23 Maio 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioDesporto“Se hoje tivesse de sair do Vitória tinha a minha missão cumprida”

“Se hoje tivesse de sair do Vitória tinha a minha missão cumprida”

Carlos Silva diz que há “estabilidade” desde a entrada do investidor Hugo Pinto

 

- PUB -

 

Eleito presidente da direcção do Vitória FC em Dezembro de 2020, Carlos Silva não esconde a satisfação de ter contribuído para evitar a morte do emblema setubalense. A salvação só foi possível graças à entrada do investido Hugo Pinto, frisou o dirigente durante o debate que decorreu na segunda-feira à noite, após a apresentação do documentário “Vitória de Setúbal – 10 anos de ouro”.

Na sua intervenção, após o visionamento do filme produzido pela RTP no Fórum Municipal Luísa Todi, Carlos Silva lembrou o que o moveu quando se candidatou à presidência. “Com 62 anos de idade e 54 de sócio, não conseguia deixar morrer o Vitória FC. Podia ter nascido o Vitória 1910, mas nunca seria a mesma coisa. Foi isso que me levou a lutar”.

- PUB -

Determinante para a continuidade do centenário Vitória foi a entrada do investidor. “Sempre disse que não tinha dinheiro nem investidor. Mas hoje estamos aqui. Se hoje tivesse de sair do Vitória tinha a minha missão cumprida, uma vez que permitimos a continuidade do clube. Sem a entrada do investidor não havia condições de sobrevivência”.

O dirigente mostrou-se optimista em relação ao futuro. “O Vitória tem futuro. Pelo menos estamos estáveis agora e estamos a trabalhar para o futuro. Para esta estabilidade, o apoio financeiro é essencial”, vincou no debate em que teve ao seu lado as antigas glórias Carlos Cardoso, Fernando Tomé, Octávio Machado e o actual capitão da equipa principal, José Semedo.

Apesar da confiança, Carlos Silva afirmou que há ainda um longo caminho a percorrer para rectificar os erros do passado. “Contrariamente ao que se possa pensar, o Vitória não passou de pobre a rico com a entrada do investidor. O Vitória continua muito pobre. Poderá ser um clube estabilizado daqui a 150 prestações que representam 12 anos e meio. Ainda estamos muito longe de o Vitória poder ficar uma equipa estabilizada”.

- PUB -

O presidente da direcção revelou que o líder e administrador da SAD Hugo Pinto planeia realizar dentro de dois meses uma sessão de esclarecimento com os sócios. “O Hugo Pinto disse-me hoje que em Junho iremos fazer uma apresentação do que foi o passado recente do Vitória desde que ele entrou. Não só destes meses, mas do presente e futuro do Vitória”.

Outro tema abordado por Carlos Silva foi o recurso apresentado pelo Vitória no Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) que tarde em ter um desfecho. “É nosso sonho pensarmos que daqui a alguns anos possamos estar, pelo menos, a trilhar um novo caminho, na 1.ª divisão. Infelizmente, o nosso processo continua lá num canto. Ninguém diz nada e o processo está lá a aguardar. É o único que está no TAD. Alguma coisa se deve estar a passar para eles não decidirem”.

“Independentemente disso, estamos a trilhar o nosso caminho, com o apoio do investidor para no mais breve possível possamos estar na 1.ª divisão, lugar que o Vitória merece por direito próprio”, refere, destacando a importância dos setubalenses nessa caminhada. “É importante a cidade estar com o clube. Faço um apelo a todos os cidadãos de Setúbal, às empresas para apoiarem o Vitória. Para termos um clube grande precisamos de sócios. Neste momento, temos 12 mil associados, mas só 6 mil são pagantes, muitos deles miúdos das modalidades. O clube tem de ter mais associados, a cidade tem de estar com o Vitória”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva
- PUB -