19 Maio 2024, Domingo

- PUB -
Novo Centro de Saúde da Baixa da Banheira concluído no final do ano

Novo Centro de Saúde da Baixa da Banheira concluído no final do ano

Novo Centro de Saúde da Baixa da Banheira concluído no final do ano

“É o compromisso assumido entre todas as partes”, disse Carlos Albino, presidente da autarquia moitense

 

O novo Centro de Saúde da Baixa da Banheira, na Moita, vai estar pronto no final no ano, disse o presidente da autarquia, indicando que a obra está na fase final de construção.

“Está a ser feito e estará pronto no final do ano. É o compromisso assumido entre todas as partes”, disse Carlos Albino em declarações à agência Lusa.

Em Abril, o autarca assinou o auto de consignação com a empresa Wikibuild para a finalização da construção da nova Unidade de Saúde Familiar da Baixa da Banheira.

Em Agosto de 2022, a Câmara Municipal da Moita (PS) tomou posse administrativa da obra do Centro de Saúde da Baixa da Banheira, depois de perceber que os prazos não seriam cumpridos, tendo a empresa da altura deixado apenas 31% da obra realizada.

Esta nova unidade de saúde vai servir cerca de 30.000 utentes e a sua construção começou em Janeiro de 2020.

O autarca sublinhou ainda que a nova Unidade de Saúde Familiar irá permitir criar mais interesse para que os médicos se fixem no concelho.

Em Dezembro de 2022, o ministro da Saúde disse, na Moita, que o Governo iria assegurar o financiamento para a construção do Centro de Saúde da Baixa da Banheira.

Manuel Pizarro classificou a obra como “muito necessária” e destacou a importância de bons equipamentos para atrair novos profissionais de saúde.

“Para atrair os novos profissionais precisamos de ter boas condições de equipamentos porque estas coisas estão todas ligadas. É mais fácil atrair jovens especialistas de medicina geral familiar e outros profissionais para um edifício com melhores condições, substituindo o antigo, que é inadequado”, explicou.

O actual Centro de Saúde da Baixa da Banheira funciona há anos num edifício de habitação com vários andares.

A Comissão de Utentes da Saúde da Baixa da Banheira (CUSBB) tem vindo a alertar para as condições do actual edifício, assim como para a falta de médicos e para as longas filas de espera para a marcação de consultas.

De acordo com a CUSBB, a situação de acesso aos cuidados de saúde na Unidade de Cuidados de Saúde Primários da Baixa da Banheira tem vindo a agravar-se desde Julho de 2022, mês em que seis médicos deixaram de prestar serviço, aumentando substancialmente o número de utentes sem médico de família.

Actualmente, segundo a comissão, faltam 14 médicos e para os utentes obterem uma consulta têm que ir para a porta do Centro de Saúde formar filas de espera logo a partir das primeiras horas da madrugada, muitas vezes sem o conseguirem, voltando a repetir o procedimento em dias sucessivos.

Em declarações à agência Lusa Carlos Albino adiantou que o actual edifício, depois de desactivado enquanto centro de saúde, será reabilitado para funcionar como habitação destinada a profissionais de saúde com o objectivo de fixar recursos humanos no concelho da Moita.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -