16 Janeiro 2022, Domingo
- PUB -
InícioDesportoJoão Valido é o guarda-redes com mais remates parados na Liga 3

João Valido é o guarda-redes com mais remates parados na Liga 3

Dados estatísticos confirmam bom desempenho do jogador do Vitória

Guardião contabiliza 19 defesas e três superdefesas nas três primeiras jornadas da prova

 

- PUB -

Na jornada realizada sábado diante do Oliveira do Hospital, que o Vitória FC venceu por 5-2, vários jogadores sadinos estiveram em evidência na partida da terceira jornada da Liga 3. Ao contrário do que o resultado possa aparentar não foram só os homens da frente que estiveram em bom plano. Na baliza, o guarda-redes João Valido cotou-se como uma das figuras ao evitar com defesas de altíssimo nível que o adversário conseguisse surpreender no Bonfim.

Com várias intervenções ao longo do jogo com os beirões, o jovem guardião, de 21 anos de idade, isolou-se agora no topo da lista dos donos da baliza que mais vezes mais vezes sustiveram remates dos adversários nas primeiras três jornadas entre os 24 clubes que compõem as duas séries (zonas Norte e Sul) da competição organizada pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

 

- PUB -

 

Quem o garante é a própria FPF que analisou os dados estatísticos para chegar a essa conclusão. “João Valido, guarda-redes do Vitória FC, leva 19 defesas e três superdefesas nas três primeiras jornadas da Liga 3. É o guardião com mais remates parados (mais oito que o segundo classificado) e um dos que mais vezes salvou a equipa com defesas extraordinárias. Além disso, é aquele que ainda tem mais acerto no passe”.

- PUB -

Quem assistiu ao embate do fim-de-semana com o Oliveira do Hospital não fica surpreendido com a distinção. Desde o apito inicial ao final, João Valido foi colocado à prova pelo oponente. Logo no minuto inicial vários jogadores visaram a baliza, obrigando o guarda-redes a aplicar-se por três vezes para travar as recargas que outros dous jogadores fizeram ao primeiro remate desferido.

 

 

No segundo tempo, período em que aos 64 minutos foi batido através de uma grande penalidade, o guarda-redes fez uma mão cheia de defesas atentas e um par de superdefesas, evitando que os beirões, que aos 83 aproveitaram uma falha de marcação da defesa para fazer o seu segundo golo, reduzissem para a margem mínima a distância no marcador num jogo cujo 5-2 final foi apontado aos 90 minutos pelo reforço José Varela.

O extremo cabo-verdiano, de 23 anos, oriundo do Vilafranquense, foi a penúltima aquisição a ser adquirida pelo Vitória, que depois deste foi contratar o brasileiro Murilo Rosa aos albaneses do KF  Skenderbeu. José Varela que rematou com êxito, após um contra-ataque em que intervieram antes Mathiola e Kamo Kamo, celebrou de forma efusiva o seu primeiro tento pelo Vitória, clube pelo qual quer marcar mais golos.

 

“Varela vai ajudar muito”

Sobre o facto de se ter estreado a marcar, Tiago Mota, treinador-adjunto da equipa técnica liderada por António Pereira, disse a O SETUBALENSE no final do encontro com o Oliveira do Hospital que o atacante tem todas as condições para evoluir. “Trata-se de uma nova contratação. Tem 15 dias connosco e penso que tem todas as condições para nos ajudar muito”, vaticinou.

O facto de o Vitória só voltar a jogar oficialmente a 19 de Setembro, dia em que defrontam o Sporting B, na Academia de Alcochete, a contar para a quarta jornada da Liga 3, permitirá uma melhor integração do jogador e dos colegas que chegaram esta época à equipa de António Pereira. “Importante agora é assimilar todos os processos que a equipa tem e o mister pretende dele. Quando o tiver feito, de certeza, que nos vai ajudar muito”, reiterou Tiago Mota.

Refira-se que José Varela, que antes do emblema de Vila Franca de Xira tinha representado, entre outros, o Leça e o Aves, onde se sagrou campeão nacional pelos sub-23, tem a particularidade de ter esta época actuado por dois clubes. A 25 de Julho jogo pelo Vilafranquense (derrota 3-0 com Arouca na Taça da Liga) e, menos de um mês depois, a 21 de Agosto, estreou-se pelos sadinos na derrota (2-0) em Leiria e, no passado sábado, jogou e marcou com o Oliveira do Hospital.

Entretanto, Mendy, outro dos avançados que alinhou na última partida dos setubalenses, contribuiu anteontem para o empate (1-1) que a Guiné-Bissau obteve com a Guiné Conacri, em jogo da segunda fase do apuramento africano para o Mundial’2022. Na partida que decorreu em Nouakchott, na Mauritânia, devido à interdição do Estádio 24 de Setembro, em Bissau, François Kamano (8 minutos) adiantou a Guiné Conacri no marcador e Joseph Mendes, aos 46, repôs a igualdade para a Guiné-Bissau.

Até ao final, o avançado sadino Mendy, que substitui Moreto Cassamá aos 84 minutos, teve por duas vezes a oportunidade de desfazer o empate. Primeiro, apenas um minuto depois de entrar em campo, desviou a bola de cabeça, para as mãos do guarda-redes contrário. Já em período de compensação, aos 90+4, o atacante surgiu isolado, mas falhou o ‘chapéu’ que poderia ter dado o triunfo.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Mais de 70 lotes de terreno no Bairro Grito do Povo alienados a proprietários de habitações

Os lotes vão ser vendidos a moradores e descendentes directos, que pretendam melhorar as condições de habitabilidade

Centro Comercial do Bonfim: uma história mal contada

O Centro Comercial do Bonfim foi o primeiro centro comercial com essas características em Setúbal e um dos primeiros no país. Tinha no seu interior...

Casal assaltou 13 casas num mês na Moita

Um casal assaltou 13 casas na Moita no espaço de um mês. Ele assaltava e ela vendia os bens. Conseguiram 29 mil euros. Os assaltos...
- PUB -