28 Setembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioDesportoModalidade está de volta ao Seixal no escalão sénior

Modalidade está de volta ao Seixal no escalão sénior

Vai competir na 3.ª Divisão Nacional sob o comando técnico de Eduardo Marques (ex-Sesimbra).

 

- PUB -

A Associação de Solidariedade CRIAR-T, existente desde 1996, foi criada com o objectivo de privilegiar as dinâmicas sociais e ao mesmo tempo comtemplar as áreas da saúde, desporto, animação e ocupação de tempos livres, tendo em vista a plena integração de crianças, jovens e suas famílias.

 

Na área do desporto assumiu o interesse pelo hóquei em patins modalidade que nos últimos anos tem praticado a nível das camadas jovens nas várias competições organizadas pela Associação de Patinagem de Setúbal.

- PUB -

 

A modalidade tem vindo a crescer, o número de atletas tem vindo a aumentar e agora com a construção, nas instalações da Mundet, do pavilhão municipal – a quem foi dado o nome de Leonel Fernandes, em homenagem ao campeão do mundo e campeão da europa, uma das grandes figuras do hóquei em patins nacional, nascido na terra, que vestiu várias vezes a camisola das quinas e fez dupla de sucesso com o expoente máximo da modalidade no nosso país, o saudoso António Livramento – foi inevitável a sua expansão e daí a criação de uma equipa sénior que vai disputar na próxima época o Campeonato Nacional da 3.ª Divisão.

 

- PUB -

Neste sentido, a secção de hóquei em patins da CRIAR-T convidou para orientar a equipa um ex-jogador da modalidade, com provas dadas também como treinador, Eduardo Marques.

 

Natural de Sesimbra desenvolveu a sua actividade praticamente sempre no clube da sua terra. Como treinador será de salientar o excelente trabalho feito na época de 2018/2019 que culminou com o título de campeão nacional da 3.ª divisão, zona sul, conquistado só com vitórias.

Comentários

José Pina
Jornalista
- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -