6 Outubro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalPreocupação com serviço de transporte rodoviário agravada com início do período escolar

Preocupação com serviço de transporte rodoviário agravada com início do período escolar

Autarcas entregam carta reivindicativa à Alsa Todi, exigem garantias até dia 16, dizem não haver mais “condescendia” e que vão envolver população

 

- PUB -

Com um novo ano lectivo a arrancar já esta semana, e devido à “reconhecida e pública continuação das deficiências de funcionamento da Carris Metropolitana”, muitos são aqueles que se têm demonstrado preocupados com o transporte escolar.

Por considerarem que é “necessário garantir o funcionamento dos autocarros e dos horários”, os presidentes da Câmara Municipal e das cinco juntas de freguesia entregaram ontem uma carta reivindicativa à operadora Alsa Todi – que assegura o serviço nos concelhos de Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal (lote 4).

“Estamos a tomar medidas, no sentido em que não há mais tempo a perder e não há mais condescendia neste tipo de relação com esta operadora”, disse André Martins, presidente da edilidade sadina, depois de se reunir com Juan Gomez, director-geral da Alsa Todi, e Fernando Esteves, administrador da empresa.

- PUB -

Sobre o encontro, realizado nas instalações de Setúbal da empresa, explicou ter sido “interessante, com uma conversa longa, onde houve algumas explicações”. Contudo, “é necessário que a operadora dê garantias de confiança aos setubalenses”, pelo que foi exigido que “até ao próximo dia 16, [a Alsa Todi] informe [as autarquias] sobre as linhas e o funcionamento dos autocarros nos horários, que também serão actualizados”.

“Que a circulação dos autocarros escolares seja garantida nos circuitos e nos horários. Este é o compromisso que fica. Aguardamos que no dia 16 tenhamos essa informação, para a podermos divulgar à população”, revelou.

Já para o dia 20 está prevista a realização de uma reunião pública, “com a população, para se avaliar a credibilidade da informação exigida ao consórcio”.

- PUB -

Além de André Martins, acompanhado de Rita Carvalho, vereadora com o pelouro da Mobilidade, estiveram na reunião os presidentes das juntas de freguesia do Sado, Marlene Caetano, de Azeitão, Sónia Paulo, de São Sebastião, Nuno Costa, e de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra, Luís Custódio, assim como o presidente da União das Freguesias de Setúbal, Rui Canas.

Autarcas descrevem situação como “absolutamente anormal”

Na carta reivindicativa entregue aos responsáveis pela empresa Alsa Todi, os autarcas dizem não restar “outra alternativa que não seja exigir, mais uma vez, a urgente normalização da prestação dos serviços e o rigoroso cumprimento do que está contratualizado pela TML [Transportes Metropolitanos de Lisboa].

Com o correcto funcionamento dos transportes públicos, esperam que “a vida de muitos milhares de pessoas que dependem destes possa voltar à normalidade”.

“Lamentamos que tenhamos de exigir o cumprimento de um serviço para o qual a operadora se deveria ter preparado, o que evidencia que estamos perante uma situação absolutamente anormal, que implica que sejam accionados os mecanismos contratualmente previstos de penalização da empresa”.

Em causa está o incumprimento dos horários e dos percursos previstos, mantendo-se “a falta de informação pública”, assim como “continua sem funcionar o sistema de controlo que permite verificar em tempo real a localização dos autocarros”.

“A tudo isto temos de acrescentar a ausência de um sítio na internet que forneça, de forma compreensível e intuitiva, a informação que os utentes do sistema procuram”, descrevem os autarcas, que dizem estar a assistir “à violação sistemática e permanente do contrato.

Horários e percursos escolares entram hoje em vigor

Entram hoje em vigor os horários e os percursos a cumprir durante o período escolar, um dia depois de deixarem de ser realizados “os horários do período de Verão”.

Em comunicado, a Carris Metropolitana explica que “a oferta de transportes que entrará em funcionamento terá alguns horários e percursos adaptados à realidade escolar” e garante que, “no esforço de uniformizar os serviços em toda a rede, os serviços estarão atentos para corrigir e suprir novas necessidades que venham a ser identificadas”.

“Para auxiliar os passageiros nesta mudança”, a empresa disponibilizou “canais de contacto dedicados a este tema para obter informações sobre horários e trajectos, escolas servidas e sugestões de melhoria que considere importante para melhor servir a rede escolar”.

Em Setúbal, entre as várias alterações a registar, estão as extinções das carreiras 4630 e 4631, que passam agora a ser a 4730, com ligações entre a Interface de Transportes de Setúbal e Sete Rios, em Lisboa.

A Carris Metropolitana entrou em operação no dia 1 de Junho na área 4, com o serviço a ser garantido pela Alsa Todi, que tem sido alvo de críticas e acusada de não estar a “respeitar o caderno de encargos proposto”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Primeira pedra de construção de empreendimento à beira-rio lançada no município do Barreiro

Novo espaço habitacional pretende atrair famílias locais e jovens a um preço razoável   O lançamento da primeira pedra de construção do novo empreendimento que vai nascer...

Acidente de trabalho com um reboque faz um morto e um ferido

Vitimas estavam a trabalhar debaixo da estrutura que lhes caiu em cima

Polícia Judiciária detém homem em Setúbal suspeito de dezenas de crimes de pedofilia

Suspeito aproveitou-se do facto de coabitar com a jovem de 17 anos para a sujeitar a abusos sexuais, que terão tido início quando a vítima tinha 12 anos
- PUB -