6 Outubro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioDesportoAntigo guarda-redes assume cargo de director do futebol do Vitória

Antigo guarda-redes assume cargo de director do futebol do Vitória

Ex-atleta Carlos Padrão, de 63 anos, vai acompanhar trabalhos junto da equipa técnica e dos jogadores

 

- PUB -

Quase quatro décadas depois de ter defendido as redes da baliza do Vitória, o antigo guarda-redes Carlos Padrão, agora com 63 anos, está de regresso ao Bonfim para assumir o cargo de director do Futebol Profissional dos setubalenses.

A entrada na estrutura do plantel principal do actual 4.º classificado da série B da Liga 3 foi anunciada pelo clube em que o ex-atleta actuou entre as épocas de 1982/83 e 1984/85.

“A SAD do Vitória Futebol Clube informa que Carlos Padrão regressa a uma casa que bem conhece e, a partir de hoje, assume o cargo de director do Futebol Profissional, iniciando os trabalhos de acompanhamento junto da equipa técnica e dos nossos jogadores”, lê-se na nota emitida no domingo à noite na página oficial do clube na internet e nas redes sociais Facebook e Instagram.

- PUB -

Nas três temporadas em que envergou a camisola vitoriana, Carlos Padrão contabilizou 26 partidas (25 no campeonato e uma na Taça de Portugal), actuando “ao lado de nomes como Formosinho, Narciso, Jorge Jesus, Hernâni, entre outros, e sob o comando técnico de Manuel de Oliveira”, recorda o clube no texto que publicou sobre o guardião que nasceu a 1 de Setembro de 1958 em Angola.

Ao longo de mais de duas décadas como futebolista, Carlos Padrão representou vários emblemas nacionais. Depois de no início da carreira ter tido passagens pelo Desportivo de Beja e Sporting, o guarda-redes estreou-se na 1.ª Divisão pelo Riopele, em 1977/78. Beira-Mar, U. Leiria e Belenenses foram os clubes que se seguiram antes de chegar a Setúbal, cidade em que permaneceu ao serviço do Vitória entre 1982 e 1985.

Depois do Bonfim, o jogador rumou a Trás-os-Montes, região em que viria a representar o Chaves nas quatro temporadas seguintes, actuando em quase uma centena de jogos pelos flavienses. A partir de 1989, o Porto passou a ser a segunda casa, primeiro, em 1989/90, ao serviço do Boavista e depois, em 1990/91 e 1991/92, com a camisola do FC Porto. Paços de Ferreira (1992/93 e 1993/94) e Olhanense (1995/96) foram os últimos clubes em que Carlos Padrão jogou.

- PUB -

Amanhã há duelo com Oliveira do Hospital

O agora director desportivo dos sadinos vai acompanhar em permanência a equipa de futebol nas últimas cinco jornadas que os sadinos ainda têm de disputar na fase actual da Liga 3, a começar pela partida de amanhã diante do Oliveira do Hospital, referente à ronda em atraso (14.ª) da prova. A partida diante do penúltimo classificado da série B tem início marcado para as 15 horas, no Estádio Municipal de Tábua.

Recorde-se que na primeira volta do campeonato, os sadinos venceram por 5-2 o conjunto beirão no Estádio do Bonfim. Nesse encontro da 3.ª jornada, Zequinha, Kamo Kamo, Bruno Bernardo, José Varela e Hidélvis (na própria baliza) fizeram os golos dos anfitriões. Pelo Oliveira do Hospital, conjunto treinado por Tozé Marreco, David Silva e Diogo Martins (na própria baliza) foram os responsáveis pelos tentos dos forasteiros.

A atravessarem uma má fase – apenas um ponto conquistado em nove possíveis nas últimas três jornadas –, os setubalenses estão amanhã obrigados a não escorregar de forma a não prolongarem a crise de resultados e não se atrasar mais na luta pelos primeiros quatro lugares. Apesar de ainda disporem de um ponto de vantagem para o 5.º classificado, o Real, a verdade é que em caso de desaire, os vitorianos podem ficar já no próximo fim-de-semana fora dos lugares de acesso.

Confiantes de que os erros cometidos na sexta-feira (derrota por 2-1 no reduto do Caldas) não serão repetidos, os comandados de Pedro Gandaio estão determinados a somar os três pontos, uma vez que na ronda seguinte (sábado, pelas 19 horas, no Bonfim) haverá um duelo que se perspectiva de grau de dificuldade elevado frente ao Torreense, actual 2.º classificado da competição.

Covid-19 adia jogo de andebol com Boa-Hora

Um surto de Covid-19 no Boa-Hora levou ao adiamento do jogo com o Vitória da 16.ª jornada do Campeonato Nacional de Andebol da 1.ª Divisão, que estava agendado para amanhã à noite no Pavilhão Antoine Velge.

“Vimos informar que o jogo da próxima 4ª feira, frente ao Boa-Hora FC, foi adiado em virtude do elevado número de atletas do clube lisboeta infectados com Covid-19”, anunciaram os sadinos, desejando “rápidas melhoras” ao adversário.

Recorde-se que o Vitória, que tinha na passada quarta-feira sido afastado da Taça de Portugal após derrota tangencial (28-27) com o Belenenses, ocupa a sétima posição do campeonato, com 30 pontos em 13 jogos, enquanto o Boa-Hora está no penúltimo posto, com 17 em 15 partidas. A data para o duelo entre os dois emblemas, que os verdes e brancos tinham vencido (22-29) na primeira volta da prova, será anunciado em breve.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Primeira pedra de construção de empreendimento à beira-rio lançada no município do Barreiro

Novo espaço habitacional pretende atrair famílias locais e jovens a um preço razoável   O lançamento da primeira pedra de construção do novo empreendimento que vai nascer...

Acidente de trabalho com um reboque faz um morto e um ferido

Vitimas estavam a trabalhar debaixo da estrutura que lhes caiu em cima

Polícia Judiciária detém homem em Setúbal suspeito de dezenas de crimes de pedofilia

Suspeito aproveitou-se do facto de coabitar com a jovem de 17 anos para a sujeitar a abusos sexuais, que terão tido início quando a vítima tinha 12 anos
- PUB -