23 Maio 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioDesportoDerrota em Leiria compromete sonho sadino da subida de divisão

Derrota em Leiria compromete sonho sadino da subida de divisão

Com 1 ponto em 3 jornadas, equipa segue na última posição. Lesões de Ruca e Bruno Bernardo foram contrariedades

 

- PUB -

Pela terceira vez esta época, o Vitória FC falhou o objectivo de somar pontos frente ao União de Leiria. No sábado, em partida da 3.ª jornada, da série 2 (fase de subida) da Liga 3, os sadinos até se adiantaram no marcador aos 16 minutos, mas foram incapazes de segurar a vantagem no Estádio Dr. Magalhães Pessoa, acabando por perder 2-1 depois de permitirem ao adversário operar a reviravolta do marcador.

Nuninho, avançado de 24 anos do emblema do Lis foi a figura do encontro ao apontar os dois golos da sua equipa, aos 45+2 e 58 minutos, respectivamente, anulando a vantagem que o Vitória tinha obtido graças a uma grande penalidade convertida por Zequinha pouco depois do primeiro quarto de hora de jogo.

Com 3 das 6 partidas desta fase realizadas, os comandados de Filipe Moreira, que na primeira parte viu os seus jogadores Ruca e Bruno Bernardo saírem do campo lesionados, ocupam o último lugar da tabela com apenas um ponto em nove possíveis.

- PUB -

A quatro pontos de distância dos líderes Sp. Braga B e Oliveirense, os sadinos estão agora obrigados a vencer no sábado o conjunto de Oliveira de Azeméis para acalentarem o sonho de ainda chegarem ao 1.º lugar.

Em comparação com o embate da ronda anterior com os bracarenses,  que terminou com uma igualdade (2-2), os setubalenses apresentaram André Pedrosa e Kamo Kamo, que substituíram Daniel Martins e Nuno Pinto, como  novidades no onze no confronto que marcou o reencontro com o U. Leiria, clube que na fase anterior da competição tinha vencido por 2-0 os dois duelos travados com os verdes e brancos.

Apesar de o primeiro remate do jogo ter pertencido aos anfitriões, num livre directo apontado aos 7 minutos por Gonçalo Gregório, foram os setubalenses a chegar ao 1-0.

- PUB -

Na sequência de uma falta cometida no interior da área por João Dias sobre Bruno Bernardo – infracção que só foi sancionada depois de o árbitro ter consultado o VAR – Zequinha aproveitou para, da marca dos 11 metros inaugurar o marcador naquele que foi o sétimo golo do avançado em 2021/22.

Pouco depois do golo, o Vitória sofreu a primeira contrariedade do jogo com a lesão de Ruca na perna direita, que, aos 22 minutos, foi substituído por Murilo. Depois de o defesa ter sido retirado do campo de maca, não tardou até os sadinos terem novo infortúnio.

Após falta cometida sobre Bruno Bernardo, aos 35 minutos, o defesa não recuperou e, depois de ser assistido durante sete minutos dentro do campo, foi substituído por Bruno Almeida, aos 42.

Talvez afectado pelas mexidas, o Vitória desequilibrou-se e o U. Leiria aproveitou para fazer mossa. Depois de Kikas ter deixado um aviso, aos 45 minutos, num remate travado por João Valido, o guardião nada pôde fazer para evitar o 1-1 do oponente, aos 45+2. O lance do ataque foi finalizado por Nuninho, que, depois de fazer uma excelente recepção, colocou a bola no fundo da baliza sadina.

Empolgados pelo golo, os leirienses ainda tiveram oportunidade para marcar o segundo golo à passagem do sétimo dos 11 minutos concedidos pelo árbitro no primeiro tempo. Ao Vitória valeu o desvio que João Valido fez para a trave num remate de Nuninho, que deixou o aviso para o que viria a acontecer no segundo tempo.

Cambalhota no marcador

Nos primeiros 10 minutos após o intervalo, o Vitória subiu um pouco as suas linhas, tendo para isso contribuído o facto de Diogo Leitão ter passado a estar mais tempo em jogo. Apesar de terem criado algumas dificuldades à defesa, o conjunto do Lis foi mais assertivo e conseguiu operar a reviravolta, aos 58 minutos. Kikas assistiu Nuninho para o 2-1. O bis do atacante chegou numa jogada rápida em que Miguel Lourenço deu espaço ao atacante.

Em desvantagem, o treinador do Vitória refrescou o sector ofensivo com as entradas de Gabriel Lima, Robson e Mendy, que, aos 63 minutos, substituíram André Pedrosa, Varela e Zequinha. Por duas vezes, o Vitória acercou-se da baliza contrária, mas sem efeitos práticos.

Aos 83, após livre, a bola chegou a Rúben Gonçalves que cruzou para área onde surgiu o leiriense Kikas a cortar o perigo pela linha de fundo. Mais perto do golo ficou, aos 88, Robson que, de livre directo, obrigou o guarda-redes Fábio Ferreira a aplicar-se para evitar o golo e segurar o triunfo por 2-1 do U. Leiria.

Filme da RTP dos “10 anos de ouro” é apresentado esta segunda-feira

O filme produzido pela RTP sobre a década de ouro do Vitória FC estreia esta segunda-feira, às 21 horas, no Fórum Municipal Luísa Todi, numa sessão que inclui um debate sobre o futebol sadino.

“Vitória de Setúbal – 10 anos de ouro”, retrata, em 58 minutos, uma década de feitos gloriosos do clube sadino, em que brilharam jogadores como Jacinto João, Tomé, Octávio e Cardoso, entre muitos outros, e os treinadores José Maria Pedroto e Fernando Vaz.

A apresentação do filme, que tem realização de Rui Alves e locução do jornalista Paulo Sérgio, é seguida de um debate, moderado por Paulo Sérgio, que conta com as participações do autor, do presidente dos vitorianos, Carlos Silva, do actual capitão da equipa de futebol, José Semedo, e dos antigos jogadores Fernando Tomé e Octávio Machado.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva
- PUB -