4 Julho 2024, Quinta-feira

- PUB -
Detido condutor suspeito de atropelar militar da GNR em Grândola

Detido condutor suspeito de atropelar militar da GNR em Grândola

Detido condutor suspeito de atropelar militar da GNR em Grândola

Vítima sofreu ferimentos ligeiros num pé, sendo transportada pelos bombeiros para o Hospital do Litoral Alentejano

 

O condutor suspeito de ter atropelado uma militar da GNR de Grândola, no domingo, e que alegadamente fugiu do local a pé, foi detido nessa mesma noite pela GNR e notificado para comparecer hoje em tribunal.

- PUB -

Fonte do Comando Territorial de Setúbal da GNR explicou hoje à agência Lusa que o homem, de 27 anos, de nacionalidade estrangeira, foi detido, “por volta das 21:30” de domingo, no interior da sua residência, em Grândola.

A mesma fonte indicou que, após o atropelamento seguido de fuga, “foram efectuadas várias diligências”, no local onde decorria uma acção de patrulhamento da GNR, que conduziram até “à residência do suspeito”, o qual se “entregou de livre vontade”.

No momento da detenção, o indivíduo explicou que “não teria habilitação legal para conduzir” e que a viatura onde seguia “não tinha seguro e inspecção”, avançou a mesma fonte.

- PUB -

O condutor, que “foi detido e mais tarde libertado”, acabou por ser notificado para comparecer hoje no primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Grândola.

No domingo à noite, uma militar da GNR, de 31 anos, sofreu ferimentos ligeiros ao ser atropelada por uma viatura, durante uma acção de patrulhamento realizada na via pública, na vila de Grândola, revelaram à Lusa, na altura, fontes da Protecção Civil e da Guarda, indicando que o alerta foi dado às 19:48.

A patrulha detectou uma viatura que circulava na via pública “sem luzes” traseiras e procederam à sua intercepção, mas, no momento em que a militar se deslocava para abordar o condutor, este efectuou uma manobra de “marcha-atrás”, atropelando a militar, explicou fonte do Comando Territorial de Setúbal da GNR.

- PUB -

Após o acidente, o condutor, que era o único ocupante da viatura, fugiu a pé.

A militar da GNR, que “sofreu ferimentos ligeiros num pé”, foi transportada pelos bombeiros de Grândola para o Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, tendo recebido alta hospitalar nessa mesma noite.

Nas operações de socorro estiveram envolvidos dois operacionais dos bombeiros de Grândola e dois militares da GNR, apoiados por duas viaturas.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -