23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Blocos de partos vão continuar a funcionar em regime de rotatividade até Março

Blocos de partos vão continuar a funcionar em regime de rotatividade até Março

Blocos de partos vão continuar a funcionar em regime de rotatividade até Março

DE-SNS explica que apesar dos problemas, a “rede do SNS funcionou e as soluções foram estabelecidas com segurança e qualidade”

 

A Direcção Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS) divulgou na segunda-feira que vão estar a funcionar 43 serviços de urgência de ginecologia e obstetrícia durante o primeiro trimestre do ano, dos quais 28 “em funcionamento ininterrupto”.

- PUB -

Na Península de Setúbal, o bloco de partos da ULS de Almada-Seixal (Hospital Garcia de Orta) continuará a encerrar aos fins de semana (sábado e domingo), enquanto os blocos de partos da ULS do Arco Ribeirinho (Hospital Barreiro Montijo) e da ULS da Arrábida (Centro Hospitalar de Setúbal), mantém as suspensões temporárias e rotativas.

O plano estratégico agora conhecido, tendo em conta a generalização das Unidades Locais de Saúde (ULS), define que, na área da Grande Lisboa, os blocos de partos da ULS de São José (Hospital de Cascais Dr. José de Almeida e a Maternidade Alfredo da Costa) e da ULS de Loures-Odivelas (que deixa de encerrar aos fins de semana, quinzenalmente) vão funcionar de forma ininterrupta.

A entidade explica que, apesar dos problemas, a “rede do SNS funcionou e as soluções foram estabelecidas com segurança e qualidade”.

- PUB -

“Não houve nenhuma grávida sem resposta, todos os partos mais complexos foram realizados no SNS e, excluindo algum caso pontual por deficiência na utilização do sistema, a resposta teve sempre um carácter de proximidade”, sustenta.

Segundo a DE-SNS, até ao final de Novembro de 2023, nasceram 60.613 bebés, mais 1.442 do que os registados no período homólogo do ano anterior.

“(…) Se observarmos o intervalo de Junho a Novembro, altura mais critica pelas férias dos profissionais e o impacto das limitações das 150h/anuais referidas anteriormente, o SNS continuou este ano a realizar mais partos que no ano passado (34.274 em 2023 versus 33.903 em 2022)”, realça.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -