28 Setembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioDesportoZequinha: “Agora é continuar a trabalhar para levarmos novamente o Vitória aos...

Zequinha: “Agora é continuar a trabalhar para levarmos novamente o Vitória aos grandes palcos”

“Estou muito feliz por ter marcado o golo, ainda mais por ser um homem da casa e por este ser o meu clube”, disse

 

- PUB -

Mal soou o apito final no jogo de sábado, dia em que o Vitória venceu (1-0) o Alverca e assegurou a passagem à fase de subida à II Liga, o avançado Zequinha celebrou de forma efusiva o feito.

O autor do golo que pôs em festa os mais de 3 500 adeptos presentes no Bonfim tinha razões de sobra para o fazer, uma vez que esse momento permitiu à equipa continuar na luta pelo objectivo traçado de ascender mais um patamar do futebol nacional.

Se em termos colectivos não restam dúvidas sobre o significado do golo apontado, individualmente há muito mais a dizer sobre o momento em que o atacante exorcizou um período de vários meses extremamente difíceis. Uma lesão e consequente artroscopia realizada ao joelho direito em Outubro, a 13 de Outubro 2021, tornaram o jogo de sábado ainda mais especial para o atleta nascido em Setúbal há 35 anos.

- PUB -

“Foi uma época um pouco atípica para mim. Vim de uma lesão de muito sacrifício que me fez parar quatro meses e meio. Estou muito feliz por ter marcado o golo, ainda mais por ser um homem da casa e por este ser o meu clube”, disse Zequinha após o final do encontro da 22.ª jornada (a última) da série B da Liga 3, em que foi, sem dúvidas, considerado o homem do jogo graças ao golo apontado aos 56 minutos da partida.

Nas declarações que prestou ao Canal 11, o avançado admitiu que o objectivo de assegurar a passagem à fase seguinte podia ter conseguido ser alcançado mais cedo.

“A nossa equipa chegou a esta jornada a depender apenas de si. É óbvio que podíamos ter conseguido garantir um dos primeiros quatro primeiros lugares muito mais cedo, infelizmente a história não o permitiu”, referiu o homem que marcou cinco golos em 11 partidas na prova.

- PUB -

Zequinha admite que a expulsão do colega Nuno Pinto, aos 40 minutos, foi na altura um golpe duro. “É complicado quando precisas de um jogo que tens de vencer e ficas sem um jogador muito experiente que representa muito para nós”, disse, frisando a forma como o grupo se uniu ainda mais perante essa contrariedade.

“Dentro do campo ficámos reduzidos a 10, mas demos as mãos e mostrámos do que somos feitos. Somos uma equipa que luta até ao fim”. Além de reconhecer o trabalho do plantel, o jogador, que também é adepto e sócio do Vitória, fez questão de deixar uma mensagem de gratidão ao público que esteve ao lado da equipa no Estádio do Bonfim.

“Conseguimos agora esta grande vitória para esta massa associativa fantástica. Esta vitória é inteiramente dos nossos adeptos e do fantástico grupo de trabalho que temos”.

Para a fase da competição que se aproxima, em que os sadinos vão ter o U. Leiria, Oliveirense e Sp. Braga B como adversários, Zequinha tem em mente o objectivo de ajudar a equipa a subir mais degrau rumo ao lugar de onde nunca deveria ter saído.

“Agora é continuar a trabalhar para ver se levamos novamente o Vitória aos grandes palcos que é o que toda a gente deseja porque este é um clube enorme”. Questionado sobre o que aí vem, o atacante do conjunto verde e branco deixa uma garantia aos adeptos, lembrando que o contexto em 2021/22 é muito diferente da época transacta.

“Prometemos muito trabalho. O ano passado conseguimos estar na fase final, mas com todos os problemas que o Vitória teve, sem salários… foi complicado. Este ano é tudo diferente e as coisas estão mudadas para melhor. O Vitória quer voltar aos grandes palcos e vamos fazer tudo para honrar este símbolo”.

Nas 11 partidas realizadas esta temporada, Zequinha contabiliza cinco golos. Além de ter marcado uma vez na goleada (5-2) ao Oliveira do Hospital, o avançado também facturou no 1-0 obtido, também no Bonfim, diante do Amora.

Mais recentemente, além do golo do passado sábado ao Alverca, marcou ao U. Santarém por duas ocasiões (uma no êxito 3-1 em Setúbal) e na derrota (4- 1) sofrida na casa dos escalabitanos.

Recorde-se que na época transacta, o atleta setubalense, que fez praticamente toda a sua formação na ‘cantera’ vitoriana, foi o rei dos marcadores do clube no Campeonato de Portugal. Nos 24 encontros que efectuou, Zequinha apontou 16 golos, tendo participado num total de 18, uma vez que contabilizou também duas assistências para golo.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -