13 Agosto 2022, Sábado
- PUB -
InícioDesportoVitória volta a apagar chama do dragão

Vitória volta a apagar chama do dragão

Tal como fez na primeira volta do campeonato (0-0), o Vitória voltou ontem a travar o FC Porto ao empatar 1-1, desta vez no Estádio do Dragão. O golo que valeu o empate ao conjunto setubalense foi apontado por João Carvalho, médio cedido pelo Benfica em Janeiro, aos 56 minutos. O golo dos portistas foi marcado por Corona no último lance do primeiro tempo.

- PUB -

Com 31 pontos, os vitorianos superaram à 27.ª jornada o número de pontos obtidos no final da temporada transacta. Apesar da igualdade obtida no estádio onde não pontuavam desde 2005/06, os sadinos caíram para a 12.º lugar, uma vez que o Feirense (triunfo sobre o Chaves), soma agora 32 pontos.

No onze inicial, o treinador José Couceiro fez várias alterações em relação ao onze que apresentou na ronda anterior diante do Feirense. Os brasileiros Nenê Bonilha e Thiago Santana tiveram entrada directa no onze por troca com Nuno Santos e Meyong, que ficaram no banco de suplentes.

Num jogo intenso em que um Dragão teve casa cheia, o Vitória jogou na expectativa conseguindo enervar um adversário que, em caso de triunfo, saltava para a liderança da I Liga por troca com o Benfica, que empatara (0-0)  no dia anterior, em Paços de Ferreira.

- PUB -

Antes de os dragões inaugurarem o marcador (45+1), a equipa de Nuno Espírito Santo tinha desperdiçado ocasiões suficientes para construir uma vantagem. Brahimi – Vasco Fernandes impediu o golo em cima da linha de golo –, Marcano (acertou no ferro), Soares (defesa de Bruno Varela) e André Silva, de cabeça, atirou ao lado do alvo.

Quanto ao Vitória, foram raras as vezes (duas) em que incomodou Casillas no primeiro tempo. O golo de Corona parecia desbloquear de vez o jogo para a equipa de Nuno. Um golaço, num remate de primeira, sem deixar cair, após centro de Oliver Torres.

A ganhar por 1-0, o início do segundo tempo mostrava um FC Porto mais tranquilo, com duas iniciativas na área, uma de Brahimi, outra de Corona, a deixarem antever que poderia chegar o 2-0. Pura ilusão. Em sentido inverso, veio o empate. Felipe escorregou na altura errada e o centro de Nuno Pinto apanhou João Carvalho que ficou na cara de Casillas e picou-lhe a bola, fazendo o seu primeiro golo na Liga.

- PUB -

Até ao final, o Vitória sofreu para suster a pressão portista. Graças ao espírito de entreajuda e aos níveis de concentração elevados, o Vitória voltou a fazer história. Afinal, os dois primeiros classificados – Benfica (1-1 na Luz e triunfo sadino 1-0 no Bonfim) e FC Porto (0-0 em Setúbal e 1-1 no Dragão) não conseguiram vencer em 2016/17 o Vitória.

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

Histórica estação rodoviária na 5 de Outubro vai dar lugar a supermercado Continente

Edifício está a ser alvo de estudos há cerca de uma semana, com o objectivo de abrir espaço do grupo Sonae
- PUB -