27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioDesporto«Vitória é muito grande e tem de ser respeitado não só a...

«Vitória é muito grande e tem de ser respeitado não só a nível nacional como europeu»

“Orgulhoso” por ser um dos capitães, setubalense Zequinha sublinha grandeza do clube

 

- PUB -

Com dois golos apontados na 2.ª edição do Torneio Internacional do Sado, o avançado Zequinha sagrou-se o melhor marcador, acabando por ser decisivo na prova ganha pelo anfitrião Vitória FC. O jogador setubalense, de 32 anos, que é sócio do clube há mais de 25, faz um balanço positivo da pré-época e mostra-se otimista para 2019/20, temporada onde deverá regressar à sua posição de origem.

“Agora estou numa posição diferente, que deixei de jogar ao longo dos anos. Na altura era rápido e começaram a pôr-me a extremo, agora estou numa posição que conheço e espero viver dos golos… Se não os fazes nessa posição as coisas tornam-se complicadas. A minha meta é ajudar o clube. Os golos vão aparecer”, disse o avançado que é a par de Vasco Fernandes, José Semedo e Nuno Pinto um dos capitães de equipa dos vitorianos.

 

- PUB -

A jogar em casa, o Vitória conquistou o Torneio Internacional do Sado. Qual a importância da conquista?

Preparamos todos os jogos para ganhar. É um torneio de pré-temporada, mas é sempre importante começar a assimilar processos e ter vontade de vencer. Nos dois jogos que fizemos [Cova da Piedade e Birmingham City] tirámos mais coisas boas do que negativas. Pelo que jogámos, fomos justos vencedores do torneio. Temos de dar continuidade ao trabalho para estarmos bem quando começarmos o campeonato e focados no que é importante para o Vitória.

A equipa está a trabalhar há três semanas. Qual o balanço pré-época?

- PUB -

Temos trabalhado arduamente. Fizemos três jogos e tirámos mais coisas positivas do que negativas. Claro que há sempre aspectos a melhorar e é com esse intuito que trabalhamos todos os dias. Vieram jogadores novos e entrosaram-se bem com a equipa. Agora é continuar o trabalho e estar focados para darmos muitas alegrias aos nossos adeptos.

Os dois golos que fez no torneio são um bom presságio para si na época que aí vem…

Sim, é sempre importante marcar golos ainda mais com esta camisola, que todos sabem o sentimento que tenho por a vestir. Voltei a jogar numa posição que joguei muitos anos na minha carreira na Selecção e aqui no Vitória quando comecei. Estou contente por isso e agora é dar continuidade ao trabalho. Os golos vão aparecer naturalmente. Trabalho para ajudar os meus colegas e os meus colegas a mim. O mais importante é sempre o Vitória ganhar e não quem marca golos. Claro que fico feliz por ajudar o meu clube com golos.

 

«Trabalhar todos os dias para ser melhor»

 

Sente uma responsabilidade acrescida para com quem chega pelo facto de ser um jogador da casa?

Os capitães e quem conhece a casa tem sempre um pouco mais de responsabilidade. É uma responsabilidade bastante positiva. Procuro transmitir a quem chega o que é o Vitória e falar-lhes da história do clube. Sinto-me muito orgulhoso por ser um dos capitães e de mostrar-lhes que o Vitória é um clube muito grande e tem de ser respeitado não só a nível nacional como europeu.

Quais as metas individuais que tem para 2019/20?

Traço metas em todas as épocas. Agora estou numa posição diferente, que deixei de jogar ao longo dos anos. Na altura era rápido e começaram a pôr-me a extremo, agora estou numa posição que conheço e espero viver dos golos… Se não os fazes nessa posição as coisas tornam-se complicadas. A minha meta é ajudar o clube. Os golos vão aparecer. Tenho uma meta bem vincada, mas não vou dizer quantos golos quero fazer porque pode dar azar! O que digo é que não se pode parar de trabalhar, temos de fazê-lo todos os dias com a mesma vontade, nos treinos e nos jogos com vontade de vencer e ser melhor. A minha meta é trabalhar todos os dias para ser melhor.

 

Equipa principal apresenta novo patrocinador

O Vitória FC apresentou a SGS Car, maior empresa do retalho automóvel com sede no distrito de Setúbal, como patrocinador da equipa de futebol principal na época 2019/2020. O presidente do clube, Vítor Hugo Valente, manifesta “uma enorme satisfação” pela parceria. “Para nós é muito importante esta ligação a empresas do distrito e não apenas do concelho, pois é sinal de que o Vitória FC vai cada vez mais cumprindo o propósito de aumentar a sua influência e tornar-se um clube da região”, disse, sublinhando que se trata de um acordo que também irá trazer benefícios aos sócios na aquisição de automóveis.

 

Sadinos celebram protocolo com Centro Social de Palmela

A secção de andebol e futebol de formação do Vitória FC, Andgerações e o Centro Social de Palmela celebraram um protocolo de colaboração com o objectivo de estreitar a relação entre ambas as instituições. A cooperação insere-se em vários domínios, destacando-se a utilização de equipamentos e espaços, a cedência de transportes, disponibilização de refeições, dinamização de actividades de angariação de fundos, entre outros.

Em nota publicada na página oficial do clube é sublinhada a relevância da parceria. “O protocolo será um bom exemplo do que deve ser o trabalho de duas instituições que têm a vertente social bem presente nas suas acções. O Vitória, expoente máximo do desporto do concelho e da região de Setúbal, e o Centro Social de Palmela, IPSS com 45 anos de vida, dedicada à infância e às famílias do concelho de Palmela”.

Na assinatura do protocolo, realizada na sala de imprensa do Estádio do Bonfim, estiveram presentes: Paulo Gomes, vice-presidente do clube e responsável pelo departamento de formação, Sérgio Casal, vice para as modalidades, Carlos Silva, em representação da secção de Andebol e Andgerações, e Carlos Sousa, presidente do Centro Social de Palmela.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -