29 Setembro 2023, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalSantiago do CacémINEM vai abrir inquérito a ocorrência de grávida de Santiago do Cacém...

INEM vai abrir inquérito a ocorrência de grávida de Santiago do Cacém que perdeu filho

Casal de Ermidas do Sado perdeu o bebé, alegando “demora e falta de decisões rápidas no parto”

- PUB -

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) vai abrir um processo de inquérito “para apurar em pormenor a actuação” do organismo num caso de assistência a uma grávida de Santiago de Cacém, ocorrido em Abril, cujo filho morreu no parto.

Numa resposta enviada ontem à agência Lusa, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) começou por lamentar “profundamente o desfecho” que a situação veio a conhecer, dando conta que, de acordo com os registos disponíveis, no dia da ocorrência, no final de Abril, “o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do INEM recebeu, às 21h57, uma chamada para uma utente, grávida de 32 semanas”.

Segundo a nota, foram “accionados, às 22h02, os Bombeiros de Santiago do Cacém que, depois de assistirem a utente, transmitiram, às 22h35, os dados clínicos ao CODU”.

- PUB -

Por seu turno, em função da informação recebida, o CODU “deu indicação para ser efectuado o transporte da utente ao Hospital de Beja, por esta ser a unidade mais próxima da ocorrência com a especialidade de Obstetrícia e Bloco de Partos”.

De acordo com o INEM, foi também accionada, “às 22h51, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital de Beja para ir ao encontro da ambulância que já se encontrava a caminho do hospital, permitindo desta forma que a utente tivesse mais rapidamente acesso a cuidados de saúde diferenciados”.

O INEM refere na mesma nota que “vai abrir um processo de inquérito para apurar em pormenor a actuação do Instituto nesta ocorrência”.

- PUB -

Segundo noticiou o canal de televisão CNN, um casal de Ermidas do Sado, Santiago do Cacém, perdeu o bebé, alegando “demora e falta de decisões rápidas no parto, que levou à morte do bebe”.

De acordo com o casal, desde que ligou para o INEM, a grávida “esteve mais de duas horas dentro da ambulância sem saber para que unidade hospitalar iria”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Burros vagueiam por Setúbal há vários dias. Autoridades sem resposta

Animais circulam livremente pelas ruas. Um cavalo já foi colhido pelo comboio

Menina de 14 anos está desaparecida em Setúbal

Desaparecimento já foi participado à GNR. Jovem foi vista pela última vez junto à Escola D. João II

Setúbal no doutoramento de Diogo Ferreira

Tese do historiador sadino foi obteve a classificação máxima 
- PUB -