1 Fevereiro 2023, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalAlcocheteEm data de Restauração Alcochete reconhece cidadãos que dão o seu melhor...

Em data de Restauração Alcochete reconhece cidadãos que dão o seu melhor pelo concelho

Para as gentes locais a comemoração do 15 de Janeiro de 1898 tem uma importância vital em termos de manutenção da identidade local

- PUB -

Alcochete comemora a data dos 125 anos de restauração e autonomia do concelho a 15 de Janeiro, mas a cerimónia foi marcada para sexta-feira dia 20, às 21h00, no Fórum Cultural de Alcochete. Um festejo que vai incluir a homenagem a pessoas, a título individual e colectivo, com a entrega da Medalha da Restauração, por se terem destacado em serviços prestados e actividades desenvolvidas em prol do município e da população.

As pessoas e entidades a serem distinguidas foram aprovadas na reunião do órgão executivo, de 4 de Janeiro. Assim, a Medalha da Restauração do Concelho será entregue a Armindo Menino Pinto, João José da Silva Marafuga, Clube Taurino de Alcochete, Maria Ester Ferreira Santos e José Manuel Fernandes Póvoas.

Trata-se da medalha que reconhece aqueles que tenham “de forma notória” contribuído para o “engrandecimento do nome do concelho”, quer pela investigação e divulgação dos seus valores culturais, quer por se terem “notabilizado” em qualquer ramo de arte ou de ciência e ainda pela “dedicação evidenciada” nos serviços prestados ao município ou aos seus habitantes.

- PUB -

Já a Medalha de Mérito Desportivo será entregue ao Futebol Clube de São Francisco, Raquel Figueiredo, André Regalado, Francisco Silva, Tiago Balão, Equipas de Futebol do escalão de Sub-10 e do escalão de Sub-19 do Grupo Desportivo Alcochetense, Manuel Castro de Oliveira Rocha Pinto, Rita Pinto Almeida e Maria Figueiredo.

Um galardão que é entregue a pessoas individuais ou colectivas que, por qualquer forma ligadas ao município ou em sua representação se tenham “destacado em qualquer modalidade desportiva ou de forma notória e persistente, contribuído para a divulgação e desenvolvimento do desporto”, define a autarquia.

Por sua vez, a Medalha Municipal de Bons Serviços irá distinguir os funcionários da autarquia Fernando da Silva Tapadas Gonçalves e Rosa Maria da Silva Monteiro.

- PUB -

Esta distinção destina-se a galardoar os trabalhadores da câmara municipal, das juntas de freguesia do concelho, dos serviços públicos, de membros da corporação de bombeiros ou dos órgãos sociais de outras instituições do concelho, que tenham, “no exercício das suas funções, alcançado posições de destaque e mérito”.

A referir-se ao 15 de Janeiro de 1898, o presidente da Câmara de Alcochete, Fernando Pinto, lembrou que “após três anos de dependência política e administrativa, o concelho de Alcochete reconquistou [nessa data] a independência”, naquele que foi um episódio histórico que “deixou profundas marcas na identidade de um povo que nunca deixou de reivindicar a sua identidade e a sua independência enquanto território e comunidade”, e concluiu: “Como tal, a Restauração do Concelho é relembrada e enaltecida todos os anos”.

Além da apresentação de cumprimentos às autarquias e colectividades na noite de 15 de Janeiro, a câmara municipal e a Sociedade Imparcial 15 de Janeiro de 1898 realizam sessões solenes comemorativas da reconquista da autonomia do concelho.

Em comunicado, a Câmara de Alcochete sublinha que a Restauração do Concelho “assume para as gentes locais uma importância vital em termos de manutenção da identidade local, que nestes tempos de crescente globalização se vai desvanecendo pela substituição e mesmo omissão de valores, numa sociedade de consumismo exacerbada, em detrimento das tradições e história que estão na génese da população local”.

O mesmo documento, foca que a comemoração desta data “mantém viva a identidade e história recente” do concelho, e que a mesma vem “invocar e transmitir às gerações mais novas a perseverança e não conformismo de homens alcochetanos que lutaram pela autonomia do município, homens como António Luís Pereira Coutinho, João Pacheco Pereira Coutinho, José Luís da Cruz, Augusto Monteiro Forte, António Luís Nunes Júnior e João Baptista Lopes”.

Imparcial comemora 125 anos este domingo

A Sociedade Imparcial 15 de Janeiro de 1898 assinala no próximo domingo, precisamente dia 15, um percurso histórico de 125 anos ligado à história, cultura e associativismo local.

Assim dia 15, às 16h00, no Salão Nobre Estevão António Barrinha Menino, realiza-se a entrega de diplomas e imposição de emblemas aos sócios com 25 e 50 anos de filiação.

Hora e meia depois, no Salão de Festas Joaquim Nunes Janeiro, estreia a peça de teatro “Um Palco de Alegria”, que vai levar a palco música, canções, dança e muito humor, um momento que a organização classifica como de “cultura e diversão”.

Às 21h00 acontece a saudação às colectividades e entidades oficiais e, às 23h00, no Salão de Festas Joaquim Nunes Janeiro, é o ‘partir’ do bolo de aniversário.

A 4 de Fevereiro, a celebração continua com o concerto de gala da Banda da Sociedade Imparcial 15 de Janeiro de 1898, com a entrega de platinas aos novos elementos da banda e de diplomas, uma cerimónia marcada para Fórum Cultural de Alcochete.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Novo 10 de portas fechadas após polémica que envolve dívida de 700 mil euros

Empresário apresentou proposta ‘promissora’, que acabou por deixar proprietário do espaço de mãos a abanar

Autoeuropa anuncia unidade 1 milhão do T-Roc que vai rodar noutro continente

Número redondo foi anunciado pela direcção da fábrica de Palmela. Automóvel já tem destino traçado

O sangue e o oxigénio dos Tribunais

Ninguém duvida que os oficiais de justiça são essenciais para a Administração da Justiça.
- PUB -