27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalCidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos

 

- PUB -

A partir do mês de Junho, os Transportes Sul do Tejo (TST) serão substituídos pela Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML), através da operadora Alsa Todi, nova concessionária de transporte rodoviário para o lote que inclui o concelho de Setúbal. Com esta mudança, a rede local de agentes vendedores de bilhetes e passes deixará de existir, uma vez que não existe acordo com a nova transportadora.

A TST construiu, com papelarias e tabacarias, uma rede de agentes que vendem os seus produtos (bilhetes pré-pagos e passes). Com a chegada da TML e da Alsa Todi, esta rede deixará de existir em Setúbal, passando a ser possível adquirir estes produtos apenas através do multibanco, nas estações de transportes ou na nova máquina “O Ponto Navegante”, localizada no piso -1 do Centro Comercial Alegro. Uma mudança que penaliza muitos utentes, sobretudo os mais idosos, uma vez que são os principais utilizadores dos serviços prestados por estes agentes e aqueles que têm maiores dificuldades com as novas tecnologias.

Eduardo Costa, da Tabacaria Loureiro, esclareceu a O SETUBALENSE que tem indicação para desligar as máquinas da TST a partir de dia 26 de Maio, não tendo alternativa para vender os produtos da nova concessionária. De acordo com o proprietário da tabacaria, a alternativa poderia passar pelo uso do serviço Payshop, mas, por enquanto, não existe acordo entre este serviço e a nova transportadora. “A TML não está inclinada em criar rede de agentes”, conclui.

- PUB -

Também Hugo Castelo, do estabelecimento Tabacos, garante não existir alternativa para a venda dos produtos da TML. O funcionário assegura que a própria Payshop “poderá não ter capacidade de resposta”, devido ao elevado número de procura que passará a existir por este serviço.

No estabelecimento dos Jogos Sociais da Misericórdia, a situação é a mesma, com uma das funcionárias, que preferiu manter-se anónima, a demostrar a sua preocupação com os utilizadores idosos. “Esta mudança vai dar uma grande confusão para os mais velhos”. O SETUBALENSE contactou a Santa Casa da Misericórdia de Setúbal, proprietária deste estabelecimento, onde Daniel Novo esclareceu que “a Santa Casa não tem nenhuma indicação da TML”. “Já tentámos entrar em contacto, mas ainda não obtivemos nenhuma resposta”.

Os utilizadores mais velhos destes serviços encontram-se sem saber o que fazer neste momento, com Manuela Guerreiro a demostrar a sua preocupação. “Eu costumo comprar o passe numa loja ao pé do Mercado [estabelecimento Tabacos], mas agora com estas mudanças não sei como vai ser. Já li os panfletos que eles espalharam [TML], mas não fiquei nada esclarecida”.

- PUB -

A Payshop é vista como uma alternativa para os serviços prestados pela rede de agentes, mas até ao momento não existe nenhum acordo. Valter Gonçalves, agente Payshop na Tabacaria Loureiro, esclareceu a O SETUBALENSE que os protocolos existentes abrangem Lisboa e Almada, não estando previsto nenhum acordo para breve na cidade de Setúbal, sendo que “os agentes não têm qualquer indicação sobre o futuro”, relativamente a esta questão.

Contactada por O SETUBALENSE, a Câmara Municipal de Setúbal, informa que “para esclarecer estas questões deverá ser contactada a TML – Transportes Metropolitanos de Lisboa”, empresa que foi contactada por O SETUBALENSE, mas que não deu resposta até ao momento de fecho desta edição.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -