28 Setembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioDesporto“Temos demonstrado que somos a segunda melhor equipa nesta série”

“Temos demonstrado que somos a segunda melhor equipa nesta série”

Vitória tem hoje (13 horas) reencontro marcado com U. Santarém na Liga 3

Em caso de triunfo, comandados de Pedro Gandaio regressam ao 2.º lugar

 

- PUB -

Apenas quatro dias depois de o Vitória ter vencido, por 3-1, o U. Santarém em partida em atraso da 5.ª jornada da série B da Liga 3, os dois clubes voltam hoje, pelas 13 horas, a medir forças, a contar para a 16.ª ronda da prova.

No campo Chã das Padeiras, na capital ribatejana, os sadinos vão tentar somar novamente os três pontos frente a um adversário que mostrou qualidade e no duelo que as equipas travaram na quinta-feira no Estádio do Bonfim.

Na hora de perspectivar o reencontro, o treinador Pedro Gandaio confessa não equacionar outro desfecho que não o triunfo. “Esta vitória só nos obriga a ganhar ainda mais na segunda-feira. A responsabilidade é máxima. Temos que ir lá com a mesma ambição que tivemos neste jogo”, disse, esperando algumas alterações no oponente. “Jogam em sua casa e acredito que irão mudar. O campo não é igual ao nosso e logo aí mudam algumas coisas”.

- PUB -

Questionado sobre o que tem o Vitória de fazer para não passar pelas mesmas dificuldades que sentiu no segundo tempo, o técnico é peremptório. “Não me importo de passar pela mesma aflição e ganhar”, afirmou, alertando para dois aspectos que não quer que se repitam. “Quando temos bola na nossa primeira fase de construção estamos a levá-la até ao limite, perdendo algumas e noutras permitindo que os adversários cheguem muito perto. Temos de soltar a bola e circular o jogo mais rápido. O outro aspecto é que temos de continuar o bloco junto e não parti-lo tanto. Não quero permitir isso neste jogo”.

Depois do triunfo no jogo de quinta-feira, o Vitória subiu ao 2.º lugar (posição que foi entretanto recuperada pelo Torreense – venceu na sexta-feira o Real por 2-1 – que tem mais dois jogos realizados). Sobre a vice-liderança que ocupavam após o duelo com o U. Santarém, Pedro Gandaio falou do significado da mesma. “Representa responsabilidade. Os jogadores merecem-no. Temos demonstrado que somos a segunda melhor equipa nesta série. Temos de encurtar caminho para o U. Leiria. Só podemos pensar em olhar para cima e, para isso, temos de fazer melhor do que faz o U. Leiria, um jogo de cada vez”.

Na análise ao encontro da jornada anterior, Pedro Gandaio salientou a boa entrada em campo. “Entrámos muito fortes e chegámos aos golos nos primeiros 10 minutos. Essa tem sido uma das características da nossa equipa e é importante que a mantenhamos. Depois do 2-0 senti que começámos a baixar em demasia e facilitámos com algumas perdas de bola que não podemos permitir. Ao intervalo falámos disso. Mais do que saber que o União vinha para cima de nós, não podíamos dar-lhes as mesmas ofertas. Na segunda parte, o plano passou por jogar um bocadinho mais contidos e não arriscar tanto. Na transição tínhamos de ser mais agressivos e verticais”.

- PUB -

O timoneiro dos sadinos, que na segunda parte viu-se obrigado a mexer na equipa devido à lesão de Murilo, considera que boa parte da aflição vivida antes do 3-1 podia ter sido evitada. “Com a saída do Murilo, por lesão depois de sofrer um toque que espero que não seja nada de especial, aproveitei para retificar a forma de pressionar. A partir daí, tivemos três ou quatro saídas para o contra-ataque e numa delas conseguimos fazer o golo. Penso que não há tanta necessidade de sofrer como sofremos”.

 

“Encantado com Pedrosa”

 

A nível individual, Pedro Gandaio fez questão de destacar as exibições de alguns atletas. “O nosso guarda-redes fez, pelo menos, duas grandes defesas à Valido. Não me canso de dizer que não é guarda-redes para esta divisão, é para outros voos. Espero que a visibilidade que a Liga 3 lhe dá o possa ajudar. Como acredito que o Vitória sobe de divisão, assim vai para outro patamar e vai com o Vitória, o que é óptimo”.

Os jogadores de campo também não foram esquecidos. “O Zequinha esteve muito bem, o Varela fez dois golos e foi o Varela do costume: sempre na luta quer a defender quer nos desequilíbrios que criou a atacar. No entanto, saio daqui encantado com o Pedrosa. É um jogador que nem sempre é titular e, neste jogo, foi muito bom no processo ofensivo e a dar equilíbrio no sector defensivo. Se fosse eu a atribuir o prémio de homem do jogo daria ao Pedrosa”.

A exibição do médio de 24 anos, que substituiu o capitão José Semedo (sentiu um desconforto num treino da semana passada e foi poupado por precaução), vai baralhar as contas do treinador para o duelo desta tarde. “O Semedo deverá voltar a ser opção e, depois do que o Pedrosa fez neste jogo, vou ter uma boa dor de cabeça”, admitiu o técnico que volta a contar com o contributo do defesa Bruno Bernardo, que cumpriu castigo na ronda anterior.

Por outro lado, André David, treinador do U. Santarém, promete fazer vida negra aos sadinos na partida de hoje. “De certeza absoluta, vai ser uma partida em tudo diferente desta. Será um jogo muito mais aproximado do que fizemos na segunda parte. Com atitude e capacidade de chegar à zona de finalização. Não tivemos situações falhadas, mas foi o guarda-redes (João Valido) que acabou por ter uma eficácia tremenda e isso custou-nos um bocado”, disse na sala de imprensa do Bonfim após a derrota de quinta-feira.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -