26 Julho 2021, Segunda-feira
- PUB -
Início Desporto Treinador António Pereira “assustado com grandeza do Vitória”

Treinador António Pereira “assustado com grandeza do Vitória”

Novo timoneiro vai tentar ganhar o maior número de jogos e subir de divisão

“Confesso que abanei um bocadinho quando entrei no Bonfim”, disse na apresentação

 

- PUB -

Tal como O SETUBALENSE avançou ontem em primeira mão, António Pereira foi ontem de tarde apresentado como novo treinador da equipa principal de futebol do Vitória Futebol Clube que vai participar na Liga 3, em 2021/22. O técnico, que na época passada treinou o Cova da Piedade e Alverca, não escondeu a sua satisfação pela chegada ao Bonfim e prometeu tudo fazer para tentar a subida à II Liga.

“É um prazer enorme estar no enorme Vitória FC. Quando surgiu este convite não tive muito que pensar, embora tivesse algumas situações por decidir. Vim empenhado em fazer o melhor, tentar ganhar o máximo de vezes possível. Vamos tentar ganhar o maior número de jogos, tentar subir de divisão e levar o Vitória até onde nos deixarem”, prometeu nas primeiras declarações prestadas na sala de imprensa ao lado do presidente da direcção Carlos Silva.

António Pereira, de 64 anos, lembra que a tarefa será árdua numa prova em que existem oponentes de qualidade. “Não vou dizer que é garantido que vamos subir. Estou no maior clube desta divisão e vamos fazer tudo e trabalhar afincadamente Uma coisa que nunca vou fazer é vender a banha da cobra, chegando aqui e dizendo que é um dado adquirido e que vamos já subir de divisão. Vai ser muito difícil”, disse o treinador que abordou outros assuntos que poderá ler na edição de amanhã do jornal.

- PUB -

O facto de já ter trabalhado em vários clubes que vão estar na Liga 3 justificam a sua afirmação. “Conheço as equipas que aqui estão, algumas delas treinei e sei os jogadores que têm e as suas estruturas. Vai ser difícil, mas acredito que vamos ser iguais ou melhores que os adversários. Depois se a bola entra não depende de mim”, vincou, deixando uma garantia para etapa que inicia em Setúbal. “O querer, a vontade, a ambição, a determinação e a garra estão cá desde os 28 anos, quando comecei a treinar pela primeira vez em que tive logo a felicidade de subir de divisão”.

Apesar de ter dezenas de clubes no currículo, António Pereira não hesita em afirmar que nunca treinou um emblema com a dimensão do Vitória. “É claramente o clube com maior história em que treinei. Não tenho a mínima dúvida disso. Passei por outros grandes clubes, mas o Vitória FC é o que tem maior história. Estou muito motivado para ajudar o Vitória, clube que conheci desde de criança”, disse o treinador que terá como adjuntos Mauro Santos, Tiago Mota, Pedro Gandaio e Carlos Ribeiro, treinador de guarda-redes que está de regresso ao Vitória.

De resto, o técnico natural de Grândola disse que tem familiares, inclusivamente residentes em Setúbal, que são adeptos do clube. “Estou imensamente satisfeito com o convite que o clube me fez. Sou desta região e tenho vitorianos na família. Com certeza devem estar satisfeitos por estar hoje a ser aqui apresentado no Vitória. Espero que as coisas me corram bem porque se isso acontecer também vai correr bem ao Vitória”.

- PUB -

“Assusta-me a grandeza deste clube”

Apesar de já ter jogado contra o Vitória no Bonfim, António Pereira confidenciou que entrar agora no estádio como treinador do clube não o deixou indiferente. “Assusta-me a grandeza deste clube. As pessoas não falam noutra coisa que não seja ‘o Vitória tem que subir’. Já tinha jogado aqui e entrado nas instalações, mas agora assustei-me. Com o tempo vai passar. Com 35 anos de experiência achava que mais nada me assustava mas confesso que abanei um bocadinho quando entrei aqui agora”.

O treinador, que desde segunda-feira tem tido reuniões com os responsáveis do clube, já está a preparar a nova época e já teve oportunidade de falar com o capitão de equipa José Semedo, um dos veteranos da equipa que será importante no plantel. “Toda a gente é essencial. Os que estiverem imbuídos num espírito ganhador e de ajudar o Vitória são sempre importantes. Pelos anos que tem disto e pela sua estrutura moral e futebolística é importante na construção da equipa do Vitória, o capitão de equipa é importante como todos os outros, os mais novos inclusivamente”.

“Teremos futuro risonho”, disse presidente

O presidente da direcção do Vitória, Carlos Silva, esteve ao lado de António Pereira na apresentação do treinador. O dirigente, que destacou o percurso do técnico, mostrou-se optimista no futuro. “O seu currículo é de tal maneira vasto que fala por si. É um mister com muita experiência nestes campeonatos e muitas subidas de divisão. É exigente e é um mister de vitórias e este clube é feito de vitórias. Por isso, tomámos a opção pelo mister António Pereira, que é garantidamente uma mais-valia para o Vitória. Teremos um futuro risonho, claramente o Vitória irá lutar pela subida de divisão pelas mãos do mister”, assegurou.

Ricardo Lopes
Jornalista
- PUB -

Mais populares

Terminal Interface de Setúbal a poucos dias de estar concluído

A construção do novo Terminal Interface de Setúbal, na Praça do Brasil, está a poucos dias de estar concluída, com a obra a entrar...

Emblemática estação de ‘camionagem’ de Setúbal tem novo dono após meio ano de inactividade

Plano de Pormenor define para edifício na 5 de Outubro implementação de áreas de serviço ou habitação   A emblemática estação rodoviária de Setúbal, situada na...

Câmara de Alcochete diz-se disponível para acolher estrutura europeia dedicada ao empreendedorismo

Município endereçou ao Governo “um conjunto de vantagens que considera serem competitivas” para a sua instalação no concelho   Depois de decidido que Portugal passará a...
- PUB -