23 Outubro 2021, Sábado
- PUB -
Início Desporto “Quero muito continuar no Vitória para dar continuidade ao projecto que iniciei”

“Quero muito continuar no Vitória para dar continuidade ao projecto que iniciei”

Treinador revela desejo de liderar equipa na 1.ª Divisão da AF Setúbal

Paulo Martins foi campeão depois de ganhar 4-2 na final com Monte Caparica

 

- PUB -

No dia seguinte à conquista do título de campeão da 2.ª Divisão Distrital da Associação de Futebol de Setúbal, após bater domingo na final o Monte Caparica AC, por 4-2, Paulo Martins, treinador do Vitória FC, revela a ambição de dar continuidade ao projecto em 2021/22. Para que tal se concretize, o técnico aguarda por um convite formal da parte dos responsáveis do clube.

“Ainda não sei se vou continuar como treinador do Vitória. As coisas neste momento também estão a ser organizadas de maneira diferente. Estou à espera. É claro que quero muito continuar no Vitória para dar continuidade ao projecto que iniciei”, confessou Paulo Martins, de 43 anos, em declarações ao jornal O SETUBALENSE.

Caso o seu desejo se torne realidade, o treinador não esconde que gostaria muito de continuar com a maioria dos elementos que compuseram o plantel na temporada que agora terminou. “Quanto aos jogadores e objectivos, se for eu o treinador, é algo que tem de ser definido em conjunto. Claro que gostaria de continuar com o maior número de jogadores possíveis deste plantel, mas não sei como vai ser. Temos ainda que reunir e estipular objectivos”, ressalvou.

- PUB -

Questionado sobre a final ganha ao Monte Caparica, o timoneiro dos sadinos considera que a sua equipa foi superior ao adversário. “O resultado do jogo esteve sempre favorável ao Vitória, mas houve uma grande réplica do Monte Caparica. Creio que no final, fomos uns justos vencedores, mas não posso deixar de dar os parabéns ao Monte pela subida de divisão e pelo desempenho que teve na final”.

Ainda sobre o duelo travado no campo Vale D’Abelha, em Paio Pires, Paulo Martins salientou a qualidade do espectáculo proporcionado por ambos os conjuntos. “Foi um jogo muito disputado, com golos e digno de uma final entre as duas melhores equipas do campeonato. O jogo nunca esteve resolvido, apesar de termos tido a possibilidade de o ter decidido mais cedo”.

 

- PUB -

 

Subida foi sempre uma certeza

 

Não obstante as dificuldades sentidas ao longo de uma época atípica, realizada num contexto excepcional devido à crise pandémica de Covid-19, o treinador dos vitorianos garante que nunca colocou em causa o objectivo da subida à 1.ª Divisão Distrital. “Mesmo com todas as incertezas que houve no início e durante a época, o pensamento de subirmos de divisão esteve sempre comigo e com os jogadores que fomos contratar”.

Paulo Martins complementa a sua ideia, sublinhando o facto de todos os elementos do plantel terem perfeita noção da responsabilidade de envergar a camisola do clube. “Sabíamos que ao representarmos um clube com a dimensão do Vitória, por termos jogadores que têm o ADN Vitória e com a nossa experiência da equipa técnica iríamos conseguir subir de divisão. Essa foi sempre a minha ambição e uma das minhas certezas era que iria sempre subir de divisão”.

Recorde-se que Rúben Nicolau (8 minutos), Rafael Cabrita (38), Alexandre Serafim (48) e Eric Sousa (79) foram os autores dos golos sadinos no jogo do título. Pelo conjunto caparicano, Bernardino Mendes (34) e Rafael Cândido (63) foram os marcadores de serviço na partida dirigida pelo árbitro Ricardo Figueiredo, que foi assistido por Francisco Veiga e Gonçalo Veríssimo, e teve Bruno Silva como 4.º árbitro.

Após o encontro realizado em Paio Pires, o presidente da Direcção da AF Setúbal, Francisco Cardoso, liderou a cerimónia institucional da entrega do troféu e das medalhas aos vencedores. Numa nota emitida na sua página oficial, a Direcção da Associação saudou o “Vitória Futebol Clube pela prestigiada conquista do título associativo e o Monte de Caparica Atlético Clube por alcançar o meritório estatuto de vice-campeão distrital, num reconhecimento extensível aos dirigentes, técnicos, atletas e associados representantes dos dois emblemas finalistas da edição 2020/2021 do Campeonato Distrital da 2-ª Divisão”.

A finalizar, a AF Setúbal deixou uma mensagem ao anfitrião da final. “Com particular reconhecimento institucional, agradecemos ao Paio Pires Futebol Clube a cedência do Campo Vale da Abelha e toda a colaboração e apoio logístico evidenciados e que muito contribuíram para a realização do evento” em que a Associação esteve representada pelos seguintes elementos dos órgãos sociais: Assembleia Geral: Joaquim Sousa Marques e Joaquim Candeias. Direcção: Francisco Cardoso, João Aires, Amândio de Jesus e José Teixeira. Conselho de Arbitragem: José Manuel Esteves, Diamantino Pires e Armando Veríssimo.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Embarcação de pesca de Setúbal sofre danos em encontro com orcas

Mestre diz que ataque, de grupo de quatro animais, durou 20 minutos e partiu leme do barco

Fica em prisão preventiva por esfaquear rival à porta de bar

Clientes travaram agressor e socorreram vítima

António Pereira: “Continuo a ver coisas no Vitória que não tenho visto nem na I Liga”

Eliminação da Taça de Portugal com o Vizela não esmoreceu aplausos aos atletas
- PUB -