22 Outubro 2021, Sexta-feira
- PUB -
Início Desporto Portugal ganha mais dois atletas olímpicos em Setúbal

Portugal ganha mais dois atletas olímpicos em Setúbal

Elite mundial de natação de águas abertas voltou a mergulhar nas águas do Sado

Angélica André e Tiago Campos carimbaram passaporte para os Jogos de Tóquio

 

- PUB -

Angélica André e Tiago Campos, nadadores portugueses de águas abertas, qualificaram-se este fim-de-semana em Setúbal para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 ao terminarem, respectivamente, na quinta e sexta posição a prova de 10 quilómetros, realizada no rio Sado. Na FINA Marathon Swimming Olympic Games Qualification Tournament 2021 apuraram-se um total de 30 atletas (15 homens e 15 mulheres).

Ambos os atletas lusos conseguiram um inédito apuramento para os Jogos depois de completarem a maratona aquática de dez quilómetros, realizada num circuito defronte do Parque Urbano de Albarquel (PUA) em pouco mais de duas horas. No sábado, Angélica André, de 27 anos, completou a distância em 02:02.23 horas, enquanto ontem, dia em que a corrente esteve mais forte no Sado, Tiago Campos, 22 anos, fê-lo em 02:02.32 horas.

Nota ainda para o bom desempenho dos outros dois nadadores portugueses numa prova em que cada país só podia apurar um atleta. Mafalda Rosa, do CN Rio Maior, também terminou no top 10, com 02:02.54 horas, enquanto Diogo Cardoso, do Colégio Monte Maior, foi 15.º. Refira-se que a húngara Anna Olasz (02:01.55 horas) foi a vencedora no setor feminino e o britânico Hector Pardoe (02:02.07 horas) ganhou em masculinos.

- PUB -

No final da competição, Angélica André, do Fluvial Portuense, não escondeu a sua satisfação pelo resultado obtido nas águas do Sado. “Saio super feliz por ter conseguido o objectivo que tinha definido e me permite estar em Tóquio. A prova foi dura na parte final e ainda me custou mais por não ter abastecido nessa fase”, disse após aquela que foi a terceira vez, depois de 2012 e 2016, que Setúbal é um dos locais de eleição para a realização anual de etapas do circuito mundial da modalidade.

Na hora de traçar uma meta para os Jogos, que vão decorrer no Japão, Angélica André confessa o desejo de alcançar o melhor resultado luso de sempre, que pertence a Daniela Inácio, que terminou no 17.º lugar em Pequim 2008. “O meu objectivo é fazer a melhor classificação portuguesa de sempre. Depois disso, vou lutar por chegar à melhor posição possível”.

Tiago Campos, de 22 anos, que se tinha emocionado após a conclusão da prova masculina junto ao Parque Urbano de Albarquel, em que participaram 61 nadadores em representação de 37 países, não escondeu a sua satisfação pelo momento vivido. “Sou ainda muito novo. Há cinco anos ia aos estágios da Seleção e quase não os acabava. Agora estou aqui e vou aos Jogos Olímpicos devido ao trabalho árduo que foi feito. Não vou sozinho a Tóquio porque foram muitas as pessoas envolvidas neste processo e que acreditaram no meu trabalho, a começar pelos meus pais”.

- PUB -

Sobre os objectivos que tem para os Jogos Olímpicos, o atleta assegura que tudo fará para obter a melhor classificação possível na prova de 10 quilómetros. “Prometo dar o meu melhor, como aliás fiz hoje aqui em Setúbal. No final, veremos em que lugar fico”.

Quem também não escondeu a sua  felicidade após os dois dias de prova no Sado foi o Director Técnico Nacional da Federação Portuguesa de Natação, Daniel Viegas. “Tivemos 100 por cento de sucesso porque não podíamos qualificar mais de dois nadadores. Foi brilhante porque somos um dos poucos países que vão ter dois atletas nesta prova de águas abertas”.

O responsável federativo fez ainda questão de reconhecer o trabalho de quem tem mais mérito nos resultados obtidos este fim-de-semana em Setúbal. “O principal mérito do que foi alcançado deve-se aos atletas e aos seus treinadores que trabalharam dia-a-dia para conseguirem completar a prova a um excelente ritmo em cerca de duas horas”.

Organização elogiada

Noutro âmbito, o presidente da Federação Portuguesa de Natação, António Silva, destacou a “qualidade organizativa da prova”, a cargo da Federação Internacional de Natação (FINA), da Federação Portuguesa de Natação e da Câmara Municipal de Setúbal.

Para o vereador do Desporto da autarquia setubalense, Pedro Pina, a realização desta prova em Setúbal é motivo de orgulho. “Trazemos, até Setúbal, até Portugal, os melhores nadadores, que, uma vez mais, têm esta oportunidade de lutar por um lugar naquela que é a prova maior do desporto mundial”.

O autarca destacou o forte investimento municipal nesta disciplina. “Se temos um rio com esta qualidade, então temos de investir nas atividades náuticas, incluindo a natação em águas abertas, uma das prioridades, complementada com o recentemente inaugurado centro municipal de águas abertas”, disse em declarações `vinculdas pelo gabinete de comunicação do município.

Este equipamento municipal, aberto ao público em geral, dispõe de actividades supervisionadas para grupos organizados, podendo acolher, se necessário, a “própria seleção nacional se assim os responsáveis o entenderem”, indicou, salientando que, “ao longo de mais de uma década, Setúbal está na rota da Taça do Mundo da Natação em Águas Abertas” e que “o melhor retorno é ter os cidadãos a praticar esta disciplina nas melhores condições possíveis, no rio Sado”.

Refira-se que o primeiro dia da FINA Marathon Swimming Olympic Games Qualification Tournament 2021, que devido à situação pandémica teve fortes restrições de acesso de público ao PUA, terminou com uma cerimónia no Salão Nobre dos Paços do Concelho, em que a presidente do município, Maria das Dores Meira, recebeu o novo presidente da Federação Internacional de Natação, Hussein Al-Musallam.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Embarcação de pesca de Setúbal sofre danos em encontro com orcas

Mestre diz que ataque, de grupo de quatro animais, durou 20 minutos e partiu leme do barco

António Pereira: “Continuo a ver coisas no Vitória que não tenho visto nem na I Liga”

Eliminação da Taça de Portugal com o Vizela não esmoreceu aplausos aos atletas

CDU rompe acordo com PSD e ‘salva’ PS na Assembleia Municipal

Geringonça desfeita. CDU queria sigilo sobre o compromisso até à tomada de posse. João Afonso (PSD) acusa comunistas de faltarem à palavra
- PUB -