16 Maio 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioDesporto“Garantidamente os nossos objectivos serão conseguidos no ano que vem”

“Garantidamente os nossos objectivos serão conseguidos no ano que vem”

“Vamos preparar a próxima época e vamos, com certeza, dar muitas alegrias e vitórias aos sócios”, diz Carlos Silva

- PUB -

 

Gorado o sonho da subida à II Liga na presente temporada, o Vitória FC aponta já como objectivo a alcançar o tão desejado regresso às provas profissionais de futebol em 2022/23. A ambição foi revelada pelo presidente da direcção, Carlos Silva, logo após a derrota (1-2) com o U. Leiria, adversário que impediu os sadinos de garantirem a presença no ‘play-off’ de subida da Liga 3.

O dirigente, que foi eleito líder do clube em Dezembro de 2020, recorda que época que agora termina foi o “ano zero” e, apesar da desilusão pelo falhanço da subida, não esmorece o seu optimismo no futuro. “Garantidamente os nossos objectivos serão conseguidos no ano que vem. Vamos trabalhar agora mais afincadamente e com empenho para que no próximo ano o resultado seja completamente diferente”.

- PUB -

E acrescenta: “Infelizmente, não atingimos a meta que pretendíamos, mas decerto as vitórias irão aparecer. Vamos preparar a próxima época e vamos, com certeza, dar muitas alegrias e vitórias aos sócios. Através dessas alegrias e vitórias, garantidamente o clube estará no lugar que é seu por direito. Vamos iniciar já uma nova etapa no Vitória que irá decerto dar muitos frutos e trazer muitas vitórias”.

O presidente afirma compreender a tristeza dos adeptos, que é comum aos que dirigem os destinos do clube. “Estamos todos tristes por não termos conseguido alcançar os nossos objetivos. No entanto, como sempre dissemos, este era o ano zero e estaríamos a preparar-nos para transportar o Vitória para o lugar que é nosso por direito”, disse na sala de imprensa do Estádio do Bonfim.

Instado a fazer um balanço da temporada, Carlos Silva admite que a mesma ficou aquém das expectativas. “Nunca poderemos fazer um balanço positivo. Há várias situações que têm de ser mencionadas. Foi um ano muito atípico. O Vitória teve três treinadores, situação que não é normal, teve muitas lesões traumáticas e, à semelhança de outras equipas, muitos casos de Covid-19. Tudo isto influenciou o rendimento da equipa”.

- PUB -

Não obstante as várias condicionantes, o presidente da direcção do emblema setubalense considera que um clube com a dimensão do Vitória tem a ambição de fazer sempre melhor. “Não foi uma época desportiva do nosso agrado porque queríamos que o Vitória tivesse na II Liga. Foi o ano zero em que nós também nos iniciámos no Vitória. Todas estas contingências levaram a que não conseguíssemos os nossos objectivos”.

 

“Treinador Filipe Moreira? Vamos analisar”

 

Em relação ao futuro do treinador Filipe Moreira, que não compareceu na sala de imprensa depois do final do encontro de domingo com o U. Leiria, Carlos Silva não se alongou nos comentários. “Tem contrato até ao final da época, que para todos os efeitos ainda não acabou, apesar de terem terminado os jogos. Até lá, vamos ponderar seriamente a situação. Nada foi decidido. Vamos pensar, analisar e decidir. Quando for o momento próprio comunicaremos a nossa decisão”.

O presidente do Vitória fez questão na sua intervenção de começar por aludir ao facto de o Estádio do Bonfim ter registado no embate com os leirienses o recorde de assistência na Liga 3. No domingo estiveram 14.089 espectadores a assistir ao jogo relativo à 6.ª jornada da Série B (fase de subida). Recorde-se que o anterior máximo tinha sido fixado na ronda anterior, na mesma série, no jogo U. Leiria-Oliveirense, em que estiveram 13.274 adeptos.

“Em primeiro lugar, gostaria de agradecer à massa adepta extraordinária que esteve a assistir ao jogo no Estádio do Bonfim. O que se viu fez recordar os nossos tempos na 1.ª divisão. O desfecho não foi o que pretendíamos, queríamos ter terminado, pelo menos, com uma vitória. Infelizmente o futebol tem destes imponderáveis. Queríamos ter terminado com um resultado à Vitória. Na segunda parte assistimos a um jogo com muitas paragens e a equipa saiu prejudicada também por esse motivo”.

Recorde-se que antes dos 14.089 espectadores que estiveram domingo no Bonfim, a melhor assistência nos jogos do Vitória em sua casa tinha acontecido na partida com o Alverca, a 5 de Março, dia em que os sadinos ganharam 1-0 ao Alverca, em partida da 22.ª jornada da série B da Liga 3. Já a 3 de Abril, na recepção ao Sp. Braga B, que terminou com um empate (2-2), foi registada a terceira melhor assistência em Setúbal, em 2021/22, com 3.208 espectadores.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -