27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalTrês bolsas de estacionamento gratuito com mais de 2500 lugares para a...

Três bolsas de estacionamento gratuito com mais de 2500 lugares para a periferia da cidade

Zona da Várzea é a única localização para já conhecida. PS arrasa medida e diz que a gestão CDU está em “completo desnorte”

 

- PUB -

Depois da celeuma em torno do exponencial aumento de estacionamento pago no centro da cidade, a Câmara Municipal de Setúbal avança agora com a criação de três bolsas de parqueamento automóvel gratuito na periferia, com uma capacidade global de mais de 2 500 lugares.

O anúncio foi feito esta sexta-feira por André Martins, presidente da autarquia, após uma visita (na companhia dos vereadores Rita Carvalho e Carlos Rabaçal) à zona da Várzea – única localização identificada pela autarquia relativamente às três áreas que vão contemplar estacionamento público. O SETUBALENSE tentou por contacto telefónico, SMS e e-mail apurar junto do assessor de Imprensa da Câmara Municipal quais as duas outras localizações, mas não obteve resposta.

Em nota de Imprensa, a autarquia revelou que a bolsa de estacionamento na zona da Várzea – nas imediações da Escola Básica Barbosa du Bocage, num espaço com acesso pela Rua Engenheiro Henrique Cabeçadas – já pode ser utilizada para o efeito, apesar de estarem a decorrer os trabalhos de “limpeza, modelação e compactação” do terreno. No lado nascente, pode ser utilizado o estacionamento disponível na Avenida Paula Costa.

- PUB -

“Com a criação deste parque de estacionamento gratuito na envolvente da Várzea, com mais de 500 lugares, estamos a dar mais um passo no projecto que temos vindo a afirmar no âmbito da mobilidade sustentável”, considerou André Martins, citado na mesma nota. “Estamos a trabalhar para criar mais dois parques na cidade, o que resulta numa capacidade total de parqueamento superior a 2 500 lugares de utilização gratuita”, adiantou.

Nas imediações do terminal de autocarros da Várzea, está a ser requalificada uma área com quase 4 mil m2 que irá apresentar, de acordo com a edilidade, “novas zonas de circulação pedonal e rodoviária” e também “uma bolsa de parqueamento automóvel com mais de 70 lugares”.

A localização dos novos parques gratuitos permitirá às pessoas “estacionar as viaturas e utilizar a rede de transportes públicos para aceder a várias zonas da cidade, como a baixa e a frente ribeirinha”, faz notar o presidente da Câmara.

- PUB -

E quanto ao estacionamento tarifado, que cresceu de 1 487 para 8 300 lugares, o autarca da CDU defende que “tem sido a solução para melhor gerir o espaço público”, já que garante “a circulação dos chamados modos suaves mais amigos do ambiente”. “Não estamos a inventar nada. Seguimos a experiência de outras grandes cidades”, reforçou, ao mesmo tempo que admitiu que a autarquia está a trabalhar para “encontrar soluções para o estacionamento dos pescadores e dos produtores do Mercado do Livramento”.

Fernando José: “Esta medida não resolve nada”

Para Fernando José, vereador do PS, a medida “não vem resolver nada”. “Vamos aguardar pelo anúncio da localização das outras bolsas de estacionamento, mas esta anunciada hoje [sexta-feira] não vem resolver o problema. Os setubalenses não vão encontrar nesta medida uma solução para o seu dia-da-dia”, disse o autarca socialista a O SETUBALENSE, sem deixar de lamentar ter tomado conhecimento da decisão pela Comunicação Social – “o que evidencia uma vez mais a falta de diálogo e humildade política resultante de uma arrogância política do presidente da autarquia”, juntou.

As críticas do vereador do PS à gestão da CDU não se ficam por aí. “O anúncio feito para a Várzea demonstra um total desnorte deste executivo, porque para a Várzea nos últimos 10 anos já foi anunciado tudo e mais um par de botas. E a verdade é que até ao dia de hoje nada foi concretizado”, lembrou, para disparar de seguida: “Agora é anunciada uma bolsa de estacionamento, completamente fora da cidade, e perguntamos – o presidente da autarquia e os vereadores da CDU conhecem a cidade? Querem que os setubalenses estacionem na Várzea para depois irem a pé para o Mercado do Livramento ou para a baixa comercial? É incompreensível.”

“O Partido Comunista está à frente da Câmara Municipal há mais de 20 anos e tomou a decisão de adjudicar e hipotecar o estacionamento tarifado na cidade por 40 anos. Na altura deveria ter existido um estudo rigoroso feito ao estacionamento e à mobilidade na nossa cidade. Cometeram um erro ao adjudicar por 40 anos e ao aumentar o estacionamento tarifado em mais de 500%. Agora estão a tentar arranjar medidas para mitigar o erro que cometeram”, atirou.

Fernando José vai ainda mais longe, ao considerar que Setúbal está perante “mais uma trapalhada do presidente e do seu executivo”. “É mais uma prova de que este executivo está em fim de ciclo e em completo desnorte, que não tem qualquer capacidade para encontrar soluções para resolver problemas, neste caso concreto, por si criados. Em tudo e mais alguma coisa têm culpado a oposição. Agora não dá para recuar no tempo e culpar o PS e a gestão de Mata Cáceres. Este não é um problema da oposição. É um problema criado pela anterior presidente Maria das Dores Meira com total apoio do actual presidente da Câmara, que foi presidente da Assembleia Municipal e, antes, vereador e vice-presidente da Câmara”, concluiu.

Fernando Negrão “Saudamos a decisão, o esforço do PSD deu resultado”

Mais comedido nas críticas bem como na reacção ao anúncio da criação das bolsas de estacionamento gratuito mostrou-se Fernando Negrão, vereador do PSD. Ainda assim, o social-democrata não deixou de dar uma “bicada” à gestão camarária liderada por André Martins. “Parques de estacionamento gratuitos não estão na tradição da CDU, que encheu a cidade de Setúbal com parques de estacionamento pagos e bem pagos. A confirmar-se a criação de mais de 2 500 lugares para estacionamento gratuito só podemos saudar a decisão e dizer que o esforço do PSD deu resultado”, comentou.

Já a localização do estacionamento em zonas mais afastadas do centro da cidade é uma decisão bem acolhida pelo autarca social-democrata, até porque, justificou, “as cidades modernas já não constroem estacionamento nos seus centros”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -