20 Abril 2024, Sábado
- PUB -
InícioÚltimasRegulamento da 2.ª edição do prémio CCEP Avançamos Setúbal

Regulamento da 2.ª edição do prémio CCEP Avançamos Setúbal

O prémio CCEP ‘Avançamos Setúbal’ é uma iniciativa da Coca-Cola Europacific Partners Portugal em colaboração com o jornal O Setubalense

 

- PUB -
  1. Objeto

O Prémio CCEP Avançamos Setúbal é uma iniciativa da Coca-Cola Europacific Partners Portugal em colaboração com o jornal O Setubalense.

Este Prémio pretende apoiar projetos ou iniciativas de associações e organizações não governamentais ambientais (ONGA) que atuem na vertente ambiental, de melhoria da sustentabilidade e para o bem-estar da comunidade.

Serão consideradas a concurso entidades associativas ou ONGA cujos objetivos e iniciativas estejam alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável:

- PUB -

(6) Água Potável e Saneamento;

(7) Energias Renováveis e Acessíveis;

(13) Ação Climática;

- PUB -

(14) Proteger a Vida Marinha;

(15) Proteger a Vida Terrestre.

Poderão concorrer entidades que atuem no distrito de Setúbal, área geográfica de influência da fábrica da CCEP, situada em Azeitão.

A 2ª Edição do Prémio CCEP Avançamos Setúbal tem um valor de 10.000€. A CCEP pretende com este prémio apoiar economicamente iniciativas relevantes com impacto ambiental na região de Setúbal, nas quais a comunidade reconheça o contributo das mesmas para a preservação do meio. 

O Júri é composto por representantes da CCEP Portugal, Jornal O Setubalense e Associação de Municípios da Região de Setúbal.

  1. Apresentação das Candidaturas

As candidaturas podem ser feitas pelas próprias organizações ou por sugestão de terceiros. Devem ser entregues em mão, na sede do Jornal O Setubalense ou através de envio por e-mail.

O prazo de entrega de candidaturas é dia 12 de outubro de 2023, às 17h30.

O prémio é de participação gratuita. A participação implica a aceitação do presente regulamento.  A candidatura deverá conter:

  1. Descrição do projeto já a decorrer ou a implementar, atividade ou obra que justifique a candidatura (máximo de 4000 caracteres com espaços), com indicação de objetivos atingidos ou a atingir, elementos da comunidade envolvidos, principais beneficiários).
  2. Documentação de apoio – dossier de projeto, fotografias, vídeos.

A documentação deverá ser enviada num só e-mail para o endereço [email protected]  (o conteúdo deste e-mail não pode exceder os 10 MB e a documentação de apoio deverá ser submetida por envio de link), ou entregue em mão na sede do jornal O Setubalense, Travessa Gaspar Agostinho, nº1, 1º andar, 2900-389 Setúbal.

Não serão consideradas candidaturas com as seguintes características:

  • Programas dirigidos a menores de 12 anos
  • Apresentações ou eventos nos media
  • Métricas, rankings de reputação e publicações
  • Apoio a organizações políticas
  • Apoio a organizações religiosas
  • Apoio a eventos desportivos
  • Apoios individuais (incluindo estudantes) ​
  • Patrocínio de ações de marketing
  • Recuperação de edifícios públicos
  1. Fases e prazos do processo, em 2023

21 de setembro – 12 de outubro: Receção de candidaturas;

13 de outubro – 17 de outubro: Análise das candidaturas e deliberação do júri;

19 de outubro – Anúncio e entrega dos Prémio em cerimónia na Fábrica da CCEP em Azeitão.

 

  1. Critérios de avaliação

O Júri avaliará a credibilidade da organização proponente a atuar no distrito de Setúbal; a qualidade dos projetos, iniciativas e atividades realizadas ou a realizar; a relevância e impacto no ambiente, no distrito de Setúbal; o grau de identificação com os ODS.

A decisão do júri é soberana e não sujeita a contestação.

  1. Divulgação das Candidaturas

Ao apresentarem as suas candidaturas, os candidatos autorizam a divulgação do projeto, atividade, ações a concurso, assim como informações sobre o âmbito do seu trabalho no Jornal O Setubalense e / ou noutros meios de comunicação, bem como nas redes sociais pertinentes.

- PUB -

Mais populares

Cravo humano ‘nasce’ no areal da Praia de Albarquel

Cerca de quatro centenas de trabalhadores da autarquia juntaram-se após uma caminhada de três quilómetros

Cadáver em “avançado estado de decomposição” encontrado na zona da Comporta

Capitão do Porto de Setúbal invocou o segredo de justiça para não avançar pormenores sobre a ocorrência

Peixes e tartarugas mortos recolhidos do lago do Parque da Algodeia

Aumento das temperaturas e exposição solar pode ter alterado qualidade da água. Amostras recolhidas vão ser analisadas em laboratório
- PUB -