26 Junho 2022, Domingo
- PUB -
InícioLocalAlmadaMarcelo Rebelo de Sousa esteve na Costa e destacou importância do hábito...

Marcelo Rebelo de Sousa esteve na Costa e destacou importância do hábito de se ler muito

A final do CNL decorreu no Inatel, onde Inês de Medeiros disse que a biblioteca itinerante para o concelho está quase pronta  

- PUB -

 

Almada recebeu, pela primeira vez, a final do Concurso Nacional de Leitura (CNL). Foi no passado sábado, no Inatel da Costa de Caparica, e contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, do ministro da Educação, João Costa, da presidente da Câmara Municipal de Almada, Inês de Medeiros e outros autarcas.

A 15.ª edição do Concurso Nacional de Leitura, onde esteve também a Comissária do Plano Nacional de Leitura 2027, Teresa Calçada, foi estruturada por este organismo com a colaboração da Câmara Municipal de Almada, reuniu 220 alunos finalistas, entre os 7 500 participantes, que em público leram alguns excertos de livros e defenderam a importância do livro escolhido, entretanto convidaram a plateia também a ler.

- PUB -

“A leitura é fundamental porque dela se faz o avanço das sociedades”, comentou Marcelo Rebelo de Sousa. Amante de bons livros, o Presidente da República afirmou ainda que “cada livro que se lê equivale a um treino intelectual, e falando em nome próprio, acrescentou: “Quanto mais livros eu leio mais palavras conheço, melhor falo, melhor escrevo, mais mundo tenho, mais informações recolho, mais rápido, mais rigoroso, mais competente, mais apto a compreender o mundo sou”.

Uma deixa para o ministro João Costa dizer: “Ler dá-nos oportunidades”. O governante, que elogiou as entidades e professores envolvidos neste concurso, deu especial destaque aos alunos participantes a quem desafiou para “serem embaixadores da leitura” junto dos colegas e levá-los a descobrir o gosto pela leitura.

Entretanto, no início do encontro, a vice-presidente da Câmara de Almada, Teodolinda Silveira, já tinha realçado o “trabalho e importância dos professores bibliotecários das escolas”, os quais considerou como “fundamentais na promoção da leitura”. Realçou ainda “a importância da leitura para o domínio da língua, para o desenvolvimento da criatividade, como fonte inesgotável de conhecimento”.

- PUB -

Por sua vez Teresa Calçada evidenciou a importância do “exemplo e do papel sociológico das famílias” e a “valorização daquilo que é um bem fantástico, um bem cultural, social, individual chamado leitura”.

A encerrar a 15.ª edição do CNL, Inês de Medeiros manifestou o desejo de que as bibliotecas do concelho “sejam espaços abertos à comunidade”, e ainda que a leitura “chegue a todos os pontos do território almadense”. Neste sentido, lembrou que está em curso a finalização da biblioteca itinerante no concelho para chegar a “espaços do território onde não há condições para criar uma biblioteca, mas os livros vão ter com as pessoas, criando uma dinâmica local”.

Em 2022 participaram no CNL cerca de 7 500 alunos de todos os ciclos de ensino, de 2 352 escolas nacionais do continente e ilhas, e também estrangeiras, dos países de língua oficial portuguesa – Angola, Moçambique, S. Tomé e Príncipe e Cabo Verde – e outros países com ensino do português.

Ao longo das quatro fases do concurso – escolar, municipal, intermunicipal e nacional – foram lidas cerca de mil obras literárias.

O CNL é promovido pelo Plano Nacional de Leitura 2027, em parceria com a Rede de Bibliotecas Escolares, a Direcção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, o Camões Instituto da Cooperação e da Língua, a Direcção de Serviços de Ensino e de Escolas Portuguesas no Estrangeiro e a RTP, com o apoio da Bertrand e do Pingo Doce.

 

Vencedores do Concurso Nacional de Leitura

1.ª Ciclo

1.º Prémio 

Vicente Chaves da EB do Douro, Vila Real

2.º Prémio 

Inês Ferreira da EB de Cinfães, Cinfães

3.º Prémio

Joana Mendes da Escola Básica Serra da Gardunha, Fundão

Menções Honrosas

Simão Videira do Centro Escolar Dr. Bento da Cruz, Montalegre

Guilherme Marques da Escola Básica de Parceiros, Leiria

Paloma Pereira do Colégio Pequenos Príncipes, Luanda

 

2.ª Ciclo

1.º Prémio 

Matilde Silva da Escola Básica Bernardino Machado, Vila Nova de Famalicão

2.º Prémio 

Margarida Rocha da Escola Básica da Abelheira, Viana do Castelo

3.º Prémio

Beatriz Campos da Escola Básica Prof. Arménio Lança, Santiago do Cacém

Menções Honrosas

Maria Luísa Santos da Escola Básica e Secundária Gomes Teixeira, Armamar

Luana Custódio da Escola Básica do Maxial, Torres Vedra

 

3.ª Ciclo

1.º Prémio

Maria Torrado do Lycée International Saint Germain em Lage, França

2.º Prémio

Marta Alves da Escola Secundária do Pinhal Novo, Palmela

3.º Prémio

Maitê Pacheco da Escola Básica Frei Bartolomeu dos Mártires, Viana do Castelo

Menções Honrosas

Mariana Rosa da Escola Básica Prof. Artur Nunes Vidal, Águeda

Pedro Calado da Escola Básica Integrada Frei Manuel Cardoso, Fronteira

 

Ensino Secundário

1.º Prémio

Maria Luís Salvador da Escola Artística do Conservatório de Música do Porto, | Porto

2.º Prémio

Matilde Frazão da Escola Secundária Francisco Franco, Funchal

3.º Prémio

Bruno Oliveira da Escola Secundária de Resende, Resende

Menções Honrosas

Lúcia Garcia da IFS Zurborán, Badajoz, Espanha

Luna Gouveia da Escola Portuguesa de Moçambique, Moçambique

Rodrigo Sousa da Escola Básica e Secundária de Fornos de Algodres

Ana Mesquita

Escola Secundária António Inácio da Cruz, Grândola

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -