22 Setembro 2021, Quarta-feira
- PUB -
Início Desporto Vitória FC sagra-se campeão nacional de ténis de mesa em cadeira de...

Vitória FC sagra-se campeão nacional de ténis de mesa em cadeira de rodas

Equipa setubalense conquista títulos individuais e colectivos

Luís Esteves, Mário Gomes, David Gézero, Nuno Duarte e João Pedro Correia brilharam em Leiria

 

- PUB -

O Vitória FC arrecadou no fim-de-semana vários títulos de campeão nacional por equipas e individuais de ténis de mesa em cadeira de rodas. Em pares, o emblema sadino ocupou os dois lugares mais altos do pódio graças aos desempenhos de Luís Esteves e Mário Gomes, que terminaram na primeira posição, e David Gézero e Nuno Duarte, dupla que terminou no segundo posto.

No Pavilhão Municipal dos Pousos, em Leiria, os atletas vitorianos também brilharam em termos individuais, uma vez que ocuparam os três lugares do pódio na classe 4-5: David Gézero (1.º), Luís Esteves (2.º) e Mário Gomes (3.º). Na classe 2-3, Nuno Duarte sagrou-se vice-campeão, posição idêntica à alcançada por João Pedro Correia na classe 11 de ténis de mesa adaptado.

No final da competição, os vitorianos não esconderam a sua alegria ao receberam os troféus referentes aos títulos que somaram no campeonato nacional. Os títulos conquistados para o clube e cidade de Setúbal são uma justa recompensa para o trabalho realizado por atletas, treinadores e pelos responsáveis pela secção de ténis de mesa do clube num contexto dificultado pela pandemia que se vive.

- PUB -

Além do ténis de mesa em cadeira de rodas, várias outras modalidades do clube estiveram em acção no fim-de-semana. Em atletismo, no Campeonato Nacional de Sub-18 (Juvenis), que se realizou em Lousada, Martim Estanislau obteve o melhor resultado ao subir ao pódio depois de terminar na terceira posição nas provas de 100 e 200 metros. Referência ainda para Viviana Parrulas (sétima nos 300 metros e 11.ª nos 800), Laurinda Moreira (nona no salto com vara) e Maria Leonor (21.ª nos 100 metros).

 

Andebol reforçado para nova época

- PUB -

 

Depois do 13.º lugar alcançado na temporada anterior, a equipa sénior de andebol do Vitória prepara com afinco 2021/22, época em que terá como treinador o setubalense Luís Monteiro. Para atacar a prova, o clube já oficializou vários reforços para a equipa. Os portugueses Rafael Paulo e Nuno Roque, o argelino Elias Bahna e o montenegrino Danilo Mihaljevic, sendo os últimos três internacionais pelos respectivos países.

“Natural de Leiria, Rafael Paulo aceitou o desafio de representar o Vitória depois de passagens pelo AC Sismaria (onde fez a sua formação), Sporting e Boa-Hora. Aos 21 anos, este jovem lateral direito está ciente da responsabilidade que é envergar a camisola do enorme e ansioso por poder jogar regularmente no mítico Antoine Velge”, escreveu o clube no momento em que anunciou a contratação.

Mais experiente é Nuno Roque, de 34 anos, jogador que “aceitou o desafio e rumou à margem norte do Sado para integrar o plantel do Vitória. Este internacional português tem no seu currículo passagens pelo Belenenses, Madeira SAD, Águas Santas, Benfica, FC Porto e Chartres MH (França)”, recordam os vitorianos na nota emitida no Facebool do clube.

Mais novo é Elias Bahna, internacional argelino que é visto pelos responsáveis do clube como uma aposta de futuro. O atleta, de 20 anos de idade, destaca-se pela sua compleição física (1.89 metros de altura e 90 quilos de peso). “Este jovem internacional argelino, que representou na época passada o US Yverdon (Suiça), poderá ocupar as posições de lateral ou ponta direita. Velocidade e remate fácil são as suas maiores armas”.

Para a baliza, o Vitória foi buscar jovem guarda-redes Danilo Mihaljevic, de 23 anos, que aceitou rumar a Setúbal para vestir a camisola verde e branca. Na época anterior, o jovem internacional montenegrino representava a equipa polaca do Piotrkowianin Piotrków.

Em 2021/22, estes jogadores serão liderados por Luís Monteiro, homem que conhece bem todos os cantos do pavilhão Antoine Velge. O técnico regressa ao clube do seu coração para orientar a equipa que comanda pela terceira vez. Além dos sadinos, Sporting (juniores), Belenenses, Selecção de Cabo Verde e de Portugal (sub-19 e sub-20 e integrou a equipa técnica da Selecção A) fazem parte do seu percurso como treinador.

Antes de ser treinador, Luís Monteiro, de 54 anos, representou vários clubes como jogador. Além do Vitória, vestiu as camisolas do Ginásio do Sul, Benfica e Sporting, tendo pelo caminho sido internacional sub-21 e sénior por Portugal. Ao seu lado na equipa técnica, Luís Monteiro terá o seu conterrâneo Francisco Bacalhau, de 46 anos, que cumprirá a sua sexta época consecutiva como adjunto da equipa sénior. “Durante vinte épocas, e enquanto atleta do enorme, passou por todos os escalões, desde os infantis até aos veteranos. Para além do Vitória, conta no seu currículo com passagens pelo SC Horta, Ginásio do Sul e Belenenses”, recordavam os sadinos no texto publicado há dias quando anunciaram que Francisco Bacalhau ia continuar “mais um ano de Vitória ao peito”.

 

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Burger King abre 12.° restaurante no Distrito de Setúbal

A marca Burger King aumentou para 12 o número de restaurantes que detém no Distrito de Setúbal, com a abertura de mais uma unidade...

Presidente da Fertagus diz que comboio até à Gare do Oriente depende do Estado

Ana Cristina Dourado afirma que a empresa tem objectivo de prolongar o serviço que termina na zona Roma-Areeiro

Homem desfigura prostituta à pancada em Grândola e foge do tribunal depois de apanhado a roubar carro

Dependente de cocaína, João Pratas responde agora por tentativa de homicídio com julgamento a decorrer no Tribunal de Setúbal   Sem dinheiro para satisfazer o vício...
- PUB -