19 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Rita Maló: “A patinagem artística ensina-me bastante, sobretudo a trabalhar em equipa”

Rita Maló: “A patinagem artística ensina-me bastante, sobretudo a trabalhar em equipa”

Rita Maló: “A patinagem artística ensina-me bastante, sobretudo a trabalhar em equipa”

A jovem do Barreiro iniciou-se enquanto patinadora aos sete anos e em 2021 participou na Taça da Europa, pela equipa do Juventude Azeitonense

 

Nasceu e cresceu no Barreiro e rumou a Vila Nogueira de Azeitão, em 2020, para ser parte da equipa de patinagem artística do Juventude Azeitonense. Rita Maló tem 17 anos e no próximo ano lectivo completará o 12.º ano de escolaridade no Curso de Ciências e Tecnologias na Escola Alfredo da Silva, no Barreiro. Sobre o caminho a seguir depois, confessa estar ainda indecisa entre duas áreas, engenharia química e medicina veterinária.

- PUB -

“Faço patinagem desde muito cedo, desde os meus sete anos. Sempre vi patins na minha vida, o meu irmão pratica hóquei em patins e depois de um jogo dele vi patinagem e decidi que queria experimentar. A partir daí não parei mais”, começa por dizer. “Estive no Fabril, no Barreiro, e em 2020 vim para Azeitão. O nosso treinador, Pedro Mourinho Guerreiro, estava nos dois sítios, decidiu ficar apenas em Azeitão e viemos com ele. A experiência tem sido muito boa, ainda que um bocadinho diferente por não ser tão perto de casa”, adianta.

No que diz respeito à competição, já participou em diversas provas: “começou tudo pelo Campeonato Distrital, seguiu-se o Nacional e depois fui chamada para a Taça da Europa. Este mês, entre os dias 11 e 13, estive no primeiro centro de treino para o Campeonato da Europa da Selecção Nacional de Patinagem Artística, no Luso”, conta. “Nestes momentos vive-se muitos nervos. Tenho reparado que ultimamente tenho ficado mais bem classificada e isso deixa-me satisfeita e com vontade de conseguir ainda mais e melhores resultados”, adianta.

Rita Maló participou na Taça da Europa, na especialidade de Patinagem Livre, entre Outubro e Novembro de 2021, em Paredes, momento que destaca como “o mais marcante. Fiquei em segundo lugar no programa curto. Nesta hierarquia, depois da Taça da Europa vem o campeonato da Europa, a realizar-se em Setembro de 2022, no qual ainda não sei se marcarei presença”.

- PUB -

No Campeonato Nacional de 2021, ficou em quarto lugar e participou igualmente no Campeonato Nacional deste ano, realizado a 24 e 25 de Julho. “Para participarmos no campeonato nacional temos de fazer provas de acesso, nacionais também, e temos de alcançar um certo nível. Na patinagem são atribuídos pontos e temos de chegar àqueles objectivos”, explica, para depois acrescentar que “se formos os 30 melhores com esses pontos passamos para o nacional, onde temos duas provas, o programa curto e o programa longo. Nas provas da Europa, é a Selecção Nacional que escolhe a partir dos centros de treinos”.

 

No futuro quer manter a ligação à modalidade enquanto treinadora

- PUB -

Para a jovem, “a patinagem serve para não ter a cabeça apenas na escola. Não quero estar sempre a pensar nos estudos, quero ter a cabeça mais livre e também ter outras coisas para aprender. Praticar esta modalidade significa também isso. Ensina-me bastantes coisas, sobretudo porque não faço apenas patinagem a solo, faço também em grupo”. Esta experiência ensina-a, assim, “a trabalhar em equipa, uma das coisas que considero necessárias para o trabalho e para a vida no geral”.

Quando questionada sobre outros interesses que ocupam os seus dias, Rita responde que “com a patinagem, temos também a parte da dança. Tenho esse interesse, gosto muito de dançar todos os tipos, desde o contemporâneo ao hip-hop. À parte isso, é complicado ter tempo para fazer outras coisas”.

No que diz respeito a planos para o futuro, estes passam pelo ensino da modalidade, pela transmissão dos seus conhecimentos a outros. “Estou a pensar manter a patinagem como um trabalho, a dar treinos, enquanto estou na universidade. Claro que vou tentar continuar a patinar, mas é um bocado complicado, faculdade é outro nível”, refere.

 

Rita Maló à queima-roupa

Idade 17 anos

Naturalidade Barreiro

Residência Barreiro

Área Ciências e Tecnologias

Sobre o seu percurso profissional, diz estar dividida entre a engenharia química e a medicina veterinária

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -