29 Novembro 2021, Segunda-feira
- PUB -
InícioDesportoMiguel Lourenço ansioso por voltar a jogar pelo Vitória

Miguel Lourenço ansioso por voltar a jogar pelo Vitória

Defesa jogou pela última vez pelos sadinos a 14 de Maio de 2016

Ambição: “Queremos em Maio, no final desta competição, estar todos a festejar”

 

- PUB -

Cinco anos e meio depois de ter actuado pela última vez com a camisola do Vitória FC, o defesa Miguel Lourenço não vê a hora de voltar a jogar oficialmente pelos sadinos. Contratado no passado mês de Julho, o central, que esteve até há pouco tempo sob vigilância departamento médico, já se encontra apto a dar o seu contributo à equipa, podendo, caso o treinador Pedro Gandaio o entenda, estrear-se no sábado (15 horas) na recepção ao U. Santarém.

Apesar da sua vontade em estrear-se o quanto antes na presente temporada pelo Vitória, de Miguel Lourenço, de 29 anos, sublinha que o mais importante, independentemente de quem jogue, é colocar sempre o objectivo colectivo em primeiro lugar. “Sabemos que há um longo e difícil caminho pela frente, mas queremos em Maio, no final desta competição, estar todos a festejar”.

O central, que passou um total de 10 épocas no clube, entre os escalões de formação e a equipa principal, assegura que existe uma relação saudável num plantel em que Bruno Bernardo e François têm sido os homens mais utilizados no eixo da defesa. “O espírito da equipa está como sempre esteve. Com foco máximo e grande amizade e irmandade entre todos nós”.

- PUB -

Numa competição que se antevê muito equilibrada e complicada para todos os intervenientes, Miguel Lourenço frisa que só com uma grande atitude e empenho a equipa poderá conseguir a meta a que se propõe no final da temporada. “Sabemos que só assim poderemos alcançar os nossos objectivos. Esta Liga 3 pode e traz-nos muita coisa positiva e muita competitividade entre todos nós”.

Quando a 14 de Maio de 2016 jogou pela última vez pelo Vitória, ajudando os sadinos a empatarem (0-0) com o Paços de Ferreira e a alcançarem a permanência da prova na derradeira jornada da I Liga de 2015/16, o atleta dificilmente conseguiria prever que volvidos cinco anos e meio estaria de volta a Setúbal para actuar pelo emblema que o lançou como profissional.

A 14 de Agosto de 2021, numa publicação que fez no seu Instagram por ocasião da estreia do clube na Liga 3, o jogador confessou o seu desejo de “retribuir” o que o clube lhe proporcionou. “Mais uma época que começa! Com o propósito de retribuir tudo o que este clube e cidade me deram. Seguimos juntos no nosso caminho, caminho esse que será longo e difícil mas tudo faremos para deixar o Vitoria mais perto do seu lugar”.

- PUB -

 

Em 2016/17, por empréstimo do Vitória, o defesa rumou ao Zira FK, equipa do primeiro escalão do Azerbaijão. Após a aventura azeri, já desvinculado dos sadinos, assinou um contrato com o União da Madeira, clube em que apontou dois golos em 16 partidas. Nas três épocas seguintes (2018/19 a 2020/21), representou o Mafra, sempre na II Liga, totalizando nesse período 43 partidas.

Natural da Quinta do Conde, no concelho de Sesimbra, Miguel Lourenço começou por actuar nas escolinhas do AD Quinta do Conde, a que se seguiu o Fernão Ferro e o EFAP, ingressando depois nos sub-15 do Vitória, clube que representou de 2006/07 a 2015/16 com empréstimos pelo meio ao Casa Pia, em 2011/2012, e Santa Clara, em 2013/2014.

Refira-se que como sénior, o central tem no Vitória o clube que mais vezes representou (51 jogos). Enquanto vestiu de verde e branco, Miguel Lourenço foi internacional jovem por Portugal em três ocasiões nos sub-16, outras três nos sub-17, duas nos sub-18 e cinco nos sub-21.

Entretanto, o plantel vitoriano continua a preparar a estratégia a colocar em prática frente ao U. Santarém, que segue na última posição da série B da Liga 3, com quatro pontos conquistados em sete jornadas. Apesar de estarem na cauda da tabela, os ribatejanos vão jogar no Bonfim depois de terem imposto uma igualdade (1-1) ao Amora na ronda anterior, resultado que interrompeu uma série de cinco desaires consecutivos.

Recorde-se que o encontro com o U. Santarém é referente à quinta jornada da competição, que estava 2 de Outubro. O adiamento deveu-se ao falecimento da mulher do capitão do Vitória, José Semedo. Depois de os sadinos terem solicitado a alteração da data do encontro, tanto a Federação Portuguesa de Futebol como o emblema ribatejano acederam ao pedido dos setubalenses.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -