30 Novembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalAlmadaCosta e Cacilhas em protesto sábado e domingo contra serviço prestado...

Costa e Cacilhas em protesto sábado e domingo contra serviço prestado pela Carris Metropolitana

Na Costa da Caparica o protesto é sábado, às 10h00, e em Cacilhas está marcado para domingo, às 16h30

- PUB -

Para sábado e domingo estão marcadas duas manifestações dos utentes dos transportes públicos rodoviários da Carris Metropolitana, operados pelas Transportes Sul do Tejo no concelho de Almada. A 1 de Outubro o protesto é na Costa da Caparica e no dia seguinte em Cacilhas.

Convocada pelo Grupo Público, no Facebook, “Passageiros de Transportes Públicos da Costa”, a manifestação no sábado na Costa da Caparica está marcada para as 10h00 no Largo da Costa, junto ao Chafariz. Afirmando-se como “passageiros descontentes com a Carris Metropolitana”, a convocatória através da rede social aponta no rol de queixas as “falhas de horários, os atrasos, os transbordos desnecessários e o aumento de horas nos transportes”. Ao mesmo tempo, são exigidos “mais autocarros nas horas de ponta, percursos mais rápidos e directos e ainda a reposição das carreiras extintas”.

No caso da manifestação convocada para Cacilhas, foi lançada pelo “Movimento Fartos!”, que se afirma “apartidário”, que dia 2 quer reunir utentes a exigirem a melhoria dos transportes públicos na Área Metropolitana de Lisboa (AML). O protesto está marcado para as 16h30 junto ao Chafariz ao fundo da Rua Cândido dos Reis.

- PUB -

“Está na hora de obtermos respostas concretas aos problemas que a Carris Metropolitana criou em todos estes concelhos, com uma maior intervenção do Governo e a responsabilização de todos os intervenientes; Conselho Metropolitano da AML, todas as câmaras municipais e a Transportes Metropolitanos de Lisboa.

O manifesto da convocatória enviada à redacção de O SETUBALENSE, indica que o mesmo foi “subscrito em solidariedade por inúmeras figuras públicas e activistas de longa data preocupados com a deterioração dos serviços públicos, com as condições de vida dos portugueses e com a sustentabilidade ambiental”.

No documento, designado por “Deterioração do Serviço Público”, o “Movimento Fartos!” afirma que a entrada em funcionamento da Carris Metropolitana nos diversos concelhos da margem sul da Área Metropolitana de Lisboa “representa o maior e mais repentino ataque a um serviço público indispensável”, e explica: “De um dia para o outro, e sem qualquer participação ou conhecimento dos cidadãos, milhares de pessoas viram-se privadas de transporte para o trabalho, acesso à saúde, às escolas e o lazer”.
A esta circunstância, o texto acrescenta “o facto das linhas que funcionam, o fazerem com total imprevisibilidade. Uma operação que foi anunciada como uma revolução nos transportes aprofundou a desconfiança face aos transportes colectivos, e promove objectivamente o uso do automóvel, numa enorme regressão climática e social, aumentando a precariedade das vidas num tempo de inflação galopante e de crise energética”.

- PUB -

Com este protesto, o “Fartos” vem exigir “o cumprimento integral das linhas escolares acabando com falhas que colocam objectivamente em causa a escolaridade obrigatória recorrendo à requisição de motoristas junto das forças armadas e policiais se necessário”, pretendem ainda garantir “o retorno das carreiras matinais, nocturnas e de fim-de-semana que foram extintas, assim como 24 horas de serviço na AML, criação de condições de atractividade na carreira dos motoristas pelo reforço salarial e melhoria das condições de trabalho”.
Entre as muitas reivindicações, insistem em “30 minutos como tempo máximo de percurso na ligação das localidades à sede do concelho” e o mesmo tempo “na ligação das localidades a interfaces”. No caso das ligações a Lisboa, o tempo máximo deve ser de “uma hora”, e ainda “tempos máximos de espera nos interfaces à chegada e partida de 15 minutos”. Assim como a “efectiva promoção de políticas de mobilidade sustentável que caminhem para a gratuidade e oferta generalizada de transportes colectivos”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Corpo do chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal encontrado na Praia da Torre em Grândola

Identificação do corpo terá sido feita por familiares na morgue, onde será realizada a autópsia, não havendo, até ao momento, indícios de crime 

Acidente na A2 junto a Palmela faz um morto e dois feridos ligeiros

Colisão entre dois veículos ligeiros ocorreu ao quilómetro 24.9 da Autoestrada 2. Vítima mortal tinha 42 anos
- PUB -