12 Agosto 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioDesportoGolo de Fransérgio dita derrota sadina na Madeira

Golo de Fransérgio dita derrota sadina na Madeira

O Vitória falhou hoje, 5 de Março, o objectivo de reencontrar os êxitos ao perder, por 1-0, no reduto do Marítimo, em partida da 24.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol. Um golo do médio brasileiro Fransérgio, aos 21 minutos, foi suficiente para os madeirenses, que conseguiram a melhor série imbatível de sempre no campeonato [10 jogos sem perder], levarem a melhor sobre os sadinos que estão há cinco jornadas sem vencer.

- PUB -

Em relação à partida da semana anterior – empate (1-1) com o Sp. Braga – o treinador José Couceiro promoveu os regressos do defesa Fábio Cardoso e do avançado Meyong ao onze por troca, respectivamente, com Pedro Pinto e Edinho. Já os insulares apresentaram uma surpresa de início, com o reforço de inverno Keita a estrear-se, ocupando o lugar de Dyego Sousa.

O avançado guineense quis mostrar serviço cedo e procurou inaugurar o marcador logo aos 10 minutos, num cabeceamento que o guarda-redes Bruno Varela defendeu com segurança. Num jogo bem disputado, os setubalenses mostraram qualidade na construção de jogo e responderam através de João Amaral que obrigou Charles a uma defesa atenta a num remate rasteiro, aos 14 minutos.

O momento que definiu o encontro acabaria por acontecer aos 21 minutos, altura em que os anfitriões fizeram o único golo do jogo. O médio Fransérgio aproveitou um mau passe do capitão Frederico Venâncio, rematando rasteiro e colocado à entrada da grande área, sem hipótese de defesa para o guardião Bruno Varela.

- PUB -

A reacção do Vitória à desvantagem não tardou procurando chegar ao golo numa altura em que a partida era jogada a bom nível. Aos 33 minutos, Nuno Santos quase aproveitou uma brecha na defesa madeirense para repor a igualdade num remate desferido às malhas laterais da baliza defendida por Charles, que segurou a vantagem no marcador até ao intervalo.

No segundo tempo, os comandados de José Couceiro dispuseram de duas boas oportunidades para marcar, mas, à semelhança do que tem acontecido nas últimas partidas, a eficácia não foi a desejada. No espaço de um minuto (61 e 62), Charles brilhou na baliza dos insulares, primeiro ao desviar um cruzamento/remate de Mikel para a trave e, depois, a impor-se a um remate forte de João Amaral.

Já com Arnold, Edinho e Zé Manuel em campo [substituíram Fábio Cardoso, Meyong e João Carvalho, respectivamente], o Vitória causou vários calafrios na retaguarda maritimista, mas o guardião brasileiro Charles continuou em destaque ao travar as intenções adversárias, segurando o 1-0 construído na primeira parte até ao apito final do árbitro transmontano Gonçalo Martins.

- PUB -

Com este resultado, o Vitória mantém-se a meio da tabela com 30 pontos, enquanto o Marítimo consolida a sexta posição da tabela com 37 pontos.

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

João Martins: “Deixo uma casa com bom nome e reconhecida”

Criou, desenvolveu e consolidou a Escola Profissional do Montijo (EPM). Ao fim de 29 anos e uns pozinhos, o professor decidiu passar o testemunho
- PUB -