12 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Alunos de Corroios vão estar em directo com Estação Espacial Internacional

Alunos de Corroios vão estar em directo com Estação Espacial Internacional

Alunos de Corroios vão estar em directo com Estação Espacial Internacional

Os equipamentos estão montados e já foram testados. Agora é só esperar para contactar com o comandante Steve Bowen 

Alunos do Agrupamento de Escolas João de Barros, em Corroios, vão estabelecer contacto com a Estação Espacial Internacional, este sábado, 22 de Abril. Os equipamentos já estão montados e, segundo a professora de Matemática Otília Figueiredo, que integra a organização desta missão, já foram testados.

- PUB -

Se imprevistos não existirem, o contacto terá início às 12h06 e vai durar entre 10 a 11 minutos, ou seja, o tempo em que a estação está na influência de passagem ‘sincronizada’ com a escola para que o astronauta Steve Bowen consiga responder em directo às questões a serem colocadas pelos alunos, em inglês.

“O objectivo é que os alunos contactem com cientistas de topo e sejam cativados para novas experiências”, comenta a professora que, inclusivamente, aponta o caso de, pelo menos, dois dos seus alunos que querem seguir engenharia espacial.

“Esta partilha de experiência com a Estação Espacial Internacional além de abrir novas fronteiras para uma visão diferente do que existe à nossa volta, vem desmistificar a ciência e o medo quanto à Matemática”, acrescenta a docente.

- PUB -

Envolvendo toda a escola, a participação dos alunos conta com o apoio de professores de várias disciplinas, caso de Davide Foguete de Biologia, das professoras de Inglês – esta será a língua para a comunicação -, Lurdes Almeida e Bibiana Sousa, e também da professora de Português Graça Salgueiro, que vão ajudar os alunos a desenvolverem as questões a colocarem ao cientista, Steve Bowen que, aos 59 anos, é engenheiro de submarinos e comandante da Estação Científica. Empenhado nesta experiência está também o professor de Informática e membro da direcção da escola, Manuel Jorge.

A juntar-se ao apoio dado pelos professores para esta missão entre a escola e o Espaço estão também encarregados de educação que são rádios amadores e ligados à REP – Rede dos Emissores Portugueses. Colaboram para que os alunos tenham equipamento para comunicar com a Estação Espacial.

A envolver toda a escola, os alunos vão reunir-se no auditório da sede, a Escola Secundária João de Barros e, às 10h30, podem assistir a intervenções de técnicos do Instituto de Astrofísica e Ciências de Espaço e, enquanto aguardam a hora de contactar com o comandante da Estação Espacial, vão aprender sobre “Buracos Negros”, e ver um filme sobre como é o dia-a-dia no laboratório espacial.

- PUB -

“Esta é uma estação espacial científica, nada tem de militar; está acima dos governos dos países”, explica a professora de Matemática, a reforçar a ideia de que existem “muitos caminhos a explorar”, e este contacto levou muito tempo a preparar para possibilitar essas novas oportunidades.

A descoberta de novos caminhos através de contactos com cientistas tem sido um posicionamento do Agrupamento de Escolas João de Barros. O ano passado chegou a estar preparada uma comunicação com a Estação Espacial, os equipamentos estavam preparados, mas questões externas, talvez de âmbito internacional, impediram o contacto.

No entanto, em 2021, os alunos conseguiram, com o apoio da REP, contacto rádio via satélite QO-100 com a estação científica Neumayer III localizada na Antárctida.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -