23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Alcácer do Sal aprova orçamento municipal de 49,7 ME para 2024 e afirma crescimento

Alcácer do Sal aprova orçamento municipal de 49,7 ME para 2024 e afirma crescimento

Alcácer do Sal aprova orçamento municipal de 49,7 ME para 2024 e afirma crescimento

Valor superior em 10,9 milhões de euros face ao documento aprovado para este ano

 

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal aprovou o orçamento municipal para 2024 no valor de 49,7 milhões de euros um valor que cresce 10,9 milhões de euros face ao documento aprovado para 2023.

- PUB -

Em destaque está a beneficiação do tecido económico com 9,8 milhões de euros segundo as Grandes Opções do Plano (GOP) 2024-2028. Aqui espera-se investimento na construção do Centro de apoio à divulgação do rio Sado – cerca de 1,04 ME –, as Infra-estruturas de Casebres – cerca de 700 mil euros – e a finalização do estacionamento da Margem Sul da cidade – 565 mil euros. Os restantes encargos correspondem à despesa com a energia eléctrica – 4,5 ME.

A segunda maior área de investimento são os Abastecimentos Colectivos e o Ambiente onde se destaca o projecto “relativo às Estações de tratamento de águas residuais, com uma dotação de cerca de 435 mil euros, verba necessária à formulação do projecto de construção da ETAR de Foros de Albergaria”, explica o documento enviado à redacção de O SETUBALENSE.

Os encargos financeiros vão ainda ser dirigidos ao canil municipal – 430 mil euros –, à remodelação da conduta adutora de Rio de Clérigos – 200 mil euros, ao arranjo urbanístico do Bairro das Casas do Povo – cerca de 200 mil euros –, e ainda, a reabilitação urbana do Bairro Miguel Torga, no Torrão – 400 mil euros.

- PUB -

“Uma dotação superior a 1,9 milhões de euros” é o que está previsto para as áreas da Educação, Saúde e Resposta Social, sem deixar de lado a Estratégia Local de Habitação que vai contar com uma verba de igual ordem.

O orçamento municipal para o ano vindouro tem um valor do qual “mais de 63% está inserido em projectos”, onde “constam um total de 17 projectos co-financiados” em “cerca de 4,9 milhões de euros”.

O documento foi votado e aprovado por maioria ontem durante a reunião pública do executivo alcacerense e mereceu os votos contra dos vereadores do Partido Socialista (PS) Gabriel Geraldo, Mara Marques e Nuno Dimas. A Coligação Democrática-Unitária (CDU) apresentou uma declaração de voto onde Ana Soares, vereadora na autarquia, explanou que a “proposta representa linha de continuidade” de governação em prol dos munícipes.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -