27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioRegionalPassageiros de Azeitão e Quinta do Conde receiam perder carreira para Lisboa

Passageiros de Azeitão e Quinta do Conde receiam perder carreira para Lisboa

Mudanças na rede de transportes públicos geram inquietação. Junta de Freguesia azeitonense garante não haver problema

 

- PUB -

No próximo dia 1 de Junho, a Carris Metropolitana, da TML – Transportes Metropolitanos de Lisboa, nova operadora de transporte rodoviário da Área Metropolitana de Lisboa (AML), começa a trabalhar na região, com novos autocarros e mais oferta de linhas, horários e cobertura.

Preocupados com estas novidades estão muitos passageiros, residentes nas zonas de Azeitão e Quinta do Conde (Sesimbra), que utilizam diariamente o autocarro como meio de transporte até Lisboa, uma vez que no site da Carris Metropolitana, no domínio “conversor de linhas”, as linhas que hoje ligam Setúbal a Lisboa, com várias paragens ao longo do percurso, não encontram correspondência directa no novo quadro.

Por exemplo, ao digitar o número 754, carreira que actualmente liga Setúbal a Sete Rios, em Lisboa, a nova linha correspondente é a 4631, que indica percurso entre o Fogueteiro (estação) e Setúbal (interface de transportes).

- PUB -

O mesmo acontece com a 755, entre Setúbal e Lisboa, via Laranjeiro, que ganha o novo número 4630, entre Corroios (estação) e Setúbal (interface de transportes).

“No site da empresa não há mais informação, não informa quais os novos percursos e horários. Mesmo pesquisando as opções de ligação entre Setúbal e Lisboa apenas aparecem as duas carreiras directas e isto está a provocar uma inquietação enorme entre os utentes”, refere a O SETUBALENSE, Ruy Ventura, azeitonense que diariamente utiliza o autocarro para se deslocar para o trabalho em Lisboa.

“Se realmente as carreiras forem suprimidas, o que hoje em dia fazemos com um único transporte, passará a implicar ter de andar de dois ou três transportes para chegar ao mesmo destino, ou trazer automóvel, para quem o tem”, adianta, afirmando que tal se traduz em “muito maior dispêndio de tempo e, no caso do automóvel, também de dinheiro”.

- PUB -

O azeitonense considera que “objectivamente, se as pessoas se cingirem neste momento ao que o site da empresa diz, conclui-se que as carreiras que habitualmente costumam ir com muitos utentes até Lisboa vão ser suprimidas”.

“Teremos problemas enormes se tal acontecer”. No entanto, põe ainda em hipótese que “a informação que se encontra no site esteja errada e incompleta” e aguarda por mais informações. “Nem um comunicado sobre as alterações que vão acontecer existe nas paragens. O que os utentes que partilham viagem comigo dizem, e eu também digo, é que mesmo que venham a mudar e a dar-nos uma boa notícia esta é uma falta de respeito para com os utentes”, remata.

Contactada por O SETUBALENSE, a presidente da Junta de Freguesia de Azeitão, Sónia Paulo, garante poder “tranquilizar os azeitonenses, assegurando que terão transporte público para Lisboa sem necessidade de fazer transbordo”.

Igualmente contactada, a Câmara Municipal de Setúbal informa que “quem está habilitado a dar informações sobre carreiras e horários é a TML – Transportes Metropolitanos de Lisboa”, empresa que O SETUBALENSE também já contactou, mas não obteve resposta até ao momento de fecho desta edição.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -