11 Agosto 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioPolíticaPor proposta do PS e acordo do PSD Câmara de Setúbal vai...

Por proposta do PS e acordo do PSD Câmara de Setúbal vai baixar IMI e aliviar IRS

A proposta vai estar hoje em discussão na reunião de Câmara. A maioria relativa CDU que gere a autarquia reserva comentários para o debate   

- PUB -

A taxa de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) no concelho de Setúbal deverá baixar em 2023 de 0,40% para 0,37%. Isto com base na proposta que os vereadores socialistas vão apresentar hoje, em reunião de Câmara, a ser votada pelo executivo municipal, a qual será acompanhada pelos dois eleitos do PSD.

Quanto à CDU, que gere a Câmara sadina sem maioria absoluta, fonte próxima do presidente, André Martins, indica que a seu tempo, ou seja na própria reunião pública de hoje, será conhecida a posição dos seus eleitos, e o mesmo irá acontecer sobre a proposta também do PS relativamente à participação da autarquia no IRS, que irá estar em discussão a partir das 16h30.
Na mesma reunião serão assim apresentadas duas propostas, além da baixa do IMI será discutida a participação de 3,70% no IRS para 2023, dos sujeitos passivos com domicílio fiscal no território de Setúbal, relativamente aos rendimentos do ano anterior. Mais uma proposta que vai merecer o acordo do PSD.

“A Câmara tem a possibilidade de decidir qual a participação que vai ter no IRS. Já foi de 5%, e por proposta do PS em 2022 passou para 4%, agora pretendemos que em 2023 esta participação seja de 3,70%”, avança o vereador socialista Fernando José.

- PUB -

Acrescenta o também deputado à Assembleia da República, que a Câmara Municipal “financia-se à custa das contribuições da população através de taxas e taxinhas, além do que cobra em estacionamento pago. E mais ainda o que recebe através do IRS”.

A redacção vigente da Lei n.º 73/2013, de 3 de Setembro, refere que os municípios, “em cada ano, têm direito a uma participação variável até 5% no IRS, ora para os vereadores do PS na Câmara de Setúbal, a CDU “deve ter um modelo de gestão que contribua para diminuir a precaridade da população”, por isso têm apresentado reduções tanto nas taxas como nos impostos.

“Quando a CDU geria a Câmara Municipal com maioria absoluta, manteve sempre a comparticipação no IRS nos 5%, e justificava que assim tinha de ser por causa do contrato de equilíbrio financeiro, isto mesmo quando o anterior secretário de Estado Adjunto e das Finanças, Mourinho Félix, disse que Setúbal poderia baixar. Agora que perdeu a maioria absoluta, tem baixado por proposta do PS”. E se nada acontecer em contrário, será de 3,70% no próximo ano.

- PUB -

“É preciso aumentar o rendimento disponível para as famílias”, reforça Fernando José. E relembra que o objectivo do PS é que, “até ao final do mandato, o município cobre a taxa mínima de IMI, ou seja, 0,30%”, e também devolva o máximo de IRS à população.

A mesma opinião expressa o vereador do PSD Fernando Negrão. “Não temos complexos em apoiar propostas [do PS] que também apresentaríamos. É preciso ajudar as famílias e, mais ainda, num momento particularmente difícil em que a inflação deteriora os seus orçamentos e as perspectivas de futuro são muito incertas”.

O que o deputado social-democrata não vê com bons olhos é a “pressa do PS em apresentar estas propostas”. “Apresentaríamos propostas idênticas. Isto não é uma corrida de bicicletas”, comenta.

E é o que vai acontecer com a proposta relativa ao IMI familiar, que tem sido sempre acarinhada pelos social-democratas. “Vamos apresentar uma proposta nesse sentido, mas a seu tempo”, revela Fernando Negrão.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Histórica estação rodoviária na 5 de Outubro vai dar lugar a supermercado Continente

Edifício está a ser alvo de estudos há cerca de uma semana, com o objectivo de abrir espaço do grupo Sonae

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos
- PUB -