2 Fevereiro 2023, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalCondenado a 16 anos por homicídio em festa durante pandemia

Condenado a 16 anos por homicídio em festa durante pandemia

Crime ocorreu numa discoteca improvisada, após um negócio de droga que correu mal

 

- PUB -

O Tribunal de Setúbal condenou a 16 anos um homem de 23 anos, residente em Almada, conhecido por Cobra, por matar a tiro um rival com quem se desentendeu durante uma festa proibida pela pandemia, nas hortas das escarpas do Bairro da Bela Vista, em Setúbal. O homicida recorreu e viu agora o Supremo Tribunal de Justiça manter a pena que vai ter de cumprir.

O crime ocorreu na madrugada de 21 de Fevereiro de 2021, durante uma festa de aniversário que decorria nas escarpas do Bairro da Bela Vista, um local onde vários jovens se juntavam para consumir álcool e droga. Os difíceis acessos tornavam o espaço ideal para ajuntamentos longe dos olhares da polícia, que já tinha o local referenciado, mas que ainda assim atraíam pessoas de toda a Área Metropolitana de Lisboa.

A vítima, conhecida por ‘Já’, residente em Lisboa, deslocou-se à festa de anos e após um desentendimento com o agressor, acabou por ser baleado com um tiro no peito. Morreu no local e o suspeito colocou-se em fuga.

- PUB -

A Polícia Judiciária viria a detê-lo em Maio durante uma festa no Seixal. Residia em Almada e já estava identificado pelas autoridades. O arguido foi julgado por homicídio qualificado, devido ao motivo fútil que motivou a morte, mas o Tribunal de Setúbal acabou por condená-lo por homicídio simples, a 16 anos de cadeia.

A vítima tinha cerca de 30 anos, era conhecido por ‘Já’ e deixa uma filha. Nasceu na Ilha de Santiago, mudou-se para Portugal há cerca de três anos e chegou a morar em Coimbra, antes de se mudar para a capital.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Novo 10 de portas fechadas após polémica que envolve dívida de 700 mil euros

Empresário apresentou proposta ‘promissora’, que acabou por deixar proprietário do espaço de mãos a abanar

Autoeuropa anuncia unidade 1 milhão do T-Roc que vai rodar noutro continente

Número redondo foi anunciado pela direcção da fábrica de Palmela. Automóvel já tem destino traçado

O sangue e o oxigénio dos Tribunais

Ninguém duvida que os oficiais de justiça são essenciais para a Administração da Justiça.
- PUB -