional nos 200 metros, enquanto Martim Estanislau foi 2.º nos 200 metros e 3.º nos 100 metros.

Nos 100 metros barreiras, Daniela Alves classificou-se na 3.ª posição e Sara Mendes também foi 3.ª na distância de 400 metros. Outros resultados de relevo dos atletas vitorianos que atingiram as finais foram os 4.ºs lugares de Gonçalo Seca nos 100 e 200 metros, bem como o 5.º posto de Afonso Matos nos 200 metros. Rafael Loureiro foi 7.º nos 100 metros e Sara Mendes foi 4.ª nos 800 metros. Na classificação final, com a soma das classificações individuais, o Vitória foi vice-campeão regional masculino entre 17 equipas pontuadas e 8.°no sector feminino entre 14 equipas.

Também no fim-de-semana, mas em Vendas Novas, numa prova da Associação de Atletsimos de Évora, Pedro Afonso em participação extra competição nos apuramentos para o Olímpico Jovem 2022, venceu os 100 metros barreiras com recorde pessoal de 15,46 segundos. Nos 80 e nos 250 metros, também foi primeiro classificado com os tempos de 9,75s e 31,71s, respectivamente.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -