6 Outubro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalAlmadaArtistas da música às artes visuais dão nova vida a polidesportivo em...

Artistas da música às artes visuais dão nova vida a polidesportivo em Cacilhas

“De volta à base” dá agora nome a um espaço desportivo entre prédios onde nasceram bandas de nome reconhecido

- PUB -

O recinto polidesportivo junto à Rua Mário de Sá Carneiro, em Cacilhas, conhecido entre quem ali reside como “O Quintal”, foi requalificado numa intervenção que contou com a participação de diversos artistas almadenses que cresceram naquela zona urbana. A Hoopers – plataforma de comunidade para jogadores e fãs de basquetebol – promoveu o projecto e a Câmara de Almada apoiou. A inauguração formal aconteceu na sexta-feira, 9 de Setembro, na presença dos autores e autarcas. Para a presidente do município, este é um exemplo que deve ser seguido noutras freguesias.

A ideia para requalificar este espaço, agora rebaptizado “De volta à base”, partiu do responsável da startup portuguesa Hoopers, que teve a primeira sede neste núcleo habitacional de Cacilhas, com André Costa a convidar o colectivo de artistas urbanos Crack Kids e a conseguir a participação de artistas e músicos que viveram e começaram os seus projectos artísticos naquela envolvente. É o caso do artista visual Francisco Freitas, conhecido por Chikolaev, e da banda M.A.C. Missão A Cumprir. Banda que, conjuntamente com os também vindos de Cacilhas, ex-Da Weasel, Carlão e Miguel Negretti (Glue) deram origem a um single da formação de Hip-Hop composta por TNT e Kulpado precisamente com o nome “De volta à base”.

Além da intervenção artística, foram também recuperados os equipamentos desportivos numa operação que Miguel Negretti considerou “especial” para quem nela participou e que pretende “inspiradora para outros prosseguirem os seus sonhos”, e lembrou: “As nossas raízes estão ligadas a este espaço. Foi neste campo que crescemos e vivemos a nossa juventude, mas também foi aqui que se despertou o nosso interesse e amor pela vida na rua, pela arte e pelo desporto”.

- PUB -

Foi precisamente sobre este ‘ninho’ de talentos que a presidente da Junta da União de Freguesias de Almada, Cova da Piedade, Pragal e Cacilhas, Maria d’Assis, se referiu durante a inauguração: “Daqui saíram muitas pessoas que alcançaram o sucesso que sonharam, esperamos que seja ponto de partida para a nova geração que aqui reside”.

No mesmo sentido, Filipe Pacheco, vereador responsável pelos espaço desportivos do município, manifestou o desejo de que a requalificação do “De volta à base” venha a “inspirar todos aqueles que o frequentam diariamente”, daí também o envolvimento do município: “A história e a dinâmica existente neste local levaram-nos a apostar nesta intervenção que vai muito além de uma mera intervenção artística e desportiva”.

A “importância” desta “pequena requalificação” foi também elogiada pela presidente da Câmara de Almada. Inês de Medeiros vincou o que a mesma transmite na política municipal, onde “não faz sentido que não envolva toda a comunidade”, e sendo “De volta à base” um “nome simbólico feliz, representa também o envolvimento de todos”, disse.

- PUB -

A presidente aproveitou para lançar um desafio tanto à comunidade como aos próprios autarcas locais: “Espero que este seja um primeiro exemplo de outros [em Cacilhas] e noutras freguesias, neste espírito de envolver a comunidade num espaço de todos”. E frisou que “Almada está muito longe de ser um dormitório. É um território de muitos e de todos, num espírito acolhedor que também se exprime em obras como esta”.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Colisão contra portagens na A2 em Coina causa vítima mortal

Viatura bateu contra os pórticos das portagens e acabou por se incendiar

Primeira pedra de construção de empreendimento à beira-rio lançada no município do Barreiro

Novo espaço habitacional pretende atrair famílias locais e jovens a um preço razoável   O lançamento da primeira pedra de construção do novo empreendimento que vai nascer...

Acidente de trabalho com um reboque faz um morto e um ferido

Vitimas estavam a trabalhar debaixo da estrutura que lhes caiu em cima
- PUB -