10 Agosto 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalAlsa Todi e estruturas sindicais acordam melhorias para motoristas

Alsa Todi e estruturas sindicais acordam melhorias para motoristas

Acordo de empresa é válido até final de 2026 e abrange os cerca de 400 trabalhadores da transportadora

A falta de motoristas tem sido uma das lacunas que têm contribuído para as debilidades identificadas no arranque do serviço prestado pela nova Carris Metropolitana na Península de Setúbal. Tal como as condições que são oferecidas a estes profissionais. Esta quinta-feira, a operadora Alsa Todi – responsável pelos transportes públicos rodoviários nos concelhos de Alcochete, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal – anunciou que assinou um acordo com as organizações representativas dos trabalhadores.

- PUB -

As negociações com a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS), o Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes (SITRA) e o Sindicato Nacional dos Motoristas e Outros Trabalhadores (SNMOT) chegaram a bom porto e o acordo de empresa com estas estruturas foi rubricado.

“O acordo é válido até ao final de 2026, abrangendo os cerca de 400 trabalhadores da empresa e prevê, por exemplo, a possibilidade de adesão a um sistema de folgas rotativas; um seguro de acidente de trabalho, no País e no estrangeiro, que contempla não só o período em funções mas também as deslocações de ida e regresso do trabalho; a existência de um seguro de saúde proposto pela empresa, voluntário e partilhado, em que a Alsa Todi suporta 75% do valor anual desse seguro e o trabalhador os restantes 25%”, anunciou a transportadora, em comunicado.

Na mesma nota, a Alsa Todi sublinha também que o acordo, agora alcançado, “inclui ainda, entre diversas outras alíneas, a criação de um prémio de assiduidade, que poderá traduzir-se em até mais 3 dias úteis de férias, a juntar aos 22 dias previstos na lei”. Além disso, adianta a operadora, os trabalhadores “terão direito a formação contínua, mediante acções desenvolvidas na empresa ou a concessão de tempo para frequência de formação, por iniciativa do trabalhador”, sendo que a Alsa Todi compromete-se ainda “a suportar os custos com a renovação da carta de condução (carta de qualificação de motorista), do certificado de aptidão para motorista, do certificado de transporte colectivo de crianças e do cartão de tacógrafo digital”.

- PUB -

Para Juan Gomez Piña, director geral da Alsa Todi, o acordo de empresa constitui um “momento de extrema importância” para todas as partes. “Não só para a empresa e para os trabalhadores, mas também para dar continuidade à nossa missão, de garantir aos passageiros da Alsa Todi o melhor serviço que se pode oferecer, em matéria de transportes, com qualidade e que dê resposta às suas necessidades”, considera o responsável, citado na mesma nota.

A Alsa Todi defende que o novo serviço da Carris Metropolitana “veio aumentar em 70% a oferta de ligações entre a margem sul e Lisboa” e sublinha que apresenta, nos concelhos onde a empresa está a operar, “cerca de 240 autocarros novos, sendo que 25% da frota é eléctrica ou movida a gás”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Histórica estação rodoviária na 5 de Outubro vai dar lugar a supermercado Continente

Edifício está a ser alvo de estudos há cerca de uma semana, com o objectivo de abrir espaço do grupo Sonae

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos
- PUB -