19 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Península de Setúbal ganha mais 28 médicos de família

Península de Setúbal ganha mais 28 médicos de família

Península de Setúbal ganha mais 28 médicos de família

Capacidade de atracção em Arrábida, Arco Ribeirinho e Almada/Seixal continua reduzida. 77,6% das vagas ficaram por preencher

 

O concurso para contratação de médicos de família tinha 125 vagas destinadas à Península de Setúbal, mas, apurou O SETUBALENSE, só 28 foram preenchidas, o que representa 22,4 por cento do total de colocações que eram pretendidas pelos três agrupamentos de centros de saúde (Arrábida; Almada/Seixal; e Arco Ribeirinho).

- PUB -

O ACES Arrábida – que serve Setúbal, Palmela e Sesimbra – conseguiu atrair 10 novos médicos de família. O procedimento concursal – que foi lançado no passado dia 2 e cujos resultados foram comunicados pela Direcção Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS) na última sexta-feira, mas apenas com os totais de colocações para cada uma das cinco regiões do País (Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve) – tinha 35 lugares disponíveis para o ACES Arrábida.

O ACES Almada/Seixal foi o que registou maior número de colocações: 11 para um total também de 35 vagas.

E o ACES Arco Ribeirinho – que abrange Alcochete, Barreiro, Moita e Montijo – conseguiu sete novos clínicos, apesar de ter sido, de entre os três agrupamentos da península, aquele que apresentou mais lugares disponíveis a concurso: 55.

- PUB -

As 28 colocações vêm melhorar a capacidade de resposta de apenas algumas Unidades de Saúde de Cuidados Personalizados (USCP), mas estão longe de corresponder às necessidades. E a justificá-lo está o número de vagas que ficaram por preencher: 97.

Lisboa e Vale do Tejo foi a região do País que registou maior número de médicos colocados: 113 (28 dos quais para a Península de Setúbal) de um total de 531 lugares lançados a concurso. No Norte foram colocados 113 clínicos, no Centro 73, no Algarve 14 e no Alentejo 5. Em termos globais, o SNS conseguiu contratar 314 novos clínicos. De acordo com a DE-SNS este foi o “segundo maior número de médicos de família, desde sempre, contratados por concurso (o ano com mais contratações ocorreu em 2020, em plena pandemia, tendo sido contratados 319)”. O total nacional representou um acréscimo de 42 médicos contratados face ao período homólogo de 2022.

Este concurso, adianta a DE-SNS, ficou marcado por ter sido “o mais célere de sempre no SNS, cerca de três meses mais cedo do que nos últimos anos, e com uma abertura de vagas igual ao número de lugares em falta no País”.

- PUB -

A DE-SNS avança, a concluir, que estas 314 colocações vão permitir “atribuir um médico de família/equipa de saúde familiar a cerca de meio milhão de utentes”.

Quinta do Conde Novo centro de saúde vai a concurso

A construção da futura Unidade de Saúde de Quinta do Conde vai ser lançada a concurso pelo preço-base de cerca de 1,5 milhão de euros e com prazo de execução de 425 dias. A abertura do procedimento concursal foi aprovada na última quarta-feira pelo executivo camarário, presidido por Francisco Jesus. “O equipamento vai ser construído no local onde se situava o antigo Centro de Saúde da Quinta do Conde. A Câmara Municipal ficará responsável pela execução física e financeira do projecto, que terá de estar concluída em Maio de 2025”, lembra a autarquia, em nota de Imprensa. O acordo de financiamento ao abrigo de uma candidatura ao PRR efectuada pelo município foi selado com a tutela em Março último. A adjudicação e o arranque da obra deverão ocorrer ainda este ano.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -