1 Agosto 2021, Domingo
- PUB -
Início Desporto Vitória FC quer juntar título de campeão à subida de divisão

Vitória FC quer juntar título de campeão à subida de divisão

Sadinos jogam final da 2.ª Divisão Distrital com o Monte Caparica no domingo

“Somos o Vitória e entramos sempre em qualquer campo para ganhar”, promete Paulo Martins

 

- PUB -

Após vencer anteontem a Série A da 2.ª Divisão Distrital da Associação de Futebol de Setúbal (AFS), posição que permitiu festejar a subida ao escalão principal da AFS, o Vitória Futebol Clube está agora focado em conquistar o título de campeão da prova. Para tal, o conjunto sadino terá no próximo domingo de levar a melhor sobre o Monte Caparica Atlético Clube, emblema que venceu a Série B.

Os dois clubes, que ainda não sabem qual será o palco da final que será disputada em um só jogo, tiveram de esperar pela derradeira jornada da prova para consumarem a promoção à 1.ª Divisão Distrital. Curiosamente, os setubalenses e o emblema do concelho de Almada venceram os seus encontros (Sonho XXI e Quinta do Conde, respectivamente) pelo mesmo resultado: 4-0.

Paulo Martins, treinador dos vitorianos, explicou que a subida representa um prémio para todos os envolvidos na caminhada. “Terminamos com o sentimento de dever cumprido por ter ajudado o Vitória nesta fase menos boa da sua vida. Foi uma alegria imensa. Chegámos ao fim com a ideia de que valeu a pena todo o esforço que fizemos e a dedicação que tivemos em prol do Vitória. Queríamos muito subir de divisão e com o nosso trabalho essa meta foi alcançada”, sublinhou.

- PUB -

Apesar da goleada aplicada ao Sonho XXI, o técnico considera que se tratou de “um jogo muito disputado”, sobretudo, na primeira parte. “O Sonho entrou bem no jogo. Acabámos por fazer o golo na primeira parte o que nos tirou também alguma pressão, permitindo que começássemos a praticar o nosso futebol normal. Rectificámos algumas coisas ao intervalo e isso possibilitou que o resultado final fosse 4-0”.

Paulo Martins, que liderou a equipa num ano de estreia em que o clube termina invicto, salienta a forma séria como ambos os conjuntos encararam a partida realizada no campo municipal Júlio Adrião, na Bela Vista. “Foi um bom jogo e não houve facilitismos da parte do adversário nem nosso. Quando é assim o futebol está de parabéns”, disse ao jornal O SETUBALENSE.

O Vitória tem agora alguns dias para preparar a final que vai decidir quem ergue a taça de campeão. O timoneiro dos sadinos, que não sabe no cargo de treinador o que é perder há 39 jogos oficiais consecutivos (registo acumulado ao serviço do Águas de Moura e dos sadinos), é peremptório na hora de perspectivar o confronto com o Monte Caparica AC. “É uma final e há, neste momento, 50 por cento de probabilidades para cada lado, mas nós somos o Vitória e quem representa este enorme clube vai entrar sempre em qualquer campo para ganhar”.

- PUB -

Do outro lado vai estar o emblema do concelho de Almada, que também terminou a sua série sem sofrer nenhuma derrota. Os golos apontados por Thomas, Dino, Bruninho e Pena permitiram bater o Quinta do Conde, que terminou a série B na terceira posição, atrás do segundo classificado Trafaria, que vai discutir com o Brejos de Azeitão (terceiro classificado da série A) o play-off de subida à 1.ª Divisão [n.d.r.: o Comércio e Indústria B, que venceu os azeitonense por 4-1, terminou no segundo posto, mas, não pode ser promovido porque já tem uma equipa nesse patamar].

Ricardo Lopes
Jornalista
- PUB -

Mais populares

Moradores na Quinta da Amizade contestam fogos municipais, mas vereador Carlos Rabaçal promete valorização

Na calha pode estar a construção de 268 fogos. Os residentes temem densidade populacional e perderem conforto   Os moradores na Quinta da Amizade, na freguesia...

“Quero fazer esta época o jogo de despedida para depois assumir o cargo de treinador”

“Não me ofereço aos clubes e não peço favores a ninguém, se tiver que treinar será onde me queiram e onde acreditem em mim”, refere Paulo Catarino

Península de Setúbal com mais 29 mil pessoas e Litoral Alentejano perde pouco em dez anos

Censos de 2021 indicam que Palmela é o concelho da península que registou maior aumento da população residente. Odemira é o que mais cresce...
- PUB -