23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
GNR localizou condutor que fugiu a pé após atropelar informático da RTP na A2

GNR localizou condutor que fugiu a pé após atropelar informático da RTP na A2

GNR localizou condutor que fugiu a pé após atropelar informático da RTP na A2

Identificação ocorreu um mês após atropelamento. Suspeito foi constituído arguido e espera julgamento por homicídio negligente

 

Um homem de nacionalidade estrangeira, com 24 anos, residente no Seixal, foi localizado após um mês em fuga pela GNR pelo atropelamento e fuga de Rui Marques na A2, no Seixal. O técnico informático na RTP de 32 anos, foi atropelado quando prestava auxílio a um despiste e o condutor fugiu a pé.

- PUB -

A identificação do suspeito ocorreu um mês após o atropelamento e fuga e foram necessárias diligências pela investigação nos Açores para chegar à sua identificação. O suspeito foi constituído arguido e espera pelo julgamento por homicídio negligente em liberdade.

O atropelamento ocorreu na madrugada de 13 de Outubro na sequência de um choque e despiste entre duas viaturas. Uma ficou imobilizada na faixa central da auto-estrada, em Corroios, no sentido sul norte. Rui Marques, que seguia numa terceira viatura, encostou na berma da auto-estrada e dirigiu-se à viatura que se encontrava no meio da via.

Quando se encontrava perto da viatura sinistrada, foi colhido violentamente por um carro que seguia no mesmo sentido. O condutor da viatura que o atropelou acabou por fugir a pé depois de imobilizar o veículo. Dentro deste seguia ainda um outro homem, no lugar do passageiro, que sofreu ferimentos considerados ligeiros e foi assistido no Hospital Garcia de Orta. Rui Marques acabou por falecer no local.

- PUB -

No hospital, a GNR notificou a testemunha que seguia com suspeito no carro que atropelou Rui Marques para comparecer em tribunal e assim identificar o condutor em fuga, mas este acabou por faltar. Estava em Portugal em situação ilegal e por isso optou por não comparecer.

A testemunha acabou por ser localizada nos Açores, no aeroporto, pelo então Serviço de Estrangeiros e Fronteiras por sob ele recair um mandato de comparência. Ao Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação (NICAV), responsável pela investigação, a testemunha acabou por identificar o condutor que estava a ser procurado. Trata-se de um homem de 24 anos, estrangeiro, residente no Seixal.

Com os dados do suspeito, a GNR conseguiu localizar o suspeito em Novembro do ano passado. Foi constituído arguido e aguarda em liberdade pelo julgamento, onde vai responder por um crime homicídio negligente.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -