19 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Laranjeiro comemora 38.º aniversário como freguesia no salão que deu posse ao primeiro executivo

Laranjeiro comemora 38.º aniversário como freguesia no salão que deu posse ao primeiro executivo

Laranjeiro comemora 38.º aniversário como freguesia no salão que deu posse ao primeiro executivo

O presidente da Câmara de Palmela, Álvaro Amaro, vai preencher o espectáculo musical no dia 7, mas com o nome artístico Amaro   

A localidade de Laranjeiro, no concelho de Almada, comemorou a 4 de Outubro o 38.º aniversário de elevação à categoria de freguesia, condição que recebeu em 1985, depois de ter sido desagregada da Freguesia da Cova da Piedade. Actualmente, e desde a reforma administrativa de 2013, forma com o Feijó uma união de freguesias.

- PUB -

Como sempre acontece, quando a data de aniversário coincide com um dia de semana, a comemoração da freguesia passa para o fim-de-semana seguinte, é o que acontece amanhã, sábado, com a sessão e espectáculo marcados para as 16h00, no salão do Clube de Instrução e Recreio do Laranjeiro (CIRL).

O momento alto, como destaca o presidente da Junta da União de Freguesias de Laranjeiro e Feijó, Luís Palma, é o concerto de Amaro. Trata-se de Álvaro Amaro, o canta-autor que concilia a carreira entre espectáculos e a presidência da Câmara Municipal de Palmela.

O autarca já conta com dois trabalhos discográficos, o primeiro de 2017, “A Máscara”, e o segundo lançado em 2023 com o nome “Tatuagens”, um álbum com passagem nas rádios e espectáculos.

- PUB -

Na comemoração, em que serão lembrados todos os presidentes da junta da freguesia, assim como outros autarcas, no salão do CIRL, onde tomou posse o primeiro executivo da freguesia, Luís Palma irá realçar aquilo que tem sido o crescimento de Laranjeiro e o contexto de gestão do executivo no contexto de união de freguesias, isto com apenas um efectivo e praticamente o mesmo número de funcionários. No caso do Laranjeiro são quase 30 mil habitantes e no Feijó habitam cerca de 20 mil pessoas.

Um momento marcante das comemorações do aniversário, será a 14 de Outubro com o hastear da Bandeira Verde, no edifício do poder local, no Feijó. Um galardão que reconhece este território como Eco Freguesia, o que acontece desde 2017.

“Mesmo sendo uma freguesia urbana, consegue ser uma Eco Freguesia, em muito devido ao trabalho em parceria com a população, aos serviços da autarquia, escolas e também com o movimento associativo”, sublinha Luís Palma.

- PUB -

Apontando alguns exemplos, o autarca refere a recente aquisição de mais duas viaturas de limpeza urbana, assim com têm sido feitas “melhorias” ao nível interno de poupança energética, “tanto no consumo de luz como no de água”.

Explica o autarca que as condições para atribuição da Bandeira Verde de Eco Freguesia não passam apenas por medidas ambientais, mas sim também por intervenções para a “melhoria dos espaços públicos”, como “repavimentação, eliminação de barreiras arquitectónicas e pintura de muros”, o que “tem sido feito, recorrentemente, na freguesia”.

No pacote de medidas a serem avaliadas pelo júri nacional, estão ainda as intervenções nas escolas à responsabilidade da junta, duas primárias no Laranjeiro, e a escola sede professor Ruy Luís Gomes, todas elas Eco Escolas.

Também incluídas estão acções de promoção do empreendedorismo, realização de feiras, e iniciativas de animação socio cultural.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -